Diário de viagem

Diário de viagem a Nova York – Laryssa Monteiro

O Diário de Viagem é uma seção que traz relatos de leitores do blog. Nesses relatos, eles contam como foi a viagem a Nova York, o que mais gostaram de fazer, o que não gostaram, dividem dicas, enfim: um diário mesmo. O convidado de hoje é a Laryssa Monteiro. Ela ficou 7 dias na cidade, em janeiro de 2019. Para conferir mais relatos, clique aqui.

Cheguei de Nova York e já estou morrendo de saudade e resolvi fazer um resumo da viagem para quem sabe ajudar alguém. Compramos duas passagens pela 123 milhas para Latam (voo operado pela American Airlines) por 5615 reais, voo direto e saindo do Rio de Janeiro.

Chegando em Nova York, pegamos o AirTrain no JFK com sentido à estação Jamaica (5 dólares) e na estação Jamaica compramos o Metrocard ilimitado por 7 dias (32 dólares) e o cartão de metrô custa 1 dólar. Fomos sentindo Manhattan e saímos na estação mais perto do nosso hotel. Achei muito tranquilo, estávamos cada um com uma mala e uma mala de mão e tem quer ter disposição pra subir escada/enfrentar metrô lotado com mala.

Saiba como usar o AirTrain

Hotel: Ficamos no hotel Marriott Vacation Club Pulse, achei maravilhoso e com funcionários muito simpáticos/prestativos. Além disso a localