Diário de viagem

Diário de viagem a Nova York – Clarice Silveira

O Diário de Viagem é uma seção que traz relatos de leitores do blog. Nesses relatos, eles contam como foi a viagem a Nova York, o que mais gostaram de fazer, o que não gostaram, dividem dicas, enfim: um diário mesmo. A convidada de hoje é a Clarice Silveira, de Vitória, RS. Ela ficou 10 dias, em junho de 2019. Para conferir mais relatos, clique aqui.

Pela primeira vez viajando sozinha e escolhi logo Nova York! Um sonho de infância – Esqueceram de Mim 2 é um dos meus filmes prediletos! Foram dez noites (de 7 a 17 de junho), e, como estava sozinha, escolhi ficar em hostel. Fiquei no Chelsea International Hostel. Adorei a localização, farmácia, restaurantes e mercados próximos.

Fiz Vitória – GRU de Latam e GRU-JFK de American Airlines, nunca tinha voado com eles, achei normal.

Dia 1 (sexta)– Cheguei em Nova York às 6h30. Peguei o SuperShuttle que já havia reservado no Brasil. Cheguei no hostel umas 9h, guardei as malas no armário (não pude fazer o check in) e fui explorar a cidade. Comprei o Metrocard ilimitado. Fui ao Oculus e explorei a região do World Trade Center. Bonito, mas com uma energia pesada, não senti vontade de visitar o museu.

Depois fui ao Battery Park para ir à Estátua da Liberdade, comprei o ingresso na hora, fila pequena e rápida. A fila para balsa estava grande, mas rápida também. É um passeio que vale a pena, muito lindo emocionante, com uma vista incrível para Manhattan. Não desci na Ellis Island, estava muito cansada. Voltei para o hostel para o check in e tomar um banho. Depois de descansar um pouco, me arrumei e fui conhecer a Times Square! Fui bem rapidinho, comi uma pizza e voltei para o hostel.

Dia 2 (sábado) – Acordei cedo, pois tinha combinado com uma colega de atravessar a ponte do Brooklyn. Nos encontramos na saída do metrô City Hall (que fica na cabeça da ponte) e dali começamos a travessia. Ponte lotada, estava um dia lindo de sol! Tiramos muitas fotos, visual lindíssimo. Chegamos no Brooklyn e fomos explorar a região do DUMBO, tiramos todas as fotos clichês possíveis! Almoçamos na Shake Shack e pegamos o ferry para Williamsburg. Caminhamos até a feira de Smorgasburglotadíssima, como já havíamos almoçado apenas tomamos um drink para espantar o calor. Voltamos para Manhattan e fomos ao Empire State. Comprei o ingresso na hora, sem fila nenhuma. Vista incrível! Como não subi nos outros prédios não consigo comparar, mas adorei! Fui para o hostel me arrumar para ir no 230th Rooftop, mas sinceramente, não gostei, achei turístico demais, tem uma vista linda para o Empire State, mas não voltaria, achei superestimado.

Dia 3 (domingo) –  Minha ideia era conhecer a Catedral de Saint Patrick e caminhar pela 5 AV com calma até o Central Park, mas estava tendo uma espécie de Porto Rico Parade, a avenida estava toda fechada e não consegui chegar na catedral. Mas, fui caminhando pela avenida até chegar no MET (andei muito rs), como não tinha me programado para conhecer o museu, descansei um pouco nas escadas e fui para o Central Park. Comi um hamburguer no Boathouse e fui aos meus pontos de interesse  Betheseda Fontain e Terrace e Strawberry Fields) . Saí do parque e fui caminhando até o Museu de História Natural. Você paga o quanto quiser de entrada, paguei só dois dolares rs. A parte dos dinossauros é ótima, mas o restante achei um pouco deprimente, aqueles animais empalhados….enfim, aqui foi só um check in mesmo. Passei no Whole Foods comprei meu jantar, na parte do self service, uns 7 dolares e uns croissants para lanche.

Dia 4 (segunda) – Amanheceu nublado e com previsão de chuva. Pela manhã, fiz o circuito Friends – Washigton Square e depois o apartamento. Para quem é fã da série é muito legal, sem falar que o bairro é um charme e ainda é próximo à universidade NYU. Almocei próximo ao Flatiron e a chuva apertou, tive que mudar meu roteiro. Acabei indo para a Biblioteca (linda!), Grand Central Station e Rockfeller Center (que estava encoberto devido à chuva). Aproveitei e fui à loja de brinquedos FAO Schwarz. Tomei um chocolate quente e fui para Times Square, que mesmo na chuva continua lotada. 

Dia 5 (terça) – Pela manhã fui à BH photo, pois queria comprar um notebook, apenas pesquisei os preços e voltei para o hostel para trocar de roupa (abriu o sol rs). Roupa trocada, fui caminhando até o Chelsea Market, almocei no Dicksons Farmstand, uma espécie de açougue gourmet. Depois, fui caminhando até o High Line, andei por todo o parque até o Hudson Yards e The Vessel. Eu havia agendado subir no The Vessel na segunda, mas por conta da chuva não fui, conversei com o rapaz da recepção e ele deixou eu subir mesmo sem agendar. Depois fui até o Bryant Park descansar um pouco. Passei no Whole Foods, comprei novamente meu jantar e mais croissants. 

Dia 6 (quarta)  – O dia amanheceu lindo e fui conhecer a Roosevelt Island. Cheguei bem cedo e peguei o bondinho. Adorei o passeio. Caminhei até a pontinha, onde temos a vista de Manhattan e Long Island City (com o famoso painel da Pepsi). Voltei para o hostel, pois havia combinado de almoçar com um primo que mora nos EUA e foi para Nova York me encontrar. Almoçamos no Chelsea Market, mas dessa vez comi um crepe, não lembro o nome do lugar. Depois, sentamos em um bar próximo ao meu hostel aproveitamos o happy hour (5 dólares a cerveja). Como eu havia comprado ingresso para o musical do Alladin pela internet, eu precisei chegar mais cedo para trocar o voucher. Fomos para a Times Square, troquei meu ingresso e sentamos em um bar próximo ao teatro até dar a hora do espetáculo. O musical é maravilhoso!! Emocionante demais, realizei um sonho!

Dia 7 (quinta) – Amanheceu chovendo e frio! Peguei o metrô e fui conhecer Chinatown, passei um certo perrengue na rua, pois ventava muito e meu guarda chuva quase quebrou e eu não encontrava Chinatown de jeito nenhum! Finalmente cheguei e fui caminhando pela rua principal até o templo budista, que já fica próximo a entrada da Manhattan Bridge. Como já estava na hora do almoço, resolvi ir para Little Italy. Almocei no Umbertos Clam House, um carbonara delicioso com direto a uma taça de vinho, 35 dólares total, com taxas e gorjetas. A chuva passou e o sol abriu. Fui caminhando sem destino, NolitaSohoNoho….Depois fui à região de Wall Street, fazer check in no touro rs . Boltei para o hostel para me arrumar e me encontrar com meu primo e uma amiga no Pub McSorleys Ale House, conhecemos vários outros bares nessa região e terminamos a noite no ACE Bar.

Dia 8 (sexta) – Pela manhã fui novamente à BH Photo comprar o notebook e voltei para o hostel para guardar o computador. Fui para 5 Av, fui até a Catedral Saint Patricks. Almocei um “ gyros” do Halal Guys, famosa barraquinha de rua, que fica na esquina da 6 AV com a 53th, um delicia! Fila grande , mas super rápida, 6 dóolares. Caminhei tranquilamente pela Quinta Avenida até o Hotel Plaza, afinal minha paixão por Nova York começou justamente em um filme que se passa nesse hotel. Depois, fui para fila do MoMa, que às sextas feiras é gratuito após às 16h. Voltei para o hostel, me arrumei e fui para o Brooklyn encontrar meu primo e a amiga, fomos ao Brooklyn Barge admirar o pôr do sol e tomar umas cervejas. Lindo, lindo, lindo! De lá, fomos comer a melhor pizza que já comi na vida: Paulie Gee’s! Sério, boa demais! Depois fomos de bar em bar, de pub em pub por essa região. Ah, como já havia acabado meu Metrocoard ilimitado, passei a comprar o ticket individual, mas era melhor ter comprado outro ilimitado de uma semana, pois acho que acabei gastando o mesmo comprando individual, mas enfim, fica o aprendizado

Dia 9 (sábado) – Fui novamente para o Brooklyn, experimentei o brunch do Sweet Chick! Delicioso. 66 dolares para três pessoas com gorjetas. Voltei para Manhattan e tirei a tarde para compras rs, terminei o dia novamente na Times Square.

Dia 10 (domingo) – Pela manhã fui a Governors Islands, que passeio legal!  Amei! Vista maravilhosa para Manhattan e para a Estátua da Liberdade. Almocei por lá mesmo, no Taco Vista, 20 dolares. Fiz as últimas compras e fui para o Central Park, explorar as partes que estavam fechadas devido à Porto Rico Parade. Passei no Halal Guys novamente e comprei o pratinho pequeno e levei para o hostel, 7 dólares! Sério, experimentem, aquele molho branco deles…. divino!

Dia 11 (segunda) – Fechei as malas, fiz o check-out e guardei as malas no hostel. Dei um pulo no Chelsea Market, pois queria comprar os brownies da Fat Witch. Almocei no Dig Inn, comida gostosa e farta, próximo ao Flatiron. Última volta e peguei o transfer da Super Shuttle para o aeroporto.

A viagem foi incrível, sem nenhuma intercorrência graças a Deus!! Amei a cidade! Obrigada Laura pelas dicas!

Gostaram do relato da Clarice? Se você quiser participar, envie seu relato para análise para laura@lauraperuchi.com COM FOTOS, seu nome completo e cidade/estado. LEMBRE-SE que é preciso ser detalhista. Não precisa escrever um livro, mas seu relato tem que ser informativo!


Leave a Response