Passeio de barco a vela em Nova York

A ilha de Manhattan é cercada por dois rios – Hudson River e East River. Além disso, Nova York fica localizada na costa leste, muito perto do oceano Atlântico – tanto que há praias no Queens e Brooklyn, além de Long Island (leia-se Hamptons). O turismo de barco é bastante explorado na cidade – muito por conta do fato que a Estátua da Liberdade, um dos símbolos da cidade, ficar em uma pequena ilha. Os rios são movimentados o ano todo, mas é certamente durante os meses mais quentes que a oferta de passeios aumenta. Algumas semanas atrás, uma amiga me falou sobre a Manhattan  by Sail, empresa da cidade que oferece passeios pelo rio em barcos a vela. Fiquei super interessada e na última sexta fomos conferir de perto!

A Manhattan by Sail opera com dois barcos: um é o Shearwater e o outro é o Clipper City. Cada um desses barcos faz diversos passeios, em horários distintos, com propostas diferentes. Nós escolhemos o Sunset Sail, por uma razão óbvia: ele rola no horário do pôr do sol. Como os dias de verão costumam ser bem quentes, acho bacana deixar um passeio desse tipo para o fim do dia, quando o sol está mais baixo – e aproveitar, obviamente, o espetáculo que é o fim do dia… Outras opções de passeios incluem brunch, degustação de vinhos, degustação de cervejas, jazz além de passeios em outros horários, como início da tarde e também durante a noite. Você pode conferir todos os passeios do Clipper City aqui e do Shearwater aqui. A diferença dos dois é o tamanho. Enquanto o Shearwater comporta 48 passageiros, o Clipper City tem capacidade para até 134 passageiros.

Uma das partes mais legais dos passeios do Manhattan by Sail é que eles passam em frente à Estátua da Liberdade – numa distância muito boa, muito perto, perfeita para apreciar o monumento e tirar fotos legais. Além disso, como sempre digo: para ver Manhattan, é preciso sair de Manhattan e a vista para o skyline também é linda demais. O único porém é: esse barco balança bastante, então, se você é uma pessoa que enjoa fácil, não recomendo fazer o passeio. Eu não passei mal, mas o meu marido enjoou bastante. Outro ponto interessante é que há bebidas à venda, como vinho e cerveja – inclusive a primeira rodada foi por conta do capitão, não sei se é sempre assim, mas tomamos uma cerveja de cada na faixa.

Vale a pena lembrar que o Manhattan by Sail não é um passeio guiado – é um passeio de barco, para apreciar e curtir. Isso significa que não há guia, nem áudio. Acho que a experiência é super válida para quem procura uma proposta de passeio diferente das disponíveis, algo mais exclusivo. A única coisa que eu senti falta foi uma música tocando. Todo o passeio durou duas horas.

O Sunset Sail custa U$55 por pessoa – mas, como mencionei anteriormente, há outros passeios, e os preços variam bastante. O Happy Hour Sail, por exemplo, custa U$25, dura uma hora e oferece drinks a preços especiais. Depende do seu gosto e da sua disponibilidade. Além disso, vale salientar que o ponto de partida depende do barco escolhido. Os passeios no Shearwater saem do North Cove Marina, no Brookfield Place – South Side. O passeios no Clipper City saem do Battery Park, Slip 2.

E por último, mas não menos importante: o Manhattan by Sail opera do último fim de semana de abril até o início de outubro. No site, você pode conferir o calendário de passeios programados. Minha dica é comprar o seu passeio antecipadamente, pelo site, um ou dois dias antes (porque nada mais frustrante do que fazer um passeio desse num dia feio, então, é sempre bom checar a previsão!).

10 produtos de beleza que são sucesso na Amazon – parte 2

Percebi que não estou sozinha nessa relação de amor com a Amazon, visto que toda vez que eu faço esse tipo de post vocês curtem! Como já comentei em outras oportunidades, a Amazon é um ótimo site para comprar cosméticos. Mas o que eu mais gosto por lá é de descobrir marcas e produtos novos! Há nomes não muito famosos – mas que contam com milhares de reviews positivos e clientes satisfeitas. Sempre estou de olho na área de best-sellers e dá para descobrir muita coisa legal. Já tinha feito uma lista similar há algum tempo – e vocês podem conferir clicando aqui – e hoje trago a parte 2, com mais 10 produtos de beleza que são sucesso no site! Lembrando que os preços podem variar!


