Blog da Laura Peruchi – Tudo sobre Nova York
NYCturismo

Visitando museus de graça em Nova York: um guia com dias e horários free!

Atualizado em 04/01/2018
Com dólar em alta ou em baixa, não importa: todo mundo gosta de economizar, não é verdade? Uma das coisas que eu admiro em cidades como Londres e Washington é o fato de você não pagar para visitar muitos museus legais. Em Nova York isso é um pouco diferente – é preciso desembolsar algumas notas para conhecer os museus. Mas, se você souber os dias e horários certos, não precisa pagar nada. Pois é! Vários museus da cidade tem entrada gratuita em datas já estabelecidas, toda semana. Não é bacana? Informação super útil! Para ajudar, fiz uma lista com os museus que têm essa política e, de quebra, incluí alguns que são sempre free e outros que você paga o que quiser!

 

Ver essa foto no Instagram

 

Come see us over the holidays—we’re back Dec 26, open daily through Jan 1! #HappyHolidays

Uma publicação compartilhada por Museum of the Moving Image (@movingimagenyc) em

Museum of Moving Image – fiz post sobre esse museu semana passada aqui no blog.  É o único museu do país dedicado à arte, história, técnica e tecnologia da imagem em movimento em todas as suas formas. É um ótimo lugar para os amantes do cinema e também para quem curte games. O local abrange uma gama bem vasta de assuntos, explorando todas as fases de produção, promoção e exposição que a indústria do cinema envolve. Não é um Museu grande e eu diria que uma tarde é tempo suficiente para explorar bem o local – talvez até menos que isso.
Entrada gratuita às sextas, das 16 às 20h. 

 

Ver essa foto no Instagram

 

See “The Starry Night”—and all starry nights—differently when astrophysicist @jannalevin brings her celestial expertise to Vincent van Gogh’s masterpiece in this episode of “The Way I See It.” Levin, in conversation with senior curator of Drawing and Prints Jodi Hauptman, explains how certain features of the night sky, including the “turbulent air,” the light from a star, and the planet Venus, are rendered visible by Van Gogh’s brush. She remarks, “People who observe the world, whether they are artists or scientists, are always on the cusp of what they see and then what is internal.” … We have teamed up with @bbcsounds to bring you this new radio series—find “The Way I See It” wherever you get your podcasts. For more, and to watch a clip of this discussion, visit mo.ma/thewayiseeit1 (link in bio)

Uma publicação compartilhada por MoMA The Museum of Modern Art (@themuseumofmodernart) em

MoMa – Museum of Modern Art – ainda não conheci esse museu, mas ele é um dos queridinhos de quem visita a cidade. Tem  de seis andares e é considerado o maior acervo de arte moderna do mundo, abrigando mais de 150 mil trabalhos, entre pinturas, esculturas e fotografias, além de um ampla retrospectiva sobre design. Diversos estilos de arte como o expressionismo abstrato e cubismo possuem representantes por lá.
Endereço: 11 West 53 Street.
Você economiza: U$25.
Brooklyn Museum – ótima alternativa para fugir dos museus lotados em Manhattan, o Brooklyn Museum tem um acervo caprichado. Dentre os destaques, uma coleção egípcia de 4000 peças – que inclui uma múmia preservada em seu caixão de origem. Há obras de Cézanne e Monet, além de esculturas e galerias de arte da África e Ilhas do Pacífico. O Museu ainda conta com exposições especiais periodicamente – já rolou uma sobre sapatos e outra de Jean-Paul Gaultier.
O ingresso sugerido custa U$16, mas você pode pagar o que quiser.
Endereço: 200 Eastern Pkwy.
Você economiza: U$16.
Solomon R. Guggenheim Museum – localizado ao lado leste do Central Park, o Guggenheim já chama atenção pelo design externo, sendo um dos ícones arquitetônicos mais importantes do século 20. É um museu de renome internacional, com arte moderna e contemporânea. Há várias exposições especiais. Além disso, a galeria de esculturas tem uma vista linda para o Central Park.
Entrada (quase) gratuita aos sábados,  17h45 às 19:45pm (você paga o que quiser!)
Endereço:  1071 5th Avenue.
Você economiza: U$25.
The Museum at FIT – o Fashion Institute of Technology é uma das instituições mais renomadas do mundo quando o assunto é estudar moda. Acho que pouca gente sabe, mas o FIT tem um museu de moda – cujo acesso é gratuito. Seu acervo de peças é um dos maiores do mundo e eles promovem exibições diferentes e super interessantes o ano todo! Para conferir a programação, basta acessar o site. O museu fica no próprio FIT e abre de terça a sexta, do meio-dia às 20h e aos sábados das 10 às 17. .
Entrada gratuita todos os dias!
Endereço: 27th Street com a 7 Av.
The Metropolitan Museum of Art – conhecido como Met – e com as escadarias mais famosas da televisão (hey, Gossip Girl!) – o museu fundado em 1870 é considerado um dos maiores e melhores museus de arte do planeta. Pinturas, esculturas e um autêntico templo egípcio são só algumas das coisas legais que você encontrará por lá. No verão, não deixe de subir no rooftop, tomar um drink e apreciar a vista maravilhosa do Central Park.
Entrada: o ingresso sugerido é de U$25. A partir do dia 1 de março de 2018, o MET passa a cobrar a tarifa cheia de U$25 por pessoa – extinguindo a política de pague o que quiser. Você pode clicar aqui para comprar o seu ingresso. O ingresso vale para visitar também o Met Cloister e o Met Breuer. 
Se você é estudante, pode apresentar sua carteirinha. Tive relatos de leitores que conseguiram desconto.
Endereço: 1000, Fifth Avenue e 82nd Street.
American Museum of Natural History eternizado no filme “Uma noite no museu”, é úm ótimo programa para adultos e crianças. O museu é uma das atrações turísticas mais famosas da cidade e recebe um público de mais de 4 milhões de visitantes ao ano. O acervo conta com cerca de 32 milhões de exemplares que contam a história de plantas e animais do planeta. Mas, na minha humilde opinião, o de Londres ganha em cheio desse.
Entrada: o ingresso sugerido é de U$22, mas você paga o que quiser. 
Endereço: Central Park West at 79th Street.
Você economiza: menos de U$22.

