Blog da Laura Peruchi – Tudo sobre Nova York
lifestyle

10 sites e aplicativos úteis para criadores de conteúdo

Sei que muita gente que me acompanha também é criador de conteúdo – ou trabalha com marketing e afins. E como de vez em quando eu recebo perguntas sobre meu feed no Instagram, sobre filtros e apps, fiz uns stories por lá dando algumas dicas de sites e aplicativos. O conteúdo agradou e resolvi trazer aqui pro blog também!

Apesar de muita gente achar que criar conteúdo se resume em fazer uma foto bonita, existe muito – MAS MUITO! – trabalho envolvido por trás. No meu caso, com uma plataforma multicanal, eu escrevo, fotografo, trato fotos, faço pesquisa, capturo imagens, edito vídeos, gravo podcasts… a lista é longa! E, ao longo desses anos, fui encontrando ferramentas que me ajudam nessas tarefas. A seguir, compartilho com vocês:

Canva – site e aplicativo para você criar as mais diversas artes: Insta story, post no feed do Instagram, post para Facebook, infográficos, miniatura para vídeos de Youtube, flyers, apresentações, mídia kit: a lista é infinita. São centenas de layouts pontos que você pode personalizar as mais diversas formas: cores, fotos, fontes. Sério, o Canva é só amor. A versão gratuita quebra um bom galho, mas na versão paga, por exemplo, você consegue baixar story com animação – além de ter acesso a mais layouts e outros benefícios. Clique aqui e faça seu cadastro.

Unsplash – se você vai começar a criar conteúdo, se você começou há pouco tempo, se você já é veterano, não importa: faça a coisa certa. A internet é um território maravilhosa e não é terra de ninguém. Isso significa que não, você não pode fazer uma pesquisa no Google imagens, salvar aquela foto bacana e usar no post do seu blog ou na arte da sua empresa. Direito autoral, gente. Lá no começo do meu blog – em 2010, quando ainda morava no Brasil – eu não tinha essa consciência. Hoje, ainda bem, não sou mais assim. As fotos que uso para os posts no meu blog ou são minhas ou são fotos de banco de imagens. Bancos de imagens, para quem está familiarizado, são caros. Porém, o Unsplash é uma iniciativa maravilhosa e colaborativa. São milhares de usuários que disponibilizam suas fotos lá – e todas elas podem ser usadas gratuitamente. Você pode usá-las para fins comerciais e não comerciais. Você não precisa pedir permissão ou fornecer crédito ao fotógrafo ou Unsplash, embora isso seja apreciado quando possível.

Storyblocks – eu simplesmente amo esse site! É um banco de vídeos incrível – tem milhares de clips em alta resolução, relacionados aos mais diversos temas. Quem cria vídeos para o Youtube sabe que muitas vezes a gente precisa de uma imagem mas não temos os recursos para fazê-la, por exemplo. Com o Storyblocks, você pesquisa o termo e pronto: dezenas de clips prontos para download. Há três planos de assinatura – recomendo o segundo, que te dá acesso a downloads ilimitados de vídeos por mês. Não esqueça de checar os detalhes sobre a licença, pois esses vídeos não valem para fins comerciais.

Pexels – banco de fotografias e vídeos gratuito. Não é tão completo quanto o Unsplash tampouco como o StoryBlocks, mas para quem não tem grana pra investir num serviço pago agora. Já me salvou em algumas ocasiões. E quanto às fotos, fica mais uma fonte gratuita como o Unsplash.

VSCO & Snapseed – eu trato as minhas fotos no Lightroom (seja no computador ou na versão para smartphone). Porém, já usei muito esses dois aplicativos! O VSCO tem filtros grátis e pagos e outras ferramentas também. Já o Snapseed é totalmente grátis – é do Google – e, assim como o VSCO, permite que você acerte brilho, saturação, ângulo, além de também oferecer filtros.

Preview – o mundo da criação de conteúdo também tem preciosismos, principalmente quando o assunto é feed do Instagram. Há quem leve muito a sério, há quem se preocupe, há quem não esteja nem aí. Eu me encaixo no grupo dos que se preocupam. Eu me preocupo no sentido de: usar só fotos minhas, fazer fotos que sejam bonitas – mas não irreais – e usar um padrão de cor. Não gosto do lance de virar escravo do feed. Eu combino minhas pautas com minhas fotos. E o Preview é um app que mostra como uma foto ficará no feed. Hoje em dia, confesso que uso pouco. No passado, quando estava construindo o estilo visual do meu feed, usava mais.

Adobe Suíte – a Adobe é referência em softwares de foto, vídeo e som. Eu uso vários softwares deles: Premiere para edição de vídeos e podcasts, Lightroom para tratar minhas fotos, Photoshop para montagens e outros tratamentos de fotos, InDesign para editar meus e-books. O pacote de foto (Photoshop + Lightroom) é bem acessível, já o pacote inteiro eu acho um pouco salgado, principalmente porque não tem muita opção, mesmo que você não use todos os softwares, paga por tudo. Quanto ao Lightroom, é nele que edito as fotos que posto – eu uso presets –  que nada mais são do que predefinições de estética para uma foto (como filtros). Minha irmã é fotógrafa e me deu os presets dela, mas há vários presets na internet para download grátis ou para compra.

BÔNUS! Se você já ouviu falar de Abode Lightroom, você provavelmente também já ouviu falar de presets. No Lightroom, os presets agilizam o trabalho de edição. Numa traduçõa livre, seriam “pré-definições” de edição. São ações salvas com ajustes determinados de luz, cor, sombra, textura, etc. Pense nos presets como “filtros” profissionais. Você pode criar seus próprios presets e também adquirir na internet. Ter um preset fixo para suas fotos ajuda a criar uma identidade para o seu perfil no Instagra, por exemplo. O 123PRESETS é um dos sites mais famosos para comprar presets – e eles têm versões para mobile (Lightroom para celular) e também para a versão desktop. Usando o código SUMMER30 você garante 30% OFF na compra de qualquer preset ou pacote. Clique aqui e confira!

Instaspacer – esse app é bom para quem é do time do #textão no Instagram, porque ele permite que você insira espaços entre um parágrafo e outro, o que não só facilita a leitura da sua audiência mas também deixa o post esteticamente mais bonito. É só escrever no app, copiar e colar no Instagram.

Anchor – plataforma para você hospedar e distribuir seu podcast. Pertence ao Spotify. Oferece várias ferramentas, desde a gravação até estatísticas sobre seu podcast. Eu uso para hospedagem e distribuição – não para gravação e edição. Ele distribui para todas as plataformas como Apple, Spotify e Google (acho que apenas Deezer e Soundcloud não entram na lista deles). Sem contar que uso também para disponibilizar os episódios no meu site. É totalmente gratuita!

Bublup – é uma plataforma maravilhosa para organizar links, fotos, vídeos, arquivos – pense nela como um mix de Pinterest + Google Drive! Pode ser útil tanto para o criador de conteúdo organizar suas pautas, cronogramas e ideias como para também oferecer materiais extras para sua audiência. Eu, por exemplo, uso para disponibilizar e-books grátis, guias e outros materiais para minha audiência. CLIQUE AQUI PARA TER ACESSO À MINHA PASTA!

BÔNUS! Eu simplesmente amo acompanhar o trabalho da Camila Vidal do Moving Girls. Ela tem uma plataforma de conteúdo sobre empreendedorismo feminino e dá muitas dicas de criação de conteúdo, redes sociais, posicionamento de marca, branding. Sério! Sigam! É um conteúdo valioso! 

Gostaram das dicas?


Leave a Response