Diário de viagem

Diário de viagem a Nova York – Luciano Nascimento e Kelton Cruz

O Diário de Viagem é uma seção que traz relatos de leitores do blog. Nesses relatos, eles contam como foi a viagem a Nova York, o que mais gostaram de fazer, o que não gostaram, dividem dicas, enfim: um diário mesmo. Os convidados de hoje são Luciano Nascimento e Kelton Cruz. Eles viajaram com a pequena Marcela e ficaram 7 dias na cidade, em março de 2018.  Para conferir mais relatos, clique aqui

Escolhemos Nova York como destino de nossa viagem baseados na experiência de outras visitas à cidade. A nossa filha se chama Marcela e atualmente está com um ano e sete meses e já fomos a outros países com ela e, graças a Deus, nunca tivemos problemas com ela durante o voo. Optamos pela American Airlines, voo direto e a deixamos brincar muito na sala vip Admirals Club em Guarulhos para ela ficar cansada e dormir durante a noite toda e foi exatamente o que aconteceu.  Ela acordou 30 minutos antes do pouso.

Dica: amamentar ou oferecer chupeta durante a subida da aeronave ajuda a dimuniur a pressão nos ouvidos, devido aos movimentos de sucção.

A chegada – dia 20 de março  no aeroporto JFK foi desconfortável demais, como já sabíamos e acredito que a maioria já saiba. NÃO há fila preferencial para bebês/crianças em Nova York e, por isso, tivemos que aguardar duas horas na fila para passar pela imigração. Porém, todos os banheiros possuem trocadores.

Ficamos hospedados em Long Island City e o hotel permitiu que fizéssemos o check-in mais cedo, assim que chegamos. Então, demos banho e a deixamos descansar um pouco.

Compramos o ingresso para o Observatório no site Priceless da Mastercard – dois ingressos pelo preço de um, válidos apenas para visitas às tercas-feiras.

Para o mesmo dia, pegamos o ingresso gratuito, online, para visitarmos o Museu 11 de setembro. Dica: somente é possível pegar esse ingresso ou na segunda-feira ou na própria terça-feira da mesma semana quando se pretende visitar.

Saiba mais sobre o acesso gratuito a esse museu.

21 de março – caiu uma nevasca muito intensa e linda, mesmo assim, seguimos com nosso roteiro. Fomos ao Museu de História Natural e pagamos 1 dólar para entrar, usando o direito de pagar o quanto quisermos. A primeira vez que estivemos em Nova York n;os pagamos o valor integral por critério pessoal. No mesmo dia, fomos ao museu Madame Tussauds, o dia estava branco de neve. Lindíssimo.

22 de março – estava muito frio e a Marcela dormiu até tarde e sempre deixamos ela acordar espontaneamente. Fomos ao Museu da Criança,  que é incrível. São cinco andares com diversos brinquedos e atividades propostas por monitotres. Vale muito a pena ir. No caminho, passamos no branquinho e gelado Central Park para tirar umas fotos e finalizamos o dia com uma volta na Times Square

No fim da tarde, fomos ao Queens no Rego Center, onde tem diversas lojas famosas e muito mais baratas que em Manhattan.  Tem muitas opções de comida bem barata.

23 de março – a Marcela dormiu até mais tarde também e, ao acordar, fomos ao aconchegante e charmoso Zoo do Central Park. Ela adorou tudo tudo e nós também. Terminamos o dia na Carter’s, Gap entre outras lojas, no Queens. Estacao 82 Street Statio,n linha 7, muito baratas as lojas nessa região. Andamos muito de metrô e ela sempre sorrindo.

24 de março – fomos visitar a Estátua da Liberdade e ficamos pouco mais de duas horas para passar no controle de segurança. Estávamos quase desistindo, porém valeu a pena demais. Na volta, decidimos comprar algumas coisas na Target do Harlem, pois é muito mais barata e maior que as lojas da Target em Midtown e Downtown (fujam delas).

Quer comprar ingressos para atrações? Clique aqui.

25 de março – íamos subir no Rockefeller Center – porém, ao chegarmos, disseram que o frio estaria pior lá em cima e não fomos. Então, fizemos umas fotos na Quinta Avenida e almoçamos no Café R na 32st . Sempre vamos a esse restaurante, a comida é muito boa e tem pratos feitos na hora por menos de 10 dólares. À noite: mais Times e lojas infantis.

26 de março – No dia seguinte, seria nossa volta ao Brasil e fizemos o check-out e partimos para o outro lado da Brooklyn Bridge, no Dumbo, região com uma vista lindíssima para Manhattan e tem um pequeno parquinho para crianças de onde a Marcela não quis sair mais.

Saiba tudo sobre o passeio da Brooklyn Bridge.

Nosso retorno foi no voo American Airlines, aguardamos no moderna sala Vip Admirals Club e fizemos um excelente retorno. A Marcela acordou faltando uma hora para o pouso.

Ir a Nova York com bebê ou criança é muito tranquilo, sempre respeitando os limites e necessidades do menor. A cidade tem muitas atrações para crianças e há muitos banheiros masculinos com trocadores. Fizemos outros passeios e não daria para colocar aqui, compras particularmente nós não fazemos em Manhattan. Metrô atendeu muito bem às nossas necessidades e nos sentimos seguros e acolhidos como das outras vezes em que estivemos na cidade.

Ate a próxima viagem, Nova York.

Gostaram do relato do Luciano e do Kelton? Se você quiser participar, envie seu relato para análise para laura@lauraperuchi.com COM FOTOS, seu nome completo e cidade/estado. LEMBRE-SE que é preciso ser detalhista. Não precisa escrever um livro, mas seu relato tem que ser informativo!


1 comentário

  1. Muito bom relato, ainda não tinha acompanhado nada com criança, e foi excelente pois deu para ver que da para curtir NY de todas as formas estando ou não com criança. bjoo

Leave a Response