Blog da Laura Peruchi – Tudo sobre Nova York
turismo

Viajando para Nova York na pandemia – o que você precisa saber

Atualizado em 3 de dezembro de 2021.

Com o anúncio da abertura das fronteiras dos Estados Unidos com o Brasil (dia 8 de novembro) e o avanço da vacinação no mundo – e a flexibilização nos protocolos de distanciamento social – muita gente retorna os planos de viagem. E sei que muitos de vocês já estão se organizando para visitar Nova York. Entretanto, em tempos de pandemia – ainda que sob controle – há algumas coisas que precisam ser consideradas para que tudo corra durante a sua estadia na cidade. Vamos conferir?

Requisitos para entrar nos EUA

Além do tradicional combo passaporte + visto válido, para viajar para os Estados Unidos você também precisa apresentar comprovante de vacinação e um teste negativo de Covid-19.

As vacinas aceitas são:

  • Pfizer
  • Moderna
  • Johnson & Johnson
  • AstraZeneca/Oxford
  • Sinopharm
  • Sinovac-CoronaVac

Mas, atenção: você precisa estar completamente vacinado. Segundo o CDC, você é considerado 100% vacinado 2 semanas após a sua segunda dose, se a sua vacina for de duas doses, ou duas semanas após a sua dose única, se a sua vacina for a de dose única.

Quanto aos testes:

ATUALIZAÇÃO: No dia 2 de dezembro, o presidente Biden anunciou novas medidas para testes – agora eles precisam ser feitos em até 1 dia antes do embarque. 

Os testes aceitos são o antígeno (teste rápido) ou um teste de amplificação de ácido nucleico (NAAT) – como o RT-PCR. O teste usado deve ser autorizado para uso pela autoridade nacional relevante para a detecção de SARS-CoV-2 no país onde o teste é administrado.

O pedido usa um intervalo de tempo de 1 dias em vez de 24 horas para fornecer mais flexibilidade ao viajante. Usando uma janela de 1 dia, a validade do teste não depende da hora do voo ou da hora do dia em que o teste foi administrado. Por exemplo, se o voo de um passageiro for às 13h de uma sexta-feira, o passageiro pode embarcar com um teste negativo feito a qualquer momento na quinta-feira anterior ou depois.

Restrições e regras em Nova York

Desde o dia 17 de agosto, qualquer indivíduo de 12 anos ou mais precisa comprovar que recebeu pelo menos uma dose de uma vacina COVID-19 autorizada para uso emergencial pelo FDA ou pela OMS para:

  • Indoor dining – comer dentro de restaurantes (isso inclui espaços de eventos, bares, discotecas, cafés, fast food, etc). Qualquer lugar que ofereça opção para sentar dentro do estabelecimento vai te pedir prova de vacinação.
  • Academias de ginástica, estúdios de dança e afins.
  • Entretenimento  – cinemas, salas de música e concertos, museus, aquários e zoológicos, arenas esportivas profissionais, estádios internos, centros de convenções, salas de exibição, teatros, pistas de boliche, fliperamas, salões de bilhar, centros de jogos recreativos, atrações turísticas.
NYC COVID Safe App: Android | iOS

Prova de vacinação

Para comprovar a vacinação, você pode usar uma das opções abaixo + um documento de identificação:

  1. Cartão de Vacinação do CDC. Uma foto ou fotocópia deste cartão também é aceita.
  2. NYC Vaccination Record ou outro registro oficial de imunização de dentro ou fora dos EUA, incluindo de seu provedor de cuidados de saúde. Uma foto ou fotocópia deste cartão também é aceita.
  3. NYC COVID Safe App: Android | iOS. Você pode usar para este aplicativo para fazer o upload foto de seu cartão de vacinação do CDC ou outro registro oficial, junto com seu documento de identidade com foto.
  4. Excelsior Pass (ou Excelsior Pass Plus). Para usar este aplicativo, você precisará do número de telefone ou endereço de e-mail associado ao seu registro de vacinação em Nova York. Essa opção é somente para residentes do estado de NY que se vacinaram.

