Um roteiro pela região da Columbia University

Dois anos e meio morando em Nova York e nunca tinha visitado o campus da Columbia University. Mas nos últimos dias da minha mãe aqui em Nova York, já com vários lugares riscados da lista, pensei: podemos dar uma voltinha por aqueles lados. Já tinha lido também sobre uma igreja que fica na mesma região e é uma das mais antigas dos Estados Unidos. Pronto, já tínhamos motivos para passar um sábado por lá. Acabou que os lugares nos surpreenderam de uma forma que nem imaginávamos e aí tô aqui compartilhando esse roteiro de várias coisas para se fazer nessa região de Upper Manhattan.

Começamos, é claro, com ela, a Columbia University! Ela  foi fundada em 1754 e é a mais antiga instituição de ensino superior no estado de Nova York e a quinta mais antigo nos Estados Unidos e está no ranking das melhores universidades dos país. O campus é enorme mas, sem dúvida, os pontos mais famosos da Columbia são a Low Library, onde está a a estátua Alma Mater, e a Butler Library, onde fizemos nossas fotos. A região estava bem vazia, afinal, agora é período de férias, mas fiquei curiosa para saber como é o lugar em tempos de aulas. Achei bem bacana que há uns mapas interativos que te ajudam a se localizar no campus. A Columbia oferece “self guided tours” para quem quiser fazer um tour pela universidade. Para isso, basta pegar os materiais no Visitors Center, que abre de segunda a sexta, das 9 às 17h. Mas lembre-se que para entrar nos prédios é preciso ter uma ID da universidade – só a Low Library é aberta ao público. Vale muito visitar também a unidade da Barnes & Noble da universidade, pois ela conta com uma infinidade de produtos da universidade, como moletons, camisetas e cadernos.

Endereço: 116th St & Broadway.

Quando se fala em igreja em Nova York, aposto que a maioria das pessoas só lembra da St Patrick Cathedral, que fica na Quinta Avenida. A verdade é que a cidade está cheia de igrejas, com arquiteturas que surpreendem. Minha mãe adora visitar igrejas e catedrais, pois ela é fascinada com arquitetura antiga. Por isso, não tive dúvidas que a Cathedral of Saint John The Divine seria uma visita e tanto, só por algumas fotos que vi. Primeiro, ela já surpreende do lado de fora, pois ocupa uma quadra inteira. O contraste da arquitetura gótica com os prédios em volta é fantástico. Com uma área interior de 11.200 m², ela disputa com a Catedral Anglicana de Liverpool o título de “maior igreja anglicana do mundo”. É também a quarta maior igreja no mundo, tendo 183.2 metros de comprimento e 70 metros de altura (no ponto mais alto). Projetada em 1888 e iniciada em 1892, a catedral sofreu profundas mudanças estéticas e passou por um período de paralisação no período das Guerras mundiais. Em dezembro de 2001, um incêndio interditou a catedral para reparos e ela só foi reaberta em 2008. Foi a catedral mais incrível que já visitei, sua imponência é de fazer qualquer queixo cair. Confesso que por várias vezes lá dentro me perguntei: por que tanta grandeza? Mas, enfim… A catedral aceita doações – não ficou claro para mim se é obrigatório fazer uma doação para entrar, mas, enfim, você paga o que quiser. O local abre todos os dias, das 7h30 às 18h. Também há tours guiados, pagos, cujos detalhes você pode conferir aqui. Se passar por lá, não deixe de dar uma passadinha no jardim ao lado da catedral, muito bonito!

Endereço:  1047 Amsterdam Ave. 

E como Nova York está cheia de parques, não seria diferente na região da Columbia. O Morning Side Park é um parque menor, que vai da West 110th até a West 123rd Street, e fica entre a Manhattan Avenue, Morningside Avenue e a Morningside Driv. É um dos quatro parques históricos do Harlem e conta com monumentos, área de recreação, um lago e até uma cachoeira. Outro parque que também fica na região e é mais famoso é o Riverside Park. Como seu nome sugere, ele fica à beira do Rio Hudson, o que proporciona um visual muito bonito. Sua área é enorme: tem 6 quilômetros de extensão! Dentre as atrações, destacam-se as ciclovias, os monumentos e estátuas, bem como quadras públicas destinadas à prática esportes como baseball, voleibol, basquetebol e tênis.

Endereço: veja no mapa no fim do post.

Com tanta coisa para fazer, a fome vai bater em algum momento! Nós pesquisamos alguns restaurantes no Yelp e no Foursquare – veja mais detalhes aqui – e acabamos optando pelo Thai Market, um restaurante tailandês com um menu bem completo. O destaque fica por conta do lunch special: um aperitivo + um prato principal por apenas U$8 (preço válido do meio-dia às 15h30). Os pratos são muito, mas muito bem servidos, diga-se de passagem. Os outros pratos fora do lunch special também contam com preços bem acessíveis, de U$12 a U$17.

Endereço: 960 Amsterdam Ave.

Para finalizar, não podia deixar de lembrar dessa doce sugestão: a Levain Bakery, famosa pelos seus cookies deliciosos – há quem diga que são os melhores da cidade – também tem uma filial na região. Os cookies dispensam comentários: são enormes (dá facilmente para você dividir com alguém), com massa crocante por fora, macia por dentro e chocolate derretendo – sim, você compra eles fresquinhos, quentinhos! Sem dúvida, uma ótima maneira de terminar esse passeio pela região. Além disso, esse endereço costuma ter bem menos filas do que a filial na 74th St. Ah, os cookies custam U$3,50, em média.

Endereço: 2167 Frederick Douglass Blvd.

banner face

Author

3 comments

  1. Guria, que local lindo, sorte para ti e para mim que tua mãe foi te visitar. Vou por no meu roteiro com certeza… Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *