comprasModaNYC

Inverno em Nova York: meus melhores investimentos em roupas, calçados e acessórios

Estou entrando no meu quarto inverno em Nova York e eu já paguei a minha língua tantas vezes e aprendi tanto nesse tempo aqui! Eu sempre falo que o inverno aqui não é brincadeira… claro não é impossível sobreviver, mas se você não souber algumas dicas e macetes básicos, vai acabar tendo trabalho. Nesses quase três anos morando na cidade, já comprei inúmeras peças de roupas, acessórios e calçados.  E algumas delas viraram minhas queridinhas, essenciais, indispensáveis a cada inverno. Hoje eu divido com vocês as peças que foram os melhores investimentos para os invernos na cidade.

Casaco Calvin Klein – esse foi um dos itens que eu paguei a língua. Eu passei dois invernos aqui só usando casacos de lã batida, o que, não me entendam mal, também são ótimos. Ano passado, estava visitando a Macy’s Backstage e checando os produtos e preços quando vi esse casaco da Calvin Klein. Vejam bem, esse é o tipo de casaco que eu sempre achei horrível. Aí eu provei e tal e o Thiago insistiu para que eu levasse, porque estava faltando um casaco mais pesado no meu closet. Trouxe. Lembro que mandei foto pras amigas e disse “sei que não é o casaco mais lindo”, mas, para minha surpresa, só ouvi elogios. E, definitivamente, tem sido o melhor casaco para enfrentar as temperaturas mais geladas em Nova York. Ele é bem grosso e a estrutura dele não deixa o vento passar. Eu nunca passo frio com esse casaco! Eu uso ele com uma blusa térmica e um suéter e fecho todinho para um dia super congelante. Se quero ir pra academia (que é a 5 minutos da minha casa), só coloco por cima da roupa. É muito prático. Paguei cerca de U$90. Você vai encontrar casacos como esse em lojas de desconto como TJ Maxx, Mashall’s, Burlignton e Century 21.

Calça de couro fake da Lulus – tenho uma história com calças desse tipo. No último inverno, comprei uma calça linda da Zara, com zípers, super estilosa. Mas ela tinha uma cintura um tanto baixa e ficava desconfortável. Acabei vendendo para uma amiga. No último verão, fui num evento para bloggers da Lulus – um e-commerce cheio de roupas legais – e podíamos escolher uma peça. Peguei essa calça e, desde que começou a esfriar, ela não sai do meu corpo! Primeiro porque é super confortável e deixa o look com um ar mais moderninho. Segundo porque ela protege bem do frio. E se estiver muuuito frio eu uso uma meia-calça térmica por baixo. Lá no site da Lulus você pode pesquisar por Vegan Leather. Mas se preferir em lojas físicas, redes como a Zara, H&M e Forever 21 costumam ter esse tipo de calça.

Jaqueta Ultra Light Down, Uniqlo – outro item que paguei a língua. Eu achava esses jaquetas horríveis, horríveis mesmo. Elas me lembravam sacos de lixo (de fato, a versão preta lembra mesmo, quem concorda? haha). Até que eu fui para San Francisco e usei a da minha amiga Analuisa durante um dia por lá – e ela me falou das maravilhas dessa jaqueta. Não é que curti? É quentinha, corta o vento e comecei a achar bonita, dependendo da cor, claro. Comprei uma igual à da Ana, cinza, e usei muito, principalmente durante o outono. O mais bacana é que ela é super leve e pode ser dobrada de uma maneira bem compacta que cabe em bolsas médias. Custa U$69,90 em média. E é bom ficar de olho nesse termo “Down” na Uniqlo – há vários estilos de casacos com essa nomenclatura, alguns mais compridos, mais adequados para os dias mais gelados – como a linha Ultra Warm Down.

