Blog da Laura Peruchi – Tudo sobre Nova York
lifestyleserviços

Como imigrar para os Estados Unidos? Conheça o EB2 – o visto para profissionais acima da média

Você sabia que, de acordo com uma pesquisa divulgada pelo Fórum Econômico Mundial,  15% da população global migrariam se pudessem?  São mais de 750 milhões de pessoas que têm o sonho de viver uma vida nova e conhecer novas culturas. Dentro desse universo – e do universo dos brasileiros – os Estados Unidos está no topo da lista dos países mais desejados, segundo um estudo da companhia de recrutamento e seleção Talenses. Obviamente, o tema imigração para os EUA gera muito interesse e curiosidade das pessoas. Sempre recebo vários emails e comentários de pessoas perguntando como imigrar pra cá – e até já fiz um post no blog descrevendo alguns vistos. E falo alguns porque existem vários tipos de vistos para permanência (menor ou maior) na terra do Tio Sam – praticamente o alfabeto inteiro.

Hoje, em parceria com a D4U USA LAW GROUP, vamos falar sobre os vistos EB. A D4U é uma empresa especializada em processos imigratórios, com expertise em vistos para profissionais e vistos para investimentos. Sua sede é em Washington, DC, com filiais em Boca Raton e Orlando – Flórida e no Brasil (São Paulo-SP e João Pessoa-PB)​.

Vistos EB​ – Trabalhadores permanentes

Aproximadamente 140.000 vistos de imigrante EB estão disponíveis a cada ano fiscal para estrangeiros (e seus cônjuges e filhos) que querem imigrar com base em suas habilidades profissionais ou investimentos. Se você tiver a combinação certa de habilidades profissionais, educação e/ou experiência de trabalho e for elegível, pode ter possibilidade de morar permanentemente nos Estados Unidos. O visto EB tem 5 categorias e, abaixo, você confere algumas delas:

EB1 – Green Card por meio de habilidades especiais

Este é um pleito imigratório que leva diretamente ao Green Card. Normalmente, é destinado para atletas ou artistas com reconhecimento nacional e/ou internacional, para pesquisadores e palestrantes com trabalhos expressivos em suas respectivas áreas ou para executivos de multinacionais, que estejam operando nos EUA pelo menos há 1 ano.

Foi assim que Adriano Moraes, Lutador de MMA, campeão mundial e detentor do cinturão da categoria peso-mosca, conseguiu seu Green Card. “Adriano chegou em nossa empresa com suas vitórias embaixo do braço e o desejo de poder evoluir tecnicamente na América, onde ele sabe que os atletas acabam tendo um maior cuidado e direcionamento. Aplicamos para o visto EB1 (visto de habilidades especiais) e em nove dias ele teve seu caso aprovado” conta o CEO da D4U USA LAW GROUP, Wagner Pontes.

Destaque: EB2 – para profissionais acima da média ou profissionais com habilidades excepcionais

Atualmente um dos vistos mais procurados por clientes da D4U, o visto EB2 é um caminho direto ao Green Card destinado para profissionais acima da média. Para vocês entenderem melhor, nos EUA um profissional com bacharelado + pelo menos 5 anos de experiência em sua área, pode ser considerado um profissional acima da média.

O visto EB2 nunca emitiu tantos Green Cards na história: as aprovações do visto EB2 aumentaram 70% nos últimos 5 anos.  Em 2019, foram emitidos mais de 40 mil Green Cards, o que representa quase 30% da fatia dos vistos EB. De acordo com Pontes, muitos brasileiros são elegíveis ao EB2. “Há 7 requisitos e, para uma pessoa ser elegível para esse visto, ela precisa comprovar 3 deles”, explica Pontes.

A Tatiana Dilma, administradora de empresas, é uma das clientes da D4U. Após três recusas de visto com outros escritórios, três casos diferentes, ela conseguiu seu EB2 em apenas 7 meses. A equipe da D4U identificou um ponto específico de seu currículo que abriu uma brecha para a subcategoria NIW (National Interest Waiver). Já Ronado Canesqui, profissional de TI com 14 anos de experiência, conseguiu o seu EB2 num processo de apenas 6 meses. Outro caso muito legal é do Alessandre de Almeida que havia tentado o visto de trabalho, H1B, mas, devido às limitações desse visto, não foi contemplado. A D4U visualizou em seu currículo a elegibilidade para o EB2 e ele foi contemplado. Atualmente, o índice de aprovação dos casos de EB2 da D4U é de 93%.

