Blog da Laura Peruchi – Tudo sobre Nova York
compras

Produtos e dicas para hábitos e compras mais conscientes

Nunca se falou tanto em sustentabilidade, né? Não se trata de termo da moda – é uma preocupação que todos nós devemos ter, da grande empresa ao indivíduo. Nossas escolhas fazem diferença sim e, como até já falei em outras oportunidades, precisamos ser mais ativos e menos passivos. Como consumidores, não podemos subestimar o poder em nossas mãos, escolhendo bem para onde vai o nosso dinheiro e refletindo sobre o impacto das nossas escolhas. Estou longe de ser a deusa minimalista da sustentabilidade, mas, nos últimos anos fizemos algumas trocas aqui em casa que não foram tão difíceis e achei que valia compartilhar. Vai que inspira vocês!

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Pegada Verde (@pegada_verde) em

Discos de tecido reutilizáveis – tenho uma rotina de skincare cheia de etapas (e eu adoro!) e uma delas inclui aplicar tônico facial. Só que a quantidade de discos de algodão que eu estava usando começou a me incomodar. Não é nem pelo preço, é por gerar lixo mesmo. Aí troquei eles por discos de tecido reutilizáveis! Eu comprei na cor preta, mas há várias cores. E eles vêm num saquinho que pode ser usado na máquina de lavar roupa. Eu coloco ele dentro da máquina junto com outras roupas e pronto. Clique aqui para comprar.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Thinx (@shethinx) em

Calcinhas absorventes – Uma mulher tem cerca de 450 ciclos menstruais durante a vida e utiliza, em média, 20 absorventes por ciclo. Considerando estes números, estima-se que sejam usados 10.000 absorventes durante toda a idade fértil. Se considerarmos um custo médio de R$0,60 por absorvente, chegamos ao valor de R$ 6.000,00! (fonte). Hoje em dia, há muitas alternativas para substituir o uso do absorvente descartável. Uma delas é a calcinha absorvente. Já tem mais de um ano que uso as calcinhas da Thinx, que são laváveis e reutilizáveis. Elas absorvem o sangue e são uma solução mais sustentável do que os produtos descartáveis. Dependendo do seu fluxo (leve, médio, pesado), a THINX pode substituir os absorventes convencionais. Estou usando e adorando! Clique aqui e ganhe U$10 de desconto na sua primeira compra. No Brasil, você pode comprar da Pantys.

PS: toda vez que eu falo dessas calcinhas, rola curiosidade. Vale lembrar que a marca tem diferentes calcinhas para diferentes fluxos. Eu recomendo ir comprando aos poucos, até você ter sua coleção, hehe. Ah, eu lavo elas no chuveiro para tirar o excesso e depois coloco na máquina. Elas nunca me deixaram na mão – vulgo NUNCA vazaram. Obviamente, depende também da adaptação de cada uma. Hoje em dia, também existem os copinhos absorventes. Eu nunca usei – mas minha irmã usa há anos e é super fã.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por SodaStream (@sodastream) em

Soda Streameu amo água com gás e é fato: quando tem água com gás em casa, eu bebo mais água! Uns amigos apaixonados por água com gás compraram a Soda Stream, essa máquina de fazer água com gás em casa. Depois da última visita à casa deles, fiquei decidida e compramos o nosso kit também. É uma maravilha, porque além de economizar dinheiro, a gente reduz o desperdício de plástico e vidro que é gerado com a compra da água com gás. É praticamente uma alternativa sem desperdício, porque você usa sempre as mesmas garrafas e o cilindro de gás é retornável. Tem várias opções de kits e há vários pontos de troca do cilindro não só em NY, mas no país inteiro – além de você também poder fazer a troca online.É um investimento que vale muito! Clique aqui e ganhe 20% de desconto na sua compra! A minha é a One Touch, mas a Fizzi Classic é a mais barata.

PS: A Soda Stream também está no Brasil! Eu não sei como estão os preços de água com gás, mas vale fazer as contas!

