Blog da Laura Peruchi – Tudo sobre Nova York
turismo

Edge – o novo observatório de Nova York!

Desde a inauguração do Hudson Yards, o maior empreendimento imobiliário privado da história dos EUA desde o Rockefeller Center, há um ano, a abertura do Edge era uma das atrações mais aguardadas em Nova York. O Edge é o novo observatório da cidade e, apesar da contagem regressiva ter começado em 2019, seu projeto já foi antecipado há alguns anos e, desde que eu fiquei sabendo, fiquei mega empolgada. Afinal, o projeto era bem ganancioso e diferenciado. Além disso, como criadora de conteúdo, novidades de Nova York sempre me deixam super animada. Finalmente, o Edge abriu as portas (na quarta-feira, dia 11 de março) e eu tive a oportunidade de conferir tudo em primeira mão no evento que rolou para a imprensa. Neste post, vocês conferem todos os detalhes, fotos e minhas impressões.

Visão geral | Estrutura

Elevando-se a mais de 340 metros de altura, no coração de Hudson Yards, o Edge foi projetado para levar os visitantes para fora de sua zona de conforto e ver Nova York como ela nunca foi vista antes. Edge é o observatório ao ar livre mais alto do hemisfério ocidental, estendendo-se a mais de 20 metros de comprimento, numa plataforma suspensa no 100º andar do 30 Hudson Yards. A entrada para o observatório é feita no quarto andar do Shops at Hudson Yards, através de um elevador com vídeo interativo que sobe em 52 segundos.

Além disso, um dos destaques do Edge é uma área com chão de vidro, através do qual você consegue visualizar 100 andares para baixo. É incrível!

Números

  • O observatório está a 345 metros de altura;
  • A plataforma suspensa de observação se estende quase 25 metros;
  • A plataforma é feita de 15 seções, cada uma pesando entre 17 e 50 toneladas cada uma;
  • A área externa de observação tem 700 metros quadrado;
  • Os 79 painéis de vidro usados na plataforma ficam em um ângulo de 6,6 graus voltado para fora, permitindo que os visitantes se inclinem sobre a cidade

A vista

O Hudson Yards está localizado bem no oeste de Manhattan, na altura da rua 34 e, por conta disso, proporciona uma vista inédita e especial para a cidade de Nova York – especialmente para a ilha de Manhattan. Do Edge, você consegue avistar desde o Central Park até a Estátua da Liberdade, incluindo prédios icônicos como o One World Observatory e o Empire State Bulding, que está basicamente voltado para o Edge. Lembre-se: o Empire State está na mesma altura que o Edge, mas no meio da ilha. Por isso, a visão privilegiada para esse prédio tão icônico da cidade.

Extras

No andar do observatório, o Edge conta com um café e também com uma loja de souvenirs. Já no 101º andar está o restaurante Peak, para refeições e drinks. Reservas e mais informações sobre o menu e valores estão no site

Vale a pena?

Eu estava com muitas expectativas a respeito do Edge, principalmente depois de ter visto alguns vídeos promocionais e fotos. E, realmente, posso dizer que é de tirar o fôlego. É uma experiência diferente de qualquer um dos outros observatórios da cidade. A plataforma aberta é ampla, grande, não dá aquela sensação de super lotação. Também é cheia de cantinhos legais para fotos. Além disso, a visão aberta e completa de Manhattan é única. O Edge consegue apresentar Nova York com a grandiosidade que essa cidade merece. Recomendo de olhos fechados e, arrisco dizer: se você tiver que escolher apenas um observatório, talvez o Edge seja o mais especial.

Valores

  • Ingresso comum: U$38 (adultos) | U$31 (crianças) | U$34 (residentes de NY)
  • Ingresso FlexPass: U$58inclui entrada comum para o Edge + foto digital gratuita de lembrança. Permite que você entre no Edge a qualquer momento durante o horário de funcionamento do dia selecionado.

Os links apresentados no post são de afiliados – não custa nada a mais comprar por eles e você ajuda o meu trabalho!


Leave a Response