Category

gastronomia

Comida de rua em Nova York: delícias que você precisa experimentar

Muita gente pode até ter preconceito, mas a verdade é que os food trucks de Nova York são uma ótima opção para experimentar uma comida gostosa sem gastar muito! A vigilância sanitária daqui é muito exigente com a higiene dos carrinhos – aliás, não é fácil conseguir uma licença para operar nas ruas da cidade. Em Nova York, a vida é sempre muito corrida, o horário de almoço é curto e muitas pessoas preferem buscar comida na rua e voltar para o escritório. Por isso que os food trucks são tão populares. Hoje, selecionei quatro food trucks que eu considero imperdíveis!

Wafels & Dinges – sua estadia na Big Apple precisa incluir um dos deliciosos waffles da Wafels & Dinges. O food truck é famoso na cidade e não há como resistir, você vai sentir o cheirinho: waffle quentinho, com massa crocante por fora e macia por dentro. As coberturas incluem sabores como Nutella, chocolate, doce de leite… Sério, vai ser o melhor waffle da sua vida!

Clique aqui e confira os endereços dos carrinhos

Halal Guys – você vai ver vários carrinhos de Halal em Nova York. O prato consiste em arroz, gyro (carne de cordeiro) ou frango (ou um mix dos dois), uma saladinha e um molho branco. É uma refeição para lá de bem servida. Mas o mais clássico dos carrinhos é do Halal Guys – é o molho branco da rede – que abriu até restaurante por aqui – que faz toda a diferença! Só tome cuidado com o molho apimentado, é bem forte.

Clique aqui e confira os endereços dos carrinhos

Calexico – que tal uma comida mexicana? O Calexico tem um restaurante em Nova York, mas sua história começou com food trucks, que continuam funcionando na cidade. Três irmãos da California criaram a rede que tem menu caprichado: tacos, burritos e nachos eleitos entre os melhores de Nova York por veículos de comunicação como o Zagat. O burrito é sensacional!

Clique aqui e confira os endereços dos carrinhos

Brooklyn Popcorn – quem não gosta de pipoca? O snack que parece simples e vai bem com tudo – principalmente na hora do cinema – ganha versões deliciosas assinadas pela Brooklyn Popcorn. Além dos sabores doces como chocolate e caramelo, há versões salgadas como cheddar e sour cream. Impossível resistir ao sabor, ao cheirinho e à textura crocante.

Clique aqui e confira os endereços dos carrinhos

 

Ayios: um restaurante grego no East Village

Semana passada, depois de uma sexta-feira super corrida, eu e o Thiago resolvemos aproveitar o clima gostoso e esticar nosso tempo na rua antes de voltarmos para casa. Tomamos uma cerveja num bar e depois queríamos comer alguma coisa. Andamos pela St. Mark’s Place, no East Village, uma área bem movimentada e descolada, até que encontramos o Ayios Greek Rotissiere, um restaurante grego com menu interessante. Adoramos nossa experiência, por isso resolvi compartilhar a dica.

Eu já falei em outras ocasiões que adoro provar comidas de culinárias diferentes e acho os pratos gregos super gostosos, como a Moussaka, uma espécie de lasanha feita com berinjela, batata e carne moída. De comer rezando! Esse prato está, inclusive, disponível  no menu do Ayios (U$16), mas eu não estava tão faminta. Outro destaque do menu são as carnes Rotisserie. Tem frango e porco e essas carnes são assadas lentamente (são conhecidas como gyro) e estão disponíveis na versão prato, com acompanhamentos (na faixa de U$14) e também na versão sanduíche (U$9), com pão pita, que é uma delícia! E nós escolhemos o Yeero Sampler, que vem quatro sanduíches em versão “mini” (que de mini não tem nada) por U$20. Dá para dividir com alguém tranquilamente, pois os sanduíches não são pequenos e são super recheados.

