Blog da Laura Peruchi – Tudo sobre Nova York
gastronomiaturismoVida Noturna

7 rooftops imperdíveis em Nova York

Uma das coisas que eu mais amo em Nova York no verão é frequentar os rooftops da cidade, que são bares em terraços de prédios, com vistas incríveis e uma vibe delícia! Além disso, é um programa super local. Há muitos rooftops pela cidade – dezenas deles! Eu acho que é o tipo de experiência que vale a pena incluir no roteiro por ser algo único e também por conta das vistas bonitas e exclusivas desses locais. Fazia tempo que eu queria fazer um post indicando os meus rooftops favoritos na cidade e finalmente cá estamos!

Dicas e dúvidas gerais

  • Dress code – na vida noturna de Nova York, existe o papo – real – de que você pode ser barrado na porta se não estiver vestido adequadamente. Na prática, depende muito do estabelecimento. Não existe uma regra que eu vá escrever aqui e vai valer para todos os lugares, por isso vale sempre checar o site do estabelecimento antes para garantir. No geral, eu diria que regatas, camisas de time, moletons, bonés, tênis de academia e chinelos estilo Havaianas devem ser evitados. Não custa nada pensar no look com carinho – até porque você com certeza vai querer tirar fotos e sair bem nelas, certo?
  • Melhor horário – pôr do sol, certamente – e lembre-se que o horário do pôr do sol varia conforme a época do ano, então faz seu dever de casa e coloque o Google pra trabalhar. E lembre-se que, obviamente, este é também o horário em que esses lugares estarão mais lotados – afinal, você não será o único querendo aproveitar o fim do dia com uma bela vista. O que me leva ao próximo tópico…
  • Reservas – FAÇA! Nem todo rooftop oferece essa opção, vale lembrar, mas se existir a possibilidade: faça. Nos fins de semana de verão, esses lugares lotam. Vença a resistência e reserve se quiser mesmo garantir um confere num rooftop.
  • Idade – rooftops são bares e a maioridade nos EUA é de 21 anos. Ou seja, quem não tem 21 não entra – nem acompanhado. Pode ser que em alguns horários o estabelecimento abra alguma exceção – nesse caso, eu sugiro entrar em contato ou pelo formulário do site ou por mensagem no Instagram (eu incluí informação no post de alguns que permitem, se eu não incluí é porque não consta nada no site deles). Ah, e você que tem 21: não esqueça sua identidade.
  • Inverno – a grande maioria dos rooftops funciona também no inverno – isso porque eles contam com áreas abertas e fechadas. Claro que a experiência e a vibe não são as mesmas, mas dá sim para você ter um gostinho de como é.
  • Paga pra entrar? – não, rooftops são bares. Você paga o que consumir.
  • Posso subir só pra fazer foto? Não né gente… rooftops são estabelecimentos comerciais e todo mundo precisa pagar boletos, né? Peça um drink que seja – há sempre coquetéis, vinhos e cervejas – e se você não bebe álcool procure no menu por “Mocktail” – são coquetéis sem álcool ou pergunte ao garçom se é possível fazer uma versão sem álcool para você.
  • Mas e o 230 Fifth? Quando esse tema de rooftop surge em algum post na internet, a primeira sugestão dos turistas é o 230 Fifth Rooftop. Esse rooftop tem, sim, uma vista privilegiada para o Empire State Building mas, na minha visão, acabou virando um lugar muito turístico. Não acho que seja o melhor rooftop da cidade, tampouco um lugar autêntico, ou onde você vai encontrar uma vibe de gente mais local. Por isso, não vou incluir nesta lista – até porque eu prefiro indicar aquilo que a maioria não conhece 🙂

Importante: cheque horários de funcionamento via Google ou nos sites oficiais!

1. The Skylark

Provavelmente o meu rooftop favorito porque combina uma vista incrível e privilegiada para o Empire State Building, drinks e comida incríveis e ambiente externo e interno, o que o torna uma ótima opção para os dias frios também. Tem um primeiro “piso” com área fechada e uma pequena varanda (foto) e um segundo piso todo aberto, que funciona durante os meses quentes (abril a outubro). Os drinks custam em torno de $20 e a comida é no estilo tapas, para pedir várias coisinhas e dividir. Tem guacamole, fritas, sanduíches, flatbread e outras opções a partir de $16 – a comida é deliciosa, sério!

O único porém do Skylark é que ele só funciona de segunda a sexta. No site, o dress code indicado é business ou casual.

