Blog da Laura Peruchi – Tudo sobre Nova York
lifestyleserviços

Alugando apartamento em Nova York – um guia básico

Vocês puderam acompanhar um pouco de como foi a minha saga na busca por apartamento aqui em Nova York na semana passada – fiz um post sobre as coisas que aprendi durante esse processo, clique aqui para conferir.  Falei um pouco sobre a experiência em geral e prometi que voltaria com mais dicas, como um manual básico. E cá estou! O processo de aluguel de apartamentos é um pouco diferente por aqui e é bom estar ciente de algumas coisas antes de pensar em começar uma busca

Pesquisa, pesquisa, pesquisa – alugar apartamento em Nova York vai exigir muito tempo e paciência. Tudo começa com muita pesquisa – os sites que mais usei foram Naked Apartments, RentHop e StreetEasy, além do aplicativo Oliver. O ApartmentList é ótimo também! Todos estes sites permitem que você filtre sua busca por localização, faixa de preço e estrutura do apartamento (elevador, laundry, garagem, etc). Eles também fazem busca por apartamentos “no fee”. Outro site bacana para pesquisa é o Craigslist. Lá, por exemplo, há a chance de você encontrar alguém que quer repassar o lease – a pessoa precisa sair do apartamento antes do vencimento do contrato e aí você assume. É uma boa maneira de fugir da broker fee.

Broker fee – a temida broker fee nada mais é do que a comissão do corretor que te mostra os apartamentos. O valor da comissão pode variar: há corretores que trabalham com uma comissão no valor de um aluguel e até 15% do valor anual do aluguel (o que é bastante grana!). Há apartamentos que são “no fee” – sem cobrança de comissão – mas, quando você filtra sua pesquisa por apartamentos “no fee”, suas opções diminuem bastante. Tenha em mente que quando você contactar um broker de uma grande empresa de real estate (imobiliária), você terá acesso a muito mais apartamentos, que certamente fecharão melhor com seus requisitos – mas também estará sujeito à tal broker fee.

Decisões rápidas – em Nova York, o mercado imobiliário é muito rápido. Os meses mais frios costumam ser os mais lentos, mas, a partir de março, o mercado fica muito aquecido. Lembre-se que são milhões de pessoas querendo encontrar o seu lar doce lar. Portanto, é bom estar bem ciente e seguro do que você quer e do quanto pretende investir. Assim, quando o apartamento ideal surgir, você não perde tempo e já preenche o formulário. Já deixe todos os seus documentos separados também. Em Nova York, não há muito tempo para pensar: é pegar ou largar.

Localização – Nova York é uma das cidades mais caras do mundo para se viver, tenha isso em mente. Lembre-se que a localização interfere muito no valor do apartamento. Em Manhattan, por exemplo, os locais mais baratos são as regiões de Upper Manhattan, como Harlem, Washington Heights e Inwood. Quanto mais downtown, mais caros e menores são os apartamentos. Algumas áreas do Brooklyn e Queens também já estão super valorizadas, como Williamsburg, Astoria e Long Island City. Outra opção é olhar cidades próximas, em New Jersey, como Jersey City, Union City e Hoboken.

O tal credit score – aqui nos Estados Unidos, o seu status de bom pagador é definido pelo credit score – um número que representa o quanto você é confiável nos negócios – e garante que você não é um velhaco, digamos assim. Pense num SPC do Brasil, só que ao contrário. O credit score é influenciado por vários fatores e há várias maneiras de fazê-lo crescer. Uma delas – e talvez a mais fácil – é ter um cartão de crédito. Foi assim que nós construímos o nosso aqui. Mas vale lembrar que o banco só liberou um cartão de crédito pra gente quando já estávamos morando aqui há uns 8 meses. Ou seja, é bem diferente do Brasil, onde os bancos costumam mandar cartões sem a gente pedir.

Requisitos – para alugar um apartamento em Nova York, há alguns requisitos: na maioria das vezes, a sua renda anual precisa ser 40 vezes o valor do aluguel. Vamos supor que o aluguel de um apartamento que você esteja querendo seja U$2000 mensais. Sua renda anual precisa ser de U$80000. O credit score e a renda anual são os dois fatores cruciais na hora de aceitar um inquilino. Tempo de serviço na empresa também é um fator avaliado.

Exigências – após a avaliação do credit score e do rendimento anual, há as exigências. Se o seu credit score for bom e se o seu rendimento anual estiver dentro do exigido, as exigências são as mínimas: um depósito de segurança no valor de um aluguel (equivale ao cheque caução no Brasil e você recupera o dinheiro quando sai do apartamento) e um aluguel adiantado. Em casos de credit score excelente, dá pra negociar o valor do depósito de segurança pela metade. Se você não cumpre os requisitos (não tem credit score bom, por exemplo), as exigências podem variar. Quando a gente chegou aqui, visitamos apartamentos que chegaram a pedir 1 ano adiantado de aluguel. Ou seja, quem tem crédito, tem tudo.

Documentos necessários – quando você encontra o apartamento dos sonhos, é preciso preencher uma application, um formulário com suas informações básicas. Toda application tem uma taxa, que varia de U$50 a U$150 – este dinheiro é dinheiro perdido, aplicou, perdeu – não importa se você conseguir o apartamento ou não. Portanto, é bom estar ciente de que quer mesmo o apartamento, para não desperdiçar dinheiro. Além deste formulário, também são solicitados documentos como: passaporte, carta do empregador mencionando o cargo e o salário, pay stub (contra-cheque), extratos bancários e declaração do imposto de renda.

Guarantor – em caso de aluguel de apartamento para estudantes, existe o guarantor – que, traduzindo, seria o fiador do processo, ou seja, se você não pagar, ele paga. O guarantor, geralmente, precisa ter rendimento anual de 80 a 100 vezes o valor do aluguel e apresentar todos os documentos exigidos no tópico anterior. O guarantor precisa residir nos Estados Unidos – às vezes, exige-se que o guarantor seja da área (Nova York ou New Jersey). O guarantor também pode ser aceito em casos de pessoas que tenham um credit score ruim ou que não tenham a renda anual necessária – mas não são todos os apartamentos que aceitam guarantors!

Outros detalhes – todos os apartamentos já contam com cozinha mobiliada – pia, armários, fogão e geladeira, no mínimo. Alguns contam com lava-louças e microondas. Água e aquecimento são inclusos no valor do aluguel, na grande maioria deles. Alguns também contam com gás de cozinha incluso no valor. Fique atento às regras de cada prédio: muitos não permitem animais de estimação.

Gostaram das dicas? Não sou expert no assunto – só estou repassando tudo que aprendi aqui – já que passamos por duas experiências de busca de apartamento. Para quem busca por quartos, este grupo no Facebook  pode ser uma boa ajuda!


2 Comentários

  1. OI Laura,
    parabéns pelo blog.
    Estamos indo passar uma temporada de 7 meses em NY( Esposa indo estudar em Columbia).
    Como não temos nenhum documento de crédito dos EUA, até pq não moramos e nem iremos morar, parece bem complicado alugar um ap.
    Será que se acharmo o ap e pagarmos os 7 meses à vista eles nos livram de toda burocracia?!
    Abraços!

Leave a Response