A gente também curtiu muito as opções de acompanhamentos e aperitivos, que custam a partir de U$6 e incluem pratos como batata-frita, lula frita, sopa, camarão… Nós pedimos os kolokithokeftedes, que nada mais são que bolinhos de abobrinha fritos. A porção com 6 custa U$10 e a gente amou! A cestinha com 4 sanduíches mais essa porção de bolinhos foi mais que suficiente pra nós dois e ainda trouxemos comida pra casa. Vale lembrar que o menu também conta com saladas e há opções de pratos veganos/vegetarianos. O atentimento do local também é sensacional – sem contar que eles servem pão pita quentinho com hummus de entrada, como cortesia da casa.

De bônus, ainda tem o ambiente, com decoração super fofa e espaço bem amplo. Adorei nossa experiência e achei que o local é uma ótima opção para almoço ou jantar sem gastar muito! Vale a pena acessar o site e conferir mais detalhes do menu.

Endereço: 2 St Mark’s Place

Pietro Nolita – o restaurante mais “pink” de Nova York

Não dá para negar que hoje existe uma nova categoria de comida: as que são “Instagramáveis” – porque não basta um prato ser gostoso, tem que ser bonito e render uma foto bacana. Brincadeiras à parte, a gente sabe que isso é verdade, né? Na realidade, essa era das redes sociais trouxe um maior cuidado na apresentação da comida. E se comida pode ser fotogênica, restaurantes também podem, certo? Aqui em Nova York, um dos locais que têm feito mais sucesso no Instagram é o Pietro Nolita. O motivo? O restaurante é todo rosa. Precisa de mais uma razão?

Bem, o fator rosa foi o grande chamariz para eu ir até lá com a minha amiga Raquel na semana passada. Mas eu queria mesmo era saber se o local fazia jus a todo o burburinho. Estivemos lá na quinta-feira, no horário do almoço. O Pietro Nolita pertence a  Mina Soliman e Pietro Quaglia, que já trabalharam na indústria da moda – mais precisamente na Dolce & Gabbana. O conceito por trás do restaurante é  bem legal. Quaglia costumava comer apenas em diners quando ele se mudou de Milão para Nova York, aos 19 anos. Ele percebeu que muitos restaurantes nos EUA tentam ser como os restaurantes tradicionais na Itália, mas ele queria exatamente o oposto.  Um local estilo diner americano servindo comida italiana. Como um diner, o local abre para café, almoço e jantar.

O menu é bem enxuto e, de acordo com os proprietários, mudará de tempos em tempos. As opções incluem saladas, sopas, paninis e, é claro, massas – que são feitas no próprio restaurante – porque né, restaurante italiano que se preze tem que ter massa fresca! O preço médio dos pratos varia de U$12 a U$17. Eu e a Raquel escolhemos a mesma massa: Bucatino Caccio e Pepe, um clássico que leva queijo parmesão e pimenta. A gente adorou! A massa estava muito saborosa! Também vale salientar que o atendimento foi ótimo.

E, claro,  não tem como não comentar sobre o ambiente. Tudo é rosa: cadeiras, paredes, copos, guardanapos. Até o banheiro é todo decorado. O Pietro é um restaurante bem pequeno, então, acaba tendo um ar de exclusividade e aconchego. A gente adorou a nossa experiência! Vale lembrar que o local não aceita reservas, então, tenha em mente que é possível encontrar filas em alguns horários. E só aceitam cash ou American Express.

Endereço: 174 Elizabeth St.

Sushirrito – a sensação de San Francisco em Nova York

Vocês sabem que Nova York é a cidades das comidas trendy: aqui, você vai encontrar as receitas mais inusitadas, as porções exageradas, as misturas exóticas. Sempre comento aqui sobre o quanto os estabelecimentos se esforçam para oferecerem algo original ao público – e o sucesso entre o público garante o sucesso do restaurante. Mas hoje vou falar de uma comida que virou febre primeiro em San Francisco, na California: o burrito de sushi, ou Sushirrito. A rede, que leva o nome da criação, chegou a Nova York há poucos meses.

O Sushirrito é um restaurante especializado nesse conceito de iguaria. Como o nome sugere, um sushirrito nada mais é do que um sushi no tamanho de um burrito – quem nunca sonhou com isso, né? A história por trás da ideia do conceito do restaurante e do prato é muito interessante. O fundador Peter Yen sempre se sentia constrangido por conta do valor alto para comer sushi e dos locais suspeitos, além de não curtir as opções pré-prontas que careciam de qualidade e originalidade. Foi aí que ele viu uma oportunidade de combinar duas comidas favoritas da Bay Area (San Francisco e cidades próximas), o sushi e o burrito. A marca Sushirrito foi registrada em 2008 mas só em 2011, depois de se unir com Ty Mahler, o ex-chef executivo da Roy’s Hawaiian Fusion, que a rede inaugurou seu primeiro endereço, no centro de San Francisco,  servindo burritos de sushi feitos sob demanda, à mão e em um formato casual rápido. Hoje, a rede já conta com quatro endereços em San Francisco, um em Palo Alto e dois em Nova York, o primeiro inaugurado em outubro.

O menu do Sushirrito inclui 8 opções – e tenho certeza que pelo menos uma delas vai agradar você: peixe e atum (cru) e salmão, camarão, carne, frango, porco (cozidos). Há também uma versão vegana, com cogumelos e berinjela. Os preços são bem acessíveis e variam de U$10 a U$14. A boa notícia? A porção é mega generosa e vem servida em duas partes, ou seja, dá para dividir com alguém. Eu já experimentei o de camarão e o de frango e garanto: apesar de soar estranho para alguns, é uma delícia! E vale lembrar também que o Sushirrito é montado na hora do pedido – aliás, é bem interessante assistir ao processo. E é tudo sem frescuras: você faz o pedido, paga e senta onde quiser. Tipo um fast-food.

O Sushirrito tem dois endereços: na 12 W 23rd St – bem perto da Harmon – e na 1450 Broadway.

Comendo barato em Nova York: Vapiano e seu cardápio variado

Todo mundo adora uma dica para comer barato em Nova York, certo? Não é à toa que posts com dicas de restaurantes baratos estão entre os mais acessados aqui no blog! Eu sempre falo: você não precisa viver de MC Donald’s e pizzas de 1 dólar para economizar durante seu período aqui. Nova York tem muitos locais bacanas para comer, para os mais variados gostos e bolsos. Hoje a dica é de um lugar bom, barato e super bem localizado: o Vapiano. O Vapiano é uma rede com filiais no mundo todo (inclusive no Brasil). Aqui em Nova York, a unidade fica na Union Square.

O espaço do Vapiano é super amplo e aconchegante, com alguns tipos de mesas diferentes para você escolher. O funcionamento do local é bem simples: você chegar, pega o seu cartão/comanda no caixa e escolhe onde sentar. Depois, pega um dos menus (espalhados por todo o restaurante) e vai até uma das estações de comida para fazer o seu pedido – e o seu prato é feito na hora, fresquinho, quentinho, nada de buffet.

As opções de comida são bem variadas. Tem a estação de massas, com mais de dez opções de pratos (tem clássicos como carbonara, bolonhesa e pesto), com preços a partir de U$10.95. Há também três opções de risotos, com preços a partir de U$14,95, e de pizzas, com 15 opções de sabores e preços a partir de U$10,95. As porções são bem generosas! Para quem quiser uma opção mais leve, há 7 variações de salada – experimente a Reef’n Beef, com carne e camarão, uma delícia, em porção super genrosa. Os preços das saladas começam em U$8,45. Ainda tem sopas em tamanhos médios e grandes – a partir de U$4,25. As opções já são prontas (não é do tipo monte o seu prato), mas dá para acrescentar alguns ingredientes extras, dependendo da sua escolha. E também o bar, com bebidas como café, sucos, vinhos e cervejas – sem contar que também há uma variedade de sobremesas. Não falei que o local era super democrático e cheio de opções? Depois de fazer seu pedido – que é registrado no seu cartão – você aguarda ou já sai com seu prato. Na saída, você passa no caixa e paga a conta. Simples, né?

Tudo isso somado ao fato de que o local é bem aconchegante – e não existe aquela pressa de ir embora! Além disso, o restaurante abre das 11 às 23 horas, ou seja, é uma opção para quase qualquer hora do dia!

Endereço: 113 University Place.