 

Ver essa foto no Instagram

 

The banner is hung! #NativeFashionNow starts tonight at 6 pm at NMAI #NYC with a curators conversation and opening reception.

Uma publicação compartilhada por American Indian Museum (@smithsoniannmai) em

National Museum of the American Indian – um lugar muito legal para aprender mais não somente sobre a história das culturas que povoaram os EUA mas também toda a América. O acervo tem mais de 800 mil itens que pertenceram a 1200 povos americanos nos últimos 12 mil anos. Foi inaugurado em 1989 e é o primeiro do tipo dedicado à preservação, estudo e exposição da vida, língua, literatura, vida e artes dos povos americanos. Dentre os artigos em exposição, há ferramentas, artigos religiosos, roupas e outros itens que construiram a história dos povos antigos do continente americano – incluindo utensílios de origem brasileira também!
Entrada: gratuita, todos os dias. 
Endereço: 1 Bowling Green.
Bronx Museum of Arts – outra opção diferente e fora de Manhattan. Localizado no Bronx, este museu foi fundado em 1971 conta com mais de 1000 obras, incluindo artistas do século 20 e 21, baseados no Bronx ou com descendência asiática, africana ou latina.
Entrada: gratuita, todos os dias. 
Endereço: 1040 Grand Concourse, Bronx.

 

Ver essa foto no Instagram

 

We see you peeking through!! 🌈 Come warm up with us this weekend.

Uma publicação compartilhada por Staten Island Museum (@statenislandmuseum) em

Staten Island Museum – um lugar para explorar a conexão dinâmica entre a ciência natural, arte e história desde 1881 – esta é a descrição do local no site no museu, que conta com exposições inovadores e um acervo artístico e científico.
Entrada gratuita: às terças, das 12h às 14h.
Endereço: 75 Stuyvesant Pl, Staten Island.
Você economiza: U$5.
Society of Illustrators – fundada em 1901, a Society of Illustrators promove o trabalho de artistas de todo o mundo por meio de eventos e exposições. Sua coleção permanente é uma das mais completas do gênero no mundo, composta por cerca de 2.000 obras de muitos dos maiores nomes da ilustração americana. Além disso, há exposições especiais periodicamente.
Entrada gratuita: às terças, das 17 às 20h.
Endereço: 128 E 63rd St 
Você economiza: U$10.