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por OVALWARE (@ovalwarecoffee) em

Cold Brew Iced Coffee Maker and Tea Infuser – Thiago ama Iced coffee! E depois que ele começou a trabalhar em casa, passamos a comprar Iced coffee pronto no mercado toda semana. E isso gerava mais lixo toda semana. Aí, no aniversário dele, comprei essa jarra para ele fazer o próprio Iced Coffee dele e tem dado certo, ele amou o resultado. Sem contar que a mesma jarra também pode ser usada como infusor de chá. Clique aqui para comprar.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Stasher (@stasherbag) em

Stasher Reusable Silicone Food Bag – o tal saquinho Zip Loc é um vício, né? Eu ainda tenho uma caixa de uma compra que fiz há séculos e não pretendo comprar mais quando acabar. Vi uma amiga mostrando essa opção e adorei: são saquinhos de silicone reutilizáveis, que podem inclusive serem colocados na máquina de lavar louça. A princípio, parecem caros, assim como as calcinhas absorventes, mas recomendo comprar aos poucos e pensar no investimento a longo prazo! Clique aqui para comprar.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Bona (@bonafloorcare) em

Bona Hardwood Floor Premium Spray Mop – quem mora nos EUA provavelmente conhece o Swiffer, um rodinho no qual você consegue colocar paninhos secos e molhados para limpar o piso. Quando eu descobri, fiquei maravilhada. Praticidade né mores? Mas os paninhos são descartáveis e aí mais lixo era gerado. Até que uma amiga me apresentou esse rodo Bona, com pano de tecido, reutilizável e lavável e com espaço para colocar água e produto de limpeza. Ele tem uma válvula para borrifar o líquido no chão. Uma maravilha – e sem desperdício! Clique aqui para comprar.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Plastic-free. Salon-quality. (@hellohibar) em

Shampoo em barra – sempre fiquei intrigada com esse formato de shampoo e  – a Lush, por exemplo, já oferecia shampoos assim há muito tempo, porém, recentemente mais marcas ganharam o mercado, muito por conta desse apelo ecológico, já que não há plástico envolvido. Pense no shampoo e condicionador em barra como sabonetes para usar no cabelo. Vi a Fê Neute falando dessa marca HiBar e fiquei super interessada. Comprei o shampoo e condicionador da linha Maitain e olha… fiquei muito feliz com os resultados. Eu senti que o shampoo limpa muito bem a raiz (tenho raiz oleosa) e gente, é muito prático de aplicar. O condicionador parece estranho no começo, mas é só deslizar ele no comprimento dos fios. Curti demais! Cabelos limpos, macios e hidratados. Tem outras linhas também! Eu ainda tenho outros shampoos – mas pretendo repetir a compra desses de tanto que gostei! Clique aqui para comprar.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por @ecostudiolm em

Ecobags – essa dica não é novidade, mas acho que vale reforçar: temos várias ecobags para fazer compras de supermercado. Demorou para acostumar, pois não tínhamos o hábito e vez ou outra esquecíamos e acabávamos tendo que usar as sacolas de plástico. Desde março, o estado de NY proibiu a circulação das mesmas e agora os estabelecimentos só oferecem as de papel – e cobram por isso. Mais um motivo para levar sua sacola. Não custa nada e evita o desperdício. A gente deixa as nossas perto da porta de entrada, sempre à mão.

Compras de segunda mão

Outra maneira de ser um consumidor mais consciente é apostar nas compras de segunda mão. Sou super fã do enjoei no Brasil – e inclusive tenho uma lojinha de desapegos por lá. Esse movimento dos brechós – online ou offline – tem crescido cada vez mais nos últimos anos e acho que a gente precisa quebrar paradigmas e deixar o preconceito de lado com itens usados. Lembre-se que indústria têxtil causa um enorme desperdício de tecidos e altas emissões de carbono. Além disso, comprar roupas de segunda mão é garantia de economia, pois elas custam mais barato. Sem contar que se você for do time que gosta de garimpar pode encontrar itens incríveis! E gente: roupa de segunda mão não tem cara não. Tudo é uma questão de avaliar marcas e condições da peça – quando estamos num brechó físico – e prestar atenção às políticas de devolução – no caso de brechós online. Faça uso da ferramenta de perguntas, tire as dúvidas com o vendedor, cheque sua reputação, as fotos.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Laura Peruchi – NYC Blogger (@laura_peruchi) em

Aqui nos EUA, o equivalente ao enjoei é o Poshmark. Eu já comprei muita coisa por lá, inclusive a jaqueta da foto acima. Economizei cerca de 30% comparado ao valor de uma nova e a jaqueta chegou em excelentes condições. Esse ano, estava querendo alguns shorts jeans e na falta de modelos que eu gostasse das marcas que eu curto, fui para o Poshmark e acabei comprando dois shorts da Madewell praticamente novos, pagando cerca de 40% menos! A minha dica é saber seu tamanho para cada marca para uma maior chance de acerto. Sem contar que sempre dá para pedir as medidas para o vendedor.