Rosehip & Hibiscus Eye Cream Moisturizer, LilyAna Naturals – com mais de duas mil reviews e quase cinco estrelas, esse creme ajuda a iluminar, firmar, hidratar e levantar a área delicada ao redor dos olhos, além de atuar na uniformização da pele. Não tem parabenos e tem certificado orgânico. Sua fórmula conta com ingredientes poderosos, como Vitamina C, Vitamina E,  óleo de rosa mosqueta (um antioxidante poderoso) e extrato de flor de hibiscus. U$17 em média.

Teeth Whitening Activated Charcoal Powder, Majestic Pure – é um pó de carvão usado para… clarear os dentes! Conta apenas com ingredientes naturais e é uma alternativa para o branqueamento sem uso de peróxidos. Basta aplicar um pouco do pó na escova de dentes molhada, escovar por dois minutos e enxáguar. A recomendação de uso é de duas vezes por semana. U$11 em média.

Alcohol-Free Rose Petal Witch Hazel with Aloe Vera, Thayers – é um tônico facial – com mais de 8 mil reviews na Amazon! Sua fórmula conta com fragrância de rosas e extrato de aloe vera. Limpa a pele e também hidrata. Não contém álcool na composição. U$8 em média.

Retinol Cream Moisturizer for Face and Eye, LilyAna Naturals – esse produto tem quase mil reviews de cinco estrelas da Amazon. De acordo com a descrição da marca, o creme é destinado tanto para o uso diurno como noturno. É feito com ingredientes naturais e orgânicos e contém um complexo de retinol de 2,5%. Retinol é a forma mais potente de vitamina A em relação ao anti-envelhecimento. Sua fórmula combate manchas e rugas e tem rápida absorção. U$20 em média.

Anti Cellulite Treatment Massage Oil, New York Biology – esse óleo de massagem combate a celulite com um mix de ingredientes naturais poderosos. Conta com óleo de semente de uva, que tem propriedades adstringentes, regenera, hidrata e firma; eucalipto, afeta efetivamente os depósitos de gordura que se encontram logo abaixo da pele; limão, que estimula a circulação e alivia a pressão nas veias; e grapefruit, um dos melhores diuréticos e tônico linfático, insubstituível no tratamento de celulite, retenção de água e redução de gordura. U$15 em média.

Neck Firming Cream, YEOUTH – é o creme mais vendido da Amazon na categoria pescoço e colo. Conta com ingredientes poderosos que ajudam a hidratar e firmar a pele dessas áreas, combatendo problemas como rugas finas, descoloração e perda de elasticidade. Tem chá verde, que tem poderosos antioxidantes que neutralizam os danos dos radicais livres; Vitamina C, que é um ingrediente rejuvenescedor; e Argireline, que ajuda a relaxar os músculos para retardar o aparecimento das rugas. U$26 em média.

Rosehip Oil, Radha Beauty – trata-se de óleo de rosa mosqueta, em versão orgânica e 100% natural. O óleo é rico em antioxidantes e ácidos graxos, que ajudam a combater sinais de idade. U$15 em média. 

 Hyaluronic Acid Serum for Skin, Cosmedica Skincare – sérum à base de ácido hialurônico. Esse ácido é um hidratante poderoso e ajuda a iluminar e melhorar a textura da pele, além de diminuir a aparência de rugas e linhas finas. U$15 em média.

 Drying Lotion, Mario Badescu – é um secativo de espinhas. Um tratamento rápido e eficaz de manchas de acne. Formulado com ácido salicílico, calamina e outros ingredientes, este produto seca as espinhas enquanto você dorme. Cura e previne a propagação da acne. U$17 em média.

Vitamin C Serum for Face, TruSkin Naturals  – a Vitamina C é um dos ingredientes queridinhos e eficazes no tratamento de rugas. A fórmula desse sérum reduz a aparência de rugas, ajuda a melhorar a produção de colágeno e combater manchas de sol, além de firmar a pele. Além disso, a composição é pura, sem agentes químicos, sendo uma boa opção também para quem tem pele sensível. U$20 em média.

Gostaram das dicas? Fiquei curiosa a respeito de vários desses produtos!

Lembrando que tem post aqui no blog com os produtos coreanos mais vendidos na Amazon e também eletrônicos que valem o investimento!

