Blog da Laura Peruchi – Tudo sobre Nova York
serviçosturismo

Dicas de hoteis em Nova York: Best Western Plus e Home 2 Suítes By Hilton

A alta do dólar provocou alguns fenômenos relacionados às viagens a Nova York e um deles é relacionado à hospedagem. Se em tempos de dólar barato, todo mundo já achava os hoteis caros, imaginem agora! A verdade é que este é um fato sobre a cidade: tanto as diárias como os próprios alugueis de apartamentos não são nada baratos. E quando converter não ajuda, o jeito é procurar alternativas. Ou seja, esqueça a Times Square – e lembre-se: não existe só ela na cidade! O que muitas pessoas têm feito é procurar opções fora da ilha. Hoje eu trago mais duas opções, recomendadas por leitoras do blog que compartilharam suas experiências lá no grupo do Facebook – venha participar também!

Hotel – Best Western Plus Prospect Park
Localização – 764 4th Ave, Brooklyn.
Metrô: em frente ao hotel, R.

Para mais detalhes e reservas, clique aqui.

“Fomos para Nova York em outubro de 2015, minha mãe, eu e minha irmã. Optamos por uma hospedagem boa, sem luxos e sem gastos altos.  Escolhemos, então, o Best Western Plus Prospect Park, no Brooklyn. Acertamos. O hotel era afastado de todos os pontos turísticos da cidade, porém, com a estação de metrô que havia bem em frente e o nosso melhor amigo, o Metrocard, conseguimos visitar tudo que queríamos. Em mais ou menos 20 minutos estávamos na Times Square, o que não nos atrapalhou em nada. Pegávamos o a linha R por mera comodidade pois tínhamos a opção de pEgarmos o N numa estação adiante. Foram 7 diárias, com café da manhã incluso e pagamos o total de R$ 7.543,93 – apartamento triplo – “twin duas camas com café da manhã. Nós nos sentimos, também, super seguras e a vizinhança era bem solícita e surpreendentemente receptiva. Enquanto estávamos perdidas, não hesitavam em ajudar, abrindo mapas nos seus celulares, computadores, tirando dúvidas e tentando compreender nosso inglês “macarrônico”, típico do nervosismo de quem está perdido. Os funcionários, da mesma forma que a vizinhança, eram incrivelmente bem humorados e e proativos. Vale lembrar que o hotel também contava com Wi-Fi. Foi uma experiência muito positiva!”

Luisa Macalós e Maria Victória Scalco. 

Hotel –  Home 2 Suítes by Hilton
Localização – 39-06 30th St, Long Island City, Queens.
Metrô: a 200 metros, linhas N e Q.

Para mais detalhes e reservas, clique aqui.

“Eu viajei com mais três pessoas entre os dias 27/12/2015 e 06/01/2016, época crítica para escolha de hospedagem em Manhattan. Utilizei todas as ferramentas de busca usuais, como os sites Trivago, o Booking, Decolar e Hoteis.com na busca de um local cujo preço fosse um pouco menos exorbitante do que aqueles que eu estava encontrando. Especificamente em relação a Nova York, uma coisa me chamou a atenção: os preços do Booking eram bem menores do que os preços de outros sites, mas, ao buscar as letrinhas miúdas no campo destinado às observações, percebi que o valor não incluía os impostos e taxas que deveriam ser custeados por mim diretamente no hotel, desembolso que eu não queria fazer. Desde o início, minha ideia era ir com tudo pago do Brasil, parcelando em reais tudo o que fosse possível. Em dólares, queria levar apenas o que fosse necessário para passeios e compras. Além disso, eu já sabia que se reservasse com o Booking eu seria cobrada em dólares no meu cartão e acabaria ficando escrava da cotação. Depois de muito pesquisar, acabei reservando o Home 2 Suítes by Hilton, em Long Island City, com o site Hoteis.com, que me permitiu pagar o valor integral incluindo todas as taxas e impostos no meu cartão e em reais – cerca de R$5.500,00, quarto para 4 pessoas. Escolhi pelo preço mais em conta e pelas avaliações do TripAdvisor – mas lembro que esse não é o hotel mais barato de Long Island City. Existiam outros, mas que estavam esgotados para a data que eu queria ou eram pessimamente avaliados. Posso dizer que não me arrependi nem por um minuto de minha escolha, pois o hotel é ótimo em todos os sentidos: café da manhã maravilhoso,  quarto grande com cozinha completa (o que nos permitia preparar algumas refeições),  banheiro grande e a limpeza e troca de toalhas eram realizadas todos os dias. A localização era a melhor possível: fica a 200 metros da estação de metrô – linhas N e Q – e em 15 minutos estávamos na Times Square. Infelizmente, por recomendações (hoje percebo exageradas) de sempre que possível ficar em Manhattan, acabei reservando o Home 2 para parte da estadia apenas. Passado o réveillon, nós já tínhamos reservado também pelo Hoteis.com o Four Points, no Chelsea e no dia 01/01 mudamos de um hotel para o outro. O Four Points não é exatamente um hotel ruim, é um hotel que oferece que o se espera, mas em comparação com o outro era muito inferior: não tinha café da manhã, o quarto era minúsculo para comportar quatro pessoas  e embora fique próximo a uma estação de metrô, não é tão perto quanto o anterior e a estação não é aquela na qual param as linhas expressas. O ponto positivo desse local foi realmente a localização mais prática: de lá nós fomos andando até o High Line, por exemplo, passeamos pelo Chelsea que é um bairro bem charmoso, andamos até o Chelsea Market. Outro ponto positivo é que o hotel era bem perto de lojas como a Burlington e a Harmon e era bem agravável chegar à noite, passar no Whole Foods e comprar coisas deliciosas para jantar no quarto. Houve um dia, inclusive, que chegamos a ir andando até a Times Square. Mas mesmo assim, acredito que por ocasião de uma nova visita, voltarei a me hospedar em Long Island City.”

Juliana Guerra

Dica extra da Juliana: se você for passar o reveillon na cidade, reserve a hospedagem com o máximo de antecedência possível.

Gostaram das dicas? Obrigada, meninas, por compartilharem suas experiências! Lembrando que neste post aqui tem mais duas indicações de hoteis! 

Você também tem uma experiência bacana num hotel de Nova York para dividir com a gente? Escreva um email contanto laura@lauraperuchi.com com o máximo de detalhes possíveis sobre sua estadia!


Leave a Response