Além de roupas, vale também a gente questionar a compra de outros itens – de brinquedos a móveis, de itens de decoração a eletrodomésticos. Tem muita coisa que dá pra gente comprar de segunda mão! Se você mora nos EUA, eu recomendo os seguintes sites e apps:

  • Next Door – é uma rede social para vizinhos! Além de rocar recomendações e ler as últimas notícias locais, dá pra aproveitar a seção de classificados para vender ou comprar algo – e vale lembrar que tem a categoria “for free”, onde você encontra muita coisa de graça.
  • Let Go – app para compras de segunda mão. Com mais de 100 milhões de downloads e centenas de milhões de itens disponíveis, o app simplifica a compra e venda localmente. Vender (ou doar) o que você não precisa e encontrar o que deseja na sua própria vizinhança é sempre bom! E também tem categoria de itens grátis.
  • Facebook MarketPlace – outro ótimo lugar para comprar e vender de segunda mão. E, assim como as opções anteriores, também tem categoria de itens que estão sendo doados
  • Buy Nothing – grupo de Facebook para conectar vizinhos para doações – você pode anunciar coisas que não quer mais e também encontrar coisas que outras pessoas não querem mais. Não é grupo de venda! É somente doação. Encontre seu grupo aqui!

Marcas com pegada consciente

Para encerrar, lembre-se: compras também podem envolver causas. No momento em que vivemos, é importante conhecermos os processos por trás e os valores por trás. Eu adoro conhecer marcas de Nova York, marcas de mulheres, marcas de imigrantes, marcas que têm pegada sustentável. A seguir, algumas das marcas que sou fã!

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Pact (@wearpact) em

Pact – Essa marca usa algodão orgânico e fábricas certificadas para produzir peças sustentáveis e éticas. Gosto principalmente das calcinhas – que são em algodão e super confortáveis – mas a Pact também itens básicos como camisetas e vestidos, além de roupa de cama 100% algodão.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Rothy’s (@rothys) em

Rothy’s além de ter sapatilhas e slippers super charmosos, tem todo um conceito sustentável envolvido: ela recicla plástico para confeccionar as sapatilhas, slippers, tênis e bolsas. A marca já usou mais 30 milhões de garrafas plásticas destinadas a aterros sanitários e as transformou em calçados duráveis e atemporais. Clique aqui para ver o processo de fabricação. E sabe quem é fã? Meghan Markle.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Everlane (@everlane) em

Everlane – Eu amo a Everlane. São camisetas, jeans, camisas, suéteres e até mesmo lingerie. Tudo básico, neutro e de qualidade. A ideia é que o consumidor use as peças por anos, até décadas. É por isso que as roupas usam os melhores materiais e fábricas para esses produtos atemporais. Além disso, a marca é super transparente e tem um processo rigoroso de escolha das fábricas. O processo inclui visitas frequentes e cada fábrica recebe uma auditoria de conformidade para avaliar fatores como salários justos, jornada de trabalho e ambiente. A Everlane também tem lojas em Nova York, no Soho e em Williamsburg.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por PANGAIA (@thepangaia) em

PANGAIA – descobri essa marca recentemente e apesar de não ter comprado nada deles ainda, decidi incluir aqui porque achei o conceito incrível! A PANGAIA é um oletivo global de um coração e muitas mãos – cientistas, tecnólogos, designers – criando produtos essenciais a partir de tecnologia inovadora e materiais de bioengenharia. Os produtos são criados com tecnologia inteligente usando o máximo possível de elementos sustentáveis e recicláveis. Por exemplo, os moletons e calças mais de 45% de algodão reciclado misturados com 55% de algodão orgânico. Um dos mais altos graus de algodão reciclado disponíveis atualmente no mercado.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por PANGAIA (@thepangaia) em

Mas o produto mais incrível deles, na minha opinião, é o PANGAIA Sneaker. A cada ano, a indústria mundial do vinho produz 26 bilhões de litros de vinho. Normalmente, isso produz 6,5 bilhões de litros de resíduos. Mas esses resíduos podem produzir 2,6 bilhões de metros quadrados de couro de uva, apenas usando talos, cascas e sementes. Assim, eles lançaram um tênis feito de couro de uva e uma sola de borracha reciclada criada a partir de resíduos industriais (amostras, protótipos, produtos rejeitados), evitando recursos virgens. Sim: couro vegetal! Não é incrível?

Dicas extras

Contem que hábitos, dicas e marcas vocês sugerem para uma vida e consumo mais conscientes?

Os links apresentados no post são de afiliados – não custa nada a mais para você comprar por eles e o blog ganha uma comissão através da sua compra.


Leave a Response