Baladas e bares LGBT em Nova York

Sim, esse é um blog democrático e que apoia a causa LGBT. Nova York é uma cidade rica em diversidade: há uma mistura incrível de culturas, de línguas, de cores e também de gêneros e opções sexuais. Preconceito não tem lugar aqui: você vai ver homens de mãos dadas e mulheres de mãos dadas. E isso é completamente normal, porque a opção do outro não é para ser um problema meu. Levando tudo isso em conta, acho que é justo falar das opções que a cidade oferece para o público LGBT. Para isso, convidei meu grande amigo Leandro Veneziani, que selecionou baladas e bares imperdíveis para quem está de viagem marcada para a Big Apple! O Lê morou aqui – e lá no canal dele tem vários vídeos sobre a cidade! Os critérios dele foram: popularidade, história e, claro, experiências que ele teve vivendo por três em Nova York.

1 – Industry Bar – Não tem como falar de balada LGBT sem falar da Industry. Situada em Hell’s Kitchen, um dos bairros mais gays de NY (e muito próximo ao furdunço da Times Square), a Industry é um bar/balada que abre todos os dias e é também “casa” de muitas drags famosas que começaram fazendo shows lá, como a vencedora da oitava temporada de RuPaul, Bob The Drag Queen. Lá toca de tudo, tudo gay claro haha. Não paga pra entrar, o preço dos drinks são “ok” – mais ou menos U$8 por um drink de Vodka com Cranberry. E é legal também que, por conta da localização (perto de muitos hotéis), o lugar recebe muitos turistas além dos novaiorquinos. Sem dúvida um dos melhores luagres pra ferver em Nova York.

Nota da Laura: já fui na Industry com o Leandro e é realmente demais!!!! 

Endereço:  355 W 52nd St.

2 – The Stonewall Inn  – O lugar onde “tudo aconteceu”. Stonewall não é só um bar/balada legal que recebe shows drags, é também um marco na história da Queer Culture. Em 1969, uma manifestação deu início ao movimento LGBT, que enfrentou as autoridades e a polícia na conhecida “Revolta de Stonewall”. Grandes nomes como RuPaul, Lady Bunny, dentre outros já deixaram sua marca lá. Além disso, o bar se situa em outro bairro gay da cidade, o Village, um bairro “cool” de Nova York cercado de lojas, bares e baladas incríveis. O preço pra entrar varia por conta do evento, mas geralmente a entrada é free. Confira mais no site.

PS: vale lembrar que o Stonewall fica perto do Big Gay Ice Cream, uma sorveteria de-lí-ci-a que é essencial pra todos que querem dar “um close” em Nova York e tirar umas fotos afrontosas. 

PS 2: foi lá que gravei a maioria das cenas do “Quero Ser Gay”.

Endereço: 53 Christopher St. 

3 – Cubby Hole – Também no Village, o “Cubby Hole” é uma ótima escolha pra fazer um esquenta ou beber com “as miga”. Cheio de drinks bons, diferentões e com um preço acessível,  é um dos bares gays mais famosos de Nova York e conhecido por ser um “bar lésbico”, o que não é tão comum no Brasil. O bar é lindo, com uma decoração incrível e cheio de gente bonita para dar aquela flertada. Também é free pra entrar. Confira mais no site.

PS: lá tem um jukebox super legal que dá o efeito especial para o lugar, e mais legal ainda, com alguns trocados dá pra fazer “sua música” tocar. 

Endereço:  281 W 12th St A.

4 – Fire Island – Se você quer conhecer e curtir a fundo a Queer Culture de Nova York, a Fire Island é o melhor lugar para isso. Isso vai te custar um pouco mais de grana e disponibilidade, já que a ilha não fica em Nova York. Mas nada que um trem, um carro e um ferry não resolva. Em média, esse passeio custa cerca de U$50 por pessoa. A ilha é o “gayest place” in the world. Cheia de bares, restaurantes, pool parties, drag queens e muuuuuuita gente bonita. E não se engane achando que é um lugar de pecados e perdições! Muitas famílias estão por lá com seus filhos e é um lugar super friendly. Muita curtição da manhã até a noite quando as festas chegam no clímax! Clique aqui e cheque as opções de transporte. Confira as festas mais famosas que rolam na ilha. 

PS: já existe até um reality show que chama “Fire Island” e mostra as férias de um grupo de amigos gays.

