gastronomia

Onde tomar café da manhã em Nova York?

Quem já pesquisou um pouquinho sabe que uma grande parcela dos hotéis em Nova York não oferece café da manhã incluído na diária. E se você escolher um hotel assim – ou se ficar em um Airbnb –  acaba tendo uma preocupação extra durante a viagem: onde tomar café da manhã na cidade? Como essa é uma dúvida recorrente dos meus leitores, resolvi elaborar esse pequeno guia, com várias dicas, para os mais diversos perfis. Afinal, não faltam lugares legais para tomar café na cidade.

Para economizar – se o orçamento está apertado e a ideia é não esbajar na hora do café da manhã, eu tenho três opções para você:

  • Compre os itens do café da manhã no supermercado – cheque se o seu quarto de hotel tem frigobar e cafeteira. Essas conveniências facilitam o ritual do café da manhã no quarto. Para comprar os itens – como frutas, sucos, pães – eu sugiro procurar um supermercado. A minha rede favorita é o Trader Joe’s e há várias unidades espalhadas pela cidade. Mas, obviamente, há outros locais como Whole Foods, Fairway, Key Food, dentre outros. Não vou me aprofundar neste tópico, porque já existe um post aqui no blog falando apenas de supermercados. Além disso, vale lembrar que há várias bancas de frutas espalhadas pelas ruas da cidade e elas costumam ter ótimos preços. As farmácias também vendem alimentos – mas, tome cuidado com as que ficam na Times Square, pois os preços ali são inflacionados.
  • Breakfast carts – nas calçadas das avenidas e ruas mais movimentadas da cidade, próximo às estações de metrô, você verá carrinhos de café, os breakfasts carts – como dessas imagens aqui. Nesses carrinhos, você encontra café preto – por U$1 a U$1,50 –  e também muffins, donuts  e bagels por preços entre U$1 a U$2. Esses carrinhos oferecem, certamente,  as opções mais baratas na cidade.
  • Matto – há uma rede em Nova York chamada Matto, que oferece uma variedade de cafés, café expresso, chás, bolos, muffins, cookies, sanduíches e outros snacks. Sabe qual a melhor parte dessa dica? Tudo custa U$2. Sim, isso mesmo. A Matto conta com mais de dez endereços na cidade e pode ser também um ótimo local para aquele lanche da tarde. Clique aqui para conferir todos os endereços na cidade.

Quer descobrir como economizar ainda mais em Nova York? Clique aqui!

Para quem quer conveniência – se a ideia é ter o máximo de conveniência e não passar nenhum trabalho na hora do café da manhã, a dica é procurar as famosas redes de café da manhã. Além da já um tanto famigerada Starbucks – que tem, por que não dizer, milhares de endereços na cidade, vale procurar também as unidades do Pret A Manger e Dunkin Donuts. Eu diria que as chances de existir um endereço de uma dessas redes perto do seu hotel é de 98%. Todas elas oferecem café, sanduíches, muffins, dentre outras opções para matar a fome e começar o dia satisfeito. Dentre essas redes, o Dunkin Donuts costuma ser o mais barato – mas suas opções são um pouco mais restritas. No Pret A Manger e no Starbucks, você vai gastar uma média de U$8 a U$10 para um café e um muffin/bolo/sanduíche.

Dica: se você quer apenas o bom e clássico café preto, basta pedir por Black Coffee, em qualquer uma dessas redes. Se deseja acrescentar leite, há sempre um balcão com garrafas de leite, creme, açúcar, etc. 

Para quem quer conveniência – mas não quer o óbvio – acredite, as opções de coffee shops na cidade vão além das citadas no tópico anterior e se você está procurando por algo diferente, tenho algumas sugestões de outras redes diferentes e tão ou mais deliciosas quanto:

  • Juan Valdez – rede colombiana, tem apenas um endereço em Manhattan há apenas um endereço, mas é bem localizado. Além da diversidade de cafés (capuccino, expresso e até o Filtered Coffee, que parece ser o nosso café passado) o local também conta com outros drinks especiais como frapês e milkshakes e delícias da cozinha latina como as arepas e as empanadas! Quem sente falta dos salgados do Brasil, certamente não vai se desapontar com as opções oferecidas no Juan Valdez. Ah, e também dá pra comprar pacotes de café para levar pra casa. Endereço: 140 E 57th St
  • Caffé bene – uma rede coreana de cafés e que está presente com força total em Nova York. O ambiente é muito acolhedor e aconchegante. O menu de café inclui 12 variedades – dentre eles, Espresso, Macchiato e Cappuccino – além de frapês e smoothies. Outro destaque do Caffé bene fica por conta das delícias servidas, como os waffles, servidos com sorvete, creme ou iogurte, e também os macarons, deliciosos! Há também uma variedade imensa de pães e cookies. São muitas filiais em Nova York, incluindo regiões como a Times Square, a Union Square e Koreatown. Acesse o site para conferir os endereços. 
  • Irving Farm –  fundada em 1996 aqui em Nova York. Um dos seus diferenciais é que a própria rede é responsável pelo processo de torragem do café. Outro destaque é que as filiais da rede também vendem cerveja! Além das variedades de café, também há limonada, chá, chocolate quente e cidra quente. Na parte das delícias, destaque para a variedade de bagels e também brownie, cookies e tortinhas. Acesse o site para conferir os endereços.
  • Gregorys Coffee  –   é conhecida pelo seu excelente atendimento ao cliente. Há também um programa de fidelidade – a cada U$50 gastos, você ganha U$5 em créditos para gastar – o que é ótimo para quem bebe muito café, não? Somada à variedade de cafés há também delícias como muffins, cookies e donuts!  No site, você consegue checar os endereços das diversas unidades da rede.
  • Blue Bottle –  no início dos anos 2000, em Oakland, Califórnia, um músico freelance e lunático por café, decidiu abrir um local para pessoas que clamavam pelo sabor real do café fresco. Usando um minúsculo torrador, ele fez uma promessa, de que só venderia café que tivesse sido torrado há menos de 48 horas, para que todos possam desfrutar de café com sabor fresco. Confira os endereços na cidade.
  • Bluestone Lane –  é uma rede de cafés australiana que eu adoro! A Avocado Toast deles é uma das minhas favoritas até agora – e super bem servida. Aliás, se tem algo que você deveria provar por aqui é essa tal da Avocado Toast, amo! Super comum nos brunchs. O Bluestone Lane tem vários endereços aqui pela cidade, mas recomendo muito a unidade do Upper East Side, que fica anexa a uma igreja e preserva a arquitetura e está em frente ao Central Park, e também a do West Village, na Greenwich Avenue, super charmosinha. Além da Avocado Toast, experimente a Banana Toast. Esses dois endereços também são ótimos para brunch! Confira os endereços aqui e aqui.

Para quem quer o típico café americano – panquecas, waffles, bacon, ovos, geléia: atire o primeiro garfo quem nunca ficou com água na boca ao ver os clássicos pratos do café da manhã americano em filmes e seriados. Comida também é cultura e faz parte da experiência de viagem, então, nada melhor do que experimentar, não é mesmo?

  • Diners – para quem quer ter essa experiência de uma maneira conveniente, a dica que eu dou é: procure o diner mais próximo de você e, dependendo do diner, você terá o plus de se sentir em um filme. Diners são, eu diria, como lanchonetes, bastante comuns no nordeste  e no centro-oeste dos Estados Unidos. Os diners são famosos pelos menus infinitos – sim, eles oferecem de tudo – e muitos ficam abertos 24 horas. Suas opções de café da manhã incluem todos os pratos clássicos, como ovos, bacon, panquecas, waffles, aveia e mais. Os pratos são generosos e os preços são bons – U$8 a U$15. Para encontrar o diner mais próximo de você, é só buscar no Maps por diner ou usar o app Yelp e fazer a mesma busca. São dezenas de diners na cidade e, no caso de optar por um, não vale a pena um grande deslocamento – busque o mais próximo de você.
  • Clinton Baking – se você quiser uma experiência mais especial, a dica é o Clinton Baking um lugar recomendadíssimo na cidade – e suas panquecas foram eleitas como as melhores de Nova York pela New York Magazine. O restaurante fica localizado no East Village, uma vizinhança descolada da cidade. O menu de café da manhã/brunch inclui várias opções clássicas de brunch, como omelete, ovos pochê e, claro, panquecas. Os preços dos pratos variam de U$12 a U$17.  O menu com pratos típicos é servido todos os dias – inclusive à noite! Para conferir todos os menus, é só clicar aqui. A Clinton Baking abre todos os dias – às 8 aos fins de semana e às 9 aos fins de semana. Se o seu roteiro é flexível e você não quer esperar, sugiro ir durante a semana, pois aos fins de semana o lugar lota. Endereço: 4 Clinton Street.

Para quem quer uma experiência especial – vamos supor que você queira juntar o útil ao agradável e tomar um café da manhã num lugar especial. Afinal de contas, você está em Nova York, não é mesmo? Neste caso, tenho agumas sugestões:

  • Asiate – fica no 35º andar do Mandarin Oriental, um hotel localizado em Columbus Circle, uma região super charmosa da cidade, cujo destaque fica por conta da localização privilegiada, coladinha ao Central Park. Já dá para imaginar o que o restaurante tem de especial, né? A vista para o parque, claro! Poucos lugares na cidade contam com uma vista tão privilegiada para esse que é um dos cartões-postais de Nova York. O Breakfast (café da manhã) é servido todos os dias das 7h às 10h30 a la carte e tem pratos à base de ovos, que custam U$25 em média, além de combos de pratos + suco/café/chá por U$40, em média. Dentre as opções mais baratas, há aveia, granola e avocado toast – preços de U$15 a U$30. Confira mais detalhes sobre o Asiate clicando aqui.
  • The Blue Box Cafe –  é o restaurante da Tiffany, que fica o quarto andar da Tiffany, na Quinta Avenida. O menu do restaurante conta com café da manhã  com preço fixo, que custa U$29, e inclui chá ou café à vontade + frutas ou croissant + waffle, ovos, avocado toast ou bagel com salmão defumado. Confira mais detalhes sobre a experiência e como reservar clicando aqui.

E mais: procurando dicas para Brunch? Clique aqui e confira o guia do brunch em Nova York.

Gostaram das dicas? Agora não faltam opções para quem não tem café da manhã incluído na diária!


Leave a Response