2. Refinery Rooftop

Esse rooftop fica em Midtown, no Refinery Hotel – não muito longe do agito da Herald Square – e tem uma vista linda para o Empire State Building e um ambiente rústico, com teto de vidro, área externa e área coberta – tem até lareira no inverno. Um dos destaques do Refinery é que eles abrem para almoço e brunch – o menu inclui saladas, atum, steak e mais. Além disso, quem é menor de idade ou está viajando com crianças pode tirar proveito desse horário, já que após 16h30 é necessário ter 21 anos ou mais para entrar. Os drinks custam a partir de $18 e na parte de comida há opções a partir de $18.

Abre todos os dias e o dress code indicado é casual chique confortável.

3. Westlight

Eu sempre digo que para você ver Manhattan precisa sair de Manhattan. Esse rooftop fica em Williamsburg, no Brookyn, no William Vale Hotel, e tem uma das vistas mais incríveis da cidade. É fantástica – tipo, de cair o queixo mesmo, sabe? Tem uma área externa bem ampla além da área interna com uma decor linda e janelas de vidro. Os drinks começam em $19 e as opções de comida aqui também são estilo tapas, pra dividir – a partir de $9. Eles também permitem menores de 21 anos até às 18h. Vale lembrar que o Westlight fica no 22 andar e no 23 andar tem o The Turf Club, um bar pop-up de verão, com grama sintética, jogos e menu especial – porém, esse bar específico não aceita reservas.

4. Castell Rooftop Lounge

Localizado no topo do AC Hotel New York Times Square, fica a uma curta caminhada da Times Square e do Madison Square Garden. Tem uma estrutura bem aconchegante e uma decoração linda e elegante. Do lado fechado, tem uma vista para o Empire State Building e seu terraço tem uma vista urbana e espaços bem confortáveis para sentar. Aqui tudo é delicioso – dos drinks, que começam em $18, à comida, também no estilo tapas, para pedir várias opções e dividir – sanduíches, flatbreads, guacamole, etc – a partir de $10. O Castell abre todos os dias – e nos sábados e domingos abre antes do almoço. Às vezes tem DJ. Se você só quiser um drink e depois comer em outro lugar, recomendo fortemente o Boqueria, restaurante espanhol que fica no térreo do hotel.

5. JIMMY 

Esse rooftop fica no Soho, mais na parte Downtown de Manhattan – e é neste detalhe que está seu diferencial. Enquanto os rooftops que eu citei anteriormente tem como destaque a vista de Midtown – o Empire State Building – no JIMMY o highlight é a vista para a área Downtown – ou seja, o One World Trade Center é quem brilha na vista aqui. Tem uma área coberta e fechada e a área aberta – que dá espaço para a vista – além de uma piscina (sim, não é o único rooftop da cidade com piscina). Os drinks começam em $19 e o menu de comida – também no estilo de aperitivos – tem opções a partir de $10. O dress code é sofisticado casual.

6. Harriet’s Rooftop

Como a ideia é variar as opções – e as vistas – não poderia deixar de incluir o Harriet’s Rooftop – que fica no 1 Hotel Brooklyn Bridge, um hotel no Brooklyn Bridge Park, à beira do East River. O legal é que dá pra esticar para o rooftop depois de aproveitar as belezas do Dumbo e do Brooklyn Bridge Park. A vista para a ponte e para a parte sul da cidade é simplesmente fantástica, especialmente no pôr do sol. Os drinks aqui começam em $20 e as opções de comida começam em $12 – tem aperitivos e alguns pratos principais. Vale lembrar que o Harriet’s – diferente dos outros rooftops na cidade – é todo aberto, então só rola visitar nos meses quentes. Porém, para quem vem na época fria dá pra conferir o Harriet’s Lounge (veja na galeria) – um bar todo fechado com janelas enormes em vidro com a mesma vista.

7. Panorama Room

E para enriquecer e finalizar essa seleção, um dos mais novos rooftops da cidade, o Panorama. Esse rooftop é especial porque fica no Graduate Hotel, um novíssimo hotel que abriu em Roosevelt Island – a ilha residencial que fica entre Manhattan e o Queens e que tem acesso via bondinho. No Panorama, o ambiente é sofisticado e a vista inclui a parte leste da cidade e, claro, a linda Queensboro Bridge. Tem área fechada e também uma área aberta bem ampla. Pode ser um ótimo lugar para esticar após conhecer a ilha. Vale lembrar que o Panorama Room não abre às segundas e terças. Os drinks começam em $18 e o menu de comida tem opções a partir de $19 – e também tem um menu especial de brunch (sábados e domingos eles abrem às 11h)

Confira também

Espero que tenham curtido as sugestões e que possam aproveitar essas dicas!


Leave a Response