Além dos critérios citados anteriormente, caso o profissional seja de uma das áreas nas quais os Estados Unidos enfrentam déficit de profissionais – como Engenharia, Tecnologia da Informação, Fisioterapia, Odontologia, Enfermagem, Medicina e Aviação, – o processo fica ainda mais facilitado devido ao interesse nacional dos EUA nesse tipo de profissional. Esse plus permite que o profissional dê entrada no seu processo por meio da subcategoria NIW (National Interest Waiver) apelando pela jurisprudência “Matter of Dhanasar”, 26 I&N Dec. 884 (AAO 2016). Mas, vale reforçar: ser de uma dessas áreas é apenas um plus e não um fator que elimina profissionais de outras áreas. 

Talvez você seja elegível e nem saiba disso, já pensou? Quando a gente fala em imigração para os EUA, há alguns vistos mais conhecidos, porém, eles não são os únicos. Portanto, se você tem esse sonho de investir numa carreira e numa vida nos EUA, o melhor caminho é consultar profissionais especialistas nesse assunto!

**Análise gratuita: A maneira ideal de descobrir o melhor caminho para o seu caso é consultar um profissional. Entre em contato a D4U USA LAW GROUP por meio do e-mail atendimento@d4uusa.com e envie seu currículo. Eles fazem uma análise gratuita para identificar sua elegibilidade. Não esqueça de mencionar que você viu sobre eles aqui no blog!

*Os exemplos anteriores são apenas alguns dos vários profissionais brasileiros que conseguiram o seu EB2 através da D4U USA LAW GROUP – lá no Instagram da empresa você pode conferir mais detalhes dessas e outras histórias. 

EB3 – Green Card por meio de empregador americano

Outro pleito imigratório que também leva diretamente ao Green Card. Em geral, é direcionado para profissionais com pelo menos 2 anos de experiência em suas respectivas áreas. Além disso, é um processo patrocinado por um empregador americano que aceita contratar esse profissional. Nesse processo laboral é solicitado que esse empregador comprove que não obteve mão de obra similar nos EUA. Essa comprovação normalmente ocorre por intermédio de anúncios de vagas que não foram preenchidas após 90 dias

Outros vistos 

  • L1  – o requerente a este visto precisa estar em transferência entre uma empresa matriz estrangeira para uma filial/subsidiária americana. Precisa ser considerado um manager ou executivo dessa empresa e assim, aplicar para a subcategoria L1-A ou ser um profissional de uma mão de obra especializada, como profissional de T.I. ou um designer por exemplo e, com isso, aplicar para a subcategoria L1-B. Também é exigido que esse profissional faça parte do quadro de colaboradores da empresa matriz por pelo menos 1 ano antes da aplicação do visto.
  • E2O E2  é um visto que não leva à obtenção de um Green Card, no entanto, não há limite para sua renovação. Geralmente, esse visto é concedido por uma média de 2 anos por vez e permite que os beneficiários renovem rapidamente o visto ao se aproximar da data de vencimento. O requerente deste visto deve ser cidadão de um dos países listados no Tratado de Navegação e Comércio. Ter a cidadania de um dos países qualificados permite que o solicitante faça uma contribuição financeira para seu próprio negócio nos EUA. Quanto ao investimento mínimo, o texto jurídico não exige requisitos expressos, mas exige que seja aplicado um valor substancial em um nicho de mercado. A verificação é realizada por meio de pesquisa de mercado e plano de negócios. Como referência, houve vários casos de E2 bem-sucedidos de candidatos que investiram em pequenas franquias nas quais o investimento foi de cerca de 100 mil dólares, por exemplo.

Gostou das informações? Ficou interessado na possibilidade de imigrar para os EUA? Tá curioso para saber sobre sua possível elegibilidade?

Este post foi patrocinado pela D4U USA LAW GROUP.

Leave a Response