5 – “Bar Hopping” – Trata-se de uma expressão que em português significa “ir de bar em bar”. E parece bobeira mas é A MELHOR MANEIRA de conhecer e experimentar lugares legais em Nova York. Mas, para dar a dica certeira, eu recomendo fazer isso em Hell’s Kitchen, por ser um bairro mais turístico, perto de locais conhecidos/hotéis e por ser uma graaande concentração de bares e baladas gays na cidade.  Nova York é a cidade que nunca dorme, mas, para nós brasileiros, não é beeeem assim. Nós somos um povo conhecido por sermos muito festeiros, o que às vezes nos faz ficarmos decepcionados com as baladas americanas, e como a maioria das baladas e bares na cidade são free pra entrar, nada melhor do que ir de bar em bar e curtir o melhor de cada um! Dica de quem morou três anos em Nova York e saía quase todos os dias hahaha. Na área de Hell’s kitchen, recomendo a Posh (405 w. 51st St), Therapy (348 W 52nd St,), Boxers (742 9th Ave), Ritz (369 W 46th St) e até a Industry. Então nada melhor do que beber uma em cada lugar (se mpre atento para não beber na rua, porque lá é proibido hahaha) e curtir e dançar em todas esses lugares.”

Não esqueçam que é preciso apresentar identidade para entrar em bares e baladas em Nova York e também é preciso ser maior de 21!

Leandro, adorei! Não deixem de conferir o  canal dele, com vários vídeos sobre a cidade!

While We Were Young – restaurante super fofo em Nova York

Eu sou uma vítima de algumas modinhas, confesso. Basta um restaurante ser bonitinho e instagramável e lá estou eu batendo ponto no local para conferir. Brincadeiras à parte, aprecio uma boa comida, mas se o ambiente do restaurante for bacana, o local ganha pontos. Mas também não dá para ser bonitinho porém ordinário – por mais que o Instagram nos mostre o contrário. Bem, esses restaurantes fofos são a cara de Nova York: sempre tem um spot novo fazendo sucesso por aqui. O While We Were Young é um deles. Eu e a Raquel estivemos lá outro dia para almoçar e decidi dividir nossa experiência com vocês aqui.

O While We Were Young fica no West Village, uma região super charmosa da cidade. O proprietário, Bradford Dunigan, nascido e criado em Fort Lauderdale Beach, Flórida, cresceu em uma casa onde os detalhes sempre foram importantes. Sua mãe, um ex-modelo, cobria a casa em flores. Isso explica porque o bar é coberto de pétalas. O ambiente é intimista e pequeno, e o restaurante foi pensado para proporcionar uma experiência aos clientes. O While We Were Young costuma ficar agitado no fim da tarde, quando se torna um local perfeito para Happy Hour. Aliás, os drinks são especialidade da casa – principalmente o While We Were Young, feito com vodka, baunilha, e espumante.

Apesar do local se destacar pelo bar, seu menu de comida é bem caprichado. A cozinha oferece pratos de culinária americana contemporânea. Aperitivos incluem burrata, tartar de atum e saladas. Nos pratos principais, as opções vão desde avocado toast, passando por hamburguer (com versão vegana), peixe, massa, lagosta e frango. Eu e a Raquel pedimos uma burrata e um hamburguer, para dividir. A Burrata (U$18) foi uma das mais gostosas que já comi na vida – acompanhava peras, cerejas e e avelã (eu amo a mistura do doce com os salgados). O hamburguer (U$22), veio acompanhado de batatas e estava estupendo. Muito, mas muito gostoso, com um molhinho com alho, além de cebolas crocantes. Sim, os preços são um pouco altos, mas tudo estava tão bem preparado e gostoso que valeu cada centavo.

E quando estávamos indo embora, o garçom nos surpreende com uma cortesia: uma sobremesa. Um bolo de cenoura servido como sanduíche, com recheio e cobertura deliciosos, além de nozes, que deram um toque perfeito. Sério, que sobremesa mais delícia! Saímos de lá faceiras, felizes e satisfeitas (com a comida e com o atendimento).

O While We Were Young abre todos os dias a partir das 11 da manhã – e serve brunch aos fins de semana. Você pode clicar aqui para conferir o menu completo. O local não aceita reservas e é perfeito para grupos de até 4 pessoas.

Endereço: 183 W 10th St