Luvas de couro, H&M – quando me mudei para Nova York, eu tinha um par de luvas de lã  batida, vermelhas. Bem lindinhas, quentinhas e tal, mas eu queria um par de luvas pretas, para combinar com tudo. Lembro que comprei esse par no site da H&M despretensiosamente – peguei uma promoção, estavam por U$10. O resultado? Nunca mais comprei outro par de luvas. E o motivo de elas serem tão boas? Bom, a lã acaba permitindo que entre algum ventinho e o couro acaba protegendo mais as mãos.

Protetor de ouvido – eu adoro toucas, acho que são super estilosas, descoladas, deixam o look realmente diferente e procuro usar quando dá. Digo quando dá porque tem dias que elas não são suficientes para manter os meus ouvidos protegidos – sabem como é, né, toucas de lã, sempre acabam deixando passar algo. Por isso que esses protetores de ouvidos não tem erro. Eu comprei os meus nessas banquinhas de rua – você vai ver várias espalhadas pela cidade – e paguei tipo U$8. Em redes fast fashion e lojas de desconto também dá pra encontrar.

Calça preta, Banana Republic – em Nova York as pessoas usam muitas roupas pretas – e no inverno então nem se fala. Eu não uso muito jeans durante o inverno, então calça preta é tipo meu uniforme – eu só vario o tecido! hahaha. Eu comprei essa calça da Banana Republic num sale pós Natal em 2014 e paguei cerca de U$30. Ela tem uma faixa lateral que imita couro e dá um charminho e fica super confortável no corpo, mesmo com meia-calça por baixo. E por que ela foi um bom investimento? Porque o tecido é de muita qualidade. Eu uso, lavo, seco, e não tem uma bolinha sequer! Isso conta muito pra mim. Se é uma peça que vou usar bastante, ela precisa durar, certo?

Botas over the knee, H&M – eu sou fascinada por botas de cano longo – e os modelos over the knee então nem se fala. Acho lindo, poderoso – e, de quebra, ajudam a manter a sua perna mais quentinha! Fazem toda a diferença num dia gelado. Conversando com a Amanda Britto, do Starving, e ela comentou que tinha comprado uma da H&M. Fiquei toda desconfiada, porque esses sapatos de fast fashion costumam ser duros e nada confortáveis. Mas ela me garantiu que não era o caso dessas botas. Convencida, comprei as minhas. Acabei usando com uma palmilha da Aldo que deixa o solado mais macio e pronto! Eu já deveria estar aposentando ela, porque está com uma parte gasta, mas não consigo! Ela é mega confortável e tem um salto plataforma na medida! Aproveitem, pois no Brasil a oferta de botas é grande e há modelos lindos e de qualidade!

Trench Coat, Betsey Johnson – eu não sou uma pessoa fissurada em marcas de luxo – mas confesso que meu único objeto de desejo é um trench coat da Burberry. Quem sabe um dia, né? Até lá, a gente se vira com as outras marcas. Eu estava louca para encontrar um. Acho que é uma peça atemporal, charmosa e versátil! Encontrei esse da Betsey Johnson numa ida à Burlignton e serviu como uma luva. Trench coats são bons para o outono e o fim do inverno, quando as temperaturas já não pedem casacos pesados. Eu uso com uma blusinha por baixo e, se o dia pedir, acrescento um suéter não muito grosso. Agora quero um preto!

Disco Pants, American Apparel – último item da saga “mordi a língua”. Eu via o pessoal usando essas disco pants e pensava: “não é possível. Essas calças são justas demais, devem apertar até a mente, certamente são super desconfortáveis”. Vi várias meninas usando durante o tempo que estudei no FIT e um dia, passando em frente a uma loja da American Apparel pensei: “quer saber? Vou provar!”. Para a minha surpresa, a calça veste bem e é super confortável! Mais tarde, no inverno, descobri a loja de fábrica da marca (que infelizmente fechou!) e arrematei a minha por U$40 (o preço normal é U$80). Adoro! Ela é super grossa e eu uso sozinha ou com meia-calça por baixo, dependendo do dia. Combino com blusão de lã, casaco mais comprido ou trench coat. Confesso: quero outras de mais cores!