Para quem está vindo do Brasil, recomendo seguir a opção 2 ou 3.

As vacinas aceitas nos estabelecimentos em NYC são as mesmas aceitas para entrada nos EUA, ou seja:

  • Pfizer
  • Moderna
  • Johnson & Johnson
  • AstraZeneca/Oxford
  • Sinopharm
  • Sinovac-CoronaVac

Fonte oficial.

Uso de máscara

O uso de máscaras segue obrigatório para qualquer pessoa de 2 anos ou mais somente em algumas circunstâncias:

  • Transporte público – metrô, ônibus, trem, táxis, ferry e serviços de carro como Uber e afins (o motorista pode negar a corrida caso você não esteja de máscara).
  • Em escolas ou estabelecimentos de saúde.
  • Em certas residências, como lares de idosos e abrigos para sem-teto.
  • Em lojas, restaurantes ou outro espaço público onde o proprietário exija máscaras.

No geral, as pessoas usam máscaras em ambientes internos, mesmo não sendo obrigatório. Sempre observe os avisos nas portas e áreas de entrada dos locais. Tenha sempre uma máscara com você.

Requisitos para entrar no Brasil

Para viajar de volta ao Brasil, é necessário apresentar à companhia aérea responsável pelo voo, antes do embarque, um teste com resultado negativo ou não detectável. Desde o dia 5 de outubro, a regra mudou e agora o Brasil aceita também o teste antígeno (rápido), além do PCR. Então, você pode apresentar uma das duas opções:

  • Teste de antígeno, realizado em até 24 horas anteriores ao momento do embarque;
  • Teste RT-PCR, realizado em até 72 horas anteriores ao momento do embarque.

Fonte oficial.

Onde fazer teste de Covid em Nova York?

Você pode acessar esse site oficial da cidade para conferir os locais de teste. Confira as observações e dicas abaixo:

  • Na primeira parte, tem um local para inserir endereço, zip code (cep) ou cidade e buscar os locais perto de você. Nem sempre esse mapa funciona (comigo só funciona no celular). Esses são os locais FIXOS de teste na cidade. Chequem com atenção, alguns exigem que você marque horário.
  • Logo depois você lê MOBILE SITES. São unidades móveis espalhadas pela cidade, pelos 5 distritos. Costumar ser mais fácil, rápido e prático fazer teste nesses locais, não tem burocracia. Porém, lembre-se: os mobile sites mudam toda semana. Não adianta olhar onde as vans estão hoje se a sua viagem é só semana que vem. Cheque na semana na qual você vai precisar do teste.
  • Outra coisa: pode ser que a van não esteja exatamente no local indicado ali por conta de estacionamento, mas ela certamente estará na mesma redondeza – você pode checar duas ruas acima ou abaixo do endereço em questão.
  • Ao checar os locais de teste, você vai notar que há o horário de funcionamento, o endereço e quais testes são oferecidos. Antígeno é o teste rápido (onde se lê Rapid antigen test available quer dizer que o local TAMBÉM faz o rápido e faz o PCR); PCR é o teste que vai para laboratório (e às vezes eles se referem ao PCR como non-rapid test)
  • O PCR nos mobile sites demora de 24 a 48h. O antígeno sai em 15 minutos.
Vale lembrar que:
  • Quem dá a resposta sobre prazo de exame são os locais. 
  • Nem todos os sites de teste listados no site são afiliados governo e alguns podem cobrar pelo teste. Você só vai saber se é grátis ou não perguntando. Bem-vindos ao sistema de saúde americano… PORÉM… geralmente os locais móveis são grátis.

Seguro viagem

Em tempos de pandemia, mais do que nunca, é essencial contratar um seguro viagem. A Thais Nolasco De Toledo Benedetti é agente de viagens e trabalha com seguro com cobertura em caso de Covid-19. Entre em contato para orçamento: thaisbenedettiviagens@gmail.com / Whatsapp: 55 62 99978-5554

Gostou das dicas? Compartilha com quem está planejando uma viagem para Nova York. Aproveite que você tá aqui e confira ingressos, passeios e outros serviços de nossos parceiros!


Leave a Response