 

Ver essa foto no Instagram

 

The Museum of Jewish Heritage – A Living Memorial to the Holocaust will temporarily close as of Sunday, March 15 for two weeks in order to support New York City’s effort to contain the spread of COVID-19. Museum staff will work remotely during this period. We look forward to continuing to engage with you here and on our other social media. The current plan is to reopen the Museum on Sunday, March 29, pending an assessment of the situation at that time. We will keep you informed. This difficult decision reflects our commitment to prioritize the health and safety of our staff, volunteers, and visitors as well as the larger community—and it is grounded in the Jewish principle of pikuach nefesh, which requires that we prioritize saving lives over all of our other obligations. Click the link in our bio to the rest of the announcement.

Uma publicação compartilhada por Museum of Jewish Heritage (@museumjewishheritage) em

Museum of Jewish Heritage—A Living Memorial to the Holocaust – este museu explora a vida judaica antes, durante e após o genocídio nazista. A coleção permanente inclui documentários, milhares de fotos e 800 artefatos, muitos doados por sobreviventes do Holocausto e suas famílias.  Há ainda exposições especiais sobre eventos e temas históricos.
Entrada gratuita: às quartas, das 16h às 20h.
Endereço: 36 Battery Pl 
Você economiza: U$12.
Museum of Arts & Design – fundado em 1956, o museu reúne objetos contemporâneos criados com os mais diversos materiais, como madeira, metal e tecido. Desde o princípio, o museu celebrou todas as facetas de fazer e os processos criativos pelos quais materiais são transformados, a partir de técnicas tradicionais de tecnologias de ponta. O local conta com exposições que enfatizam uma abordagem interdisciplinar da arte e do design, e revelam a mão de obra por trás dos objetos e ambientes que moldam nossas vidas cotidianas. Além do acervo, há exposições especiais – está rolando uma que parece ser bem interessante, de manequins!
Entrada gratuita: às quintas, das 18 às 21h (pague o que quiser). 
Endereço: 2 Columbus Circle 
Você economiza: U$16.
New Museum of Contemporary Art – O edifício de sete andares, projetado pelo escritório de arquitetura Sejima + Nishizawa/SANA, de Tóquio, foi inaugurado em dezembro de 2007, e conta com galerias, um teatro e um café. O foco aqui é em mídias emergentes e pesquisas de importantes, mas de artistas pouco reconhecidos – que provam seus espíritos pioneiros. O museu é um dos principais destinos para nova arte e novas idéias. É o único museu de arte contemporânea dedicada de Manhattan e é respeitado internacionalmente pela ousadia e escopo global do seu programa curatorial.
Entrada gratuita: às quintas, das 19 às 21h (pague o que quiser). 
Endereço: 235 Bowery.
Você economiza: U$16.

New York Hall of Science – conta com 450 exposições, demonstrações, workshops e atividades participativas que explicam ciência, tecnologia, engenharia e matemática. O local garante uma experiência educativa onde você pode matar sua curiosidade e estimular sua criatividade. O NYSCI foi fundado em 1964-1965  e se transformou em centro de ciências interativo de Nova York, que recebe  meio milhão de estudantes, professores e famílias a cada ano.
Entrada gratuita: às sextas, das 14 às 17h; aos domingos, das 10 às 11h.
Endereço:  47-01 111th St., Corona, Queens.
Você economiza: U$15.

Queens County Farm Museum – a fazenda de 1697 ocupa a maior extensão de terra “livre” de New York City. Tem 47 hectares e tem construções antigas, veículos e implementos agrícolas, campos de plantio, um pomar e um jardim de ervas, além dos animais de fazenda. Além da aventura, dá pra comprar legumes, vinhos e carnes – os mesmos que são vendidos às sextas na Union Square.
Entrada gratuita: todos os dias. 
Endereço:  73-50 Little Neck Pkwy, Queens (é afastado, mas dá pra chegar de ônibus). 
Muito legal, né? Escrevendo o post, já fiquei com vontade de conhecer vários desses lugares! 

5 Comentários

  1. pelo que entendi o MET e o de historia Natural todos os dias eu posso pagar o quanto quiser??????? nao tem um dia exato????

  2. Laura, parabéns pelo blog, suas dicas são ótimas e estão sendo muito essenciais para o planejamento da minha viajem. Gostaria de saber como eu faço para ” pagar o que eu quiser ” nas entradas dos museus, é só chegar na bilheteria e falar por exemplo ” quero para 5 dolares por esse ingresso !!” ? E com isso eles já iram me entender ? Vc já testou essa experiencia ?
    Uma outra pergunta fugindo do assunto, eu vou dia 25 de dezembro deste ano e retorno dia 4 de janeiro, essa época do ano está muito frio ai ?

Leave a Response