Por último, mas não menos importante, não poderia deixar de falar das peças térmicas da Uniqlo! Eu tenho várias blusas segunda pele e também meias-calças (finas e grossas). Para mim, são indispensáveis, até porque o grande truque para encarar o inverno em NY é se vestir em camadas (eu uso uma blusa térmica, um suéter e o casaco). É só procurar na loja pelas peças com o selo acima Heattech, que indicam que a peça é térmica. E mais: a Uniqlo conta ainda com a Heattech Ultra Warm e a Heattech Extra Warm, que proporcionam proteção ainda maior.

Desejo do momento: uma galocha quentinha e talvez até uma Ugg. Sim, eu também achava feia… mas chega uma hora em que estar aquecida importa mais do que estar bonita hahahahahaha.

Nota final: obviamente vocês não precisa comprar todas as peças que eu listei! É bom sempre analisar o que você já tem e também ver o que você poderá continuar usando na sua cidade e o que vai ficar encostado no armário.


9 Comentários

  1. As Uggs são horrorosas mas nos dias frios e secos (sem neve na rua) são maravilhosas e seus pés ficam super quentinhos. Confesso que esse ano só usei uma vez a minha porque não fez frio ainda, mas super indico. Eu tenho uma Uggs e uma marca genérica. A Uggs tenho há uns 8 anos e a genérica eu comprei no inverno passado e ela já abriu a sola. Vale a pena investir na Uggs. Galocha eu tenho algumas, vou te dar uma dica é um sapato mais pra primavera já que não esquenta o pé. Quando comprar a Galocha não esqueça de comprar uma meia de galocha, que é uma meia que vc deixa dentro da bota. Eu tenho uma da Hunter que tem a meia própria, para as outras galochas compro meia da Betsey Johnson na Century 21! Mas o que você mais precisa no meu entender são botas de neve para os dias com neve. Elas são forradas por dentro com pelo sintético e impermeáveis por fora. São feias, mas a melhor coisa para dias com neve!

  2. As Uggs são horrorosas mas nos dias frios e secos (sem neve na rua) são maravilhosas e seus pés ficam super quentinhos. Confesso que esse ano só usei uma vez a minha porque não fez frio ainda, mas super indico. Eu tenho uma Uggs e uma marca genérica. A Uggs tenho há uns 8 anos e a genérica eu comprei no inverno passado e ela já abriu a sola. Vale a pena investir na Uggs. Galocha eu tenho algumas, vou te dar uma dica é um sapato mais pra primavera já que não esquenta o pé. Quando comprar a Galocha não esqueça de comprar uma meia de galocha, que é uma meia que vc deixa dentro da bota. Eu tenho uma da Hunter que tem a meia própria, para as outras galochas compro meia da Betsey Johnson na Century 21! Mas o que você mais precisa no meu entender são botas de neve para os dias com neve. Elas são forradas por dentro com pelo sintético e impermeáveis por fora. São feias, mas a melhor coisa para dias com neve!

    1. Que legal, vou em janeiro e estou super na dúvida qual comprar. Na verdade acho que vou comprar lá. Do aeroporto já vou direto numa Burllington e Century 21 e já compro casaco e uma genérica UGG.

  3. Boa noite, Laura
    Estou acostumada com vento e frio porque nasci e vivi a maior parte de minha vida no litoral sul do RS, mas agora moro no Rio de Janeiro, o que significa que não sei mais o que é inverno…kkkk
    Vou para NY no final de novembro. Tudo bem…vestir em camadas…ainda tenho cashmere daquela época, mas e sapatos… não tenho mais nada…kkkk… só sandalias. Vou comprar uma botinha impermeável da Timberland aí… servirá para trekking.
    Comprei ingressos para o Nutcracker…o que vestir e especialmente, o que calçar?

    1. Oi Laura! Balé não tem dress code, mas o pessoal costuma ir mais arrumadinho. Sempre que eu me arrumo mais, eu completo com o casaco no final, porque la dentro você vai ficar com a roupa normal.

Leave a Response