Blog da Laura Peruchi – Tudo sobre Nova York
gastronomiaturismo

Conhecendo o Museu do Chocolate em Nova York

Nova York é aquele tipo de cidade onde tudo acontece, já perceberam? É também o local onde existem algumas atrações nada óbvias. Vocês sabiam que existe um Museu do Sexo aqui? E que, no verão passado, tivemos um Museu do Sorvete? Por isso, não fiquei surpresa ao saber que a Jacque Torres Chocolates, marca com várias lojas espalhadas pela cidade, abriu um Museu do Chocolate. Isso mesmo: um museu inteirinho dedicado a essa delícia. O museu abriu quarta-feira passada e eu já garanti um ingresso e fui conferir o local de perto no fim de semana para contar a vocês.

Batizado de “Choco-Story New York: The Chocolate Museum and Experience with Jacques Torres”, o local oferece uma imersão na história do chocolate através de exposições e experiências. A primeira parte é focada na parte histórica. Através de diversos objetos e textos explicativos em inglês, espanhol e francês, a exposição conta como o chocolate fez parte da história de várias civilizações. Vocês sabiam, por exemplo, que os Astecas coloriam o cacau ou misturavam com sangue para fazer oferendas aos deuses? A exposição também fala sobre o processo de fabricação de chocolate, além de informações sobre o cultivo do cacau e as principais regiões do mundo que produzem a fruta. Uma coisa muito bacana que aprendi é que, assim como no mundo dos vinhos e do café, chocolates também se diferem de acordo com o tipo de cacau, a cor e a origem do mesmo. Tudo isso influencia o sabor final do chocolate. O museu tem também um mini-auditório, onde um documentário sobre o assunto é exibido.

Na parte das experiências, há duas demonstrações (cada uma acontece a cada meia hora, mas não em horários que se chocam, ou seja, a cada 15 minutos há uma demonstração). A primeira é sobre chocolate quente e há uma degustação ao final. Falando nisso, há seis variedades de chocolates espalhadas pelo local para degustar à vontade. Na segunda demonstração, a gente assiste ao processo de fabricação de bombons – com direito a degustação no final. O museu também conta com um espaço kids para as crianças se entreterem. A ideia é que o local ainda inclua uma experiência “mão na massa” em breve no itinerário, em aulas nas quais os visitantes vão aprender mais sobre o processo de fabricação de chocolate.

Minha opinião sobre o lugar? Quando a gente ouve num “Museu do Chocolate”, a imaginação voa longe, né? Acho que eu estava esperando umas instalações mais grandiosas, mas o propósito do museu é bacana. Se você estiver disposto a aprender – com paciência e tempo para ler todas as informações – sua experiência será bastante rica. Lembre-se que as duas demonstrações são somente em inglês.

Endereço: 350 Hudson Street. Aberto de quarta a domingo, das 10 às 17horas. Os ingressos podem ser adquiridos no site por U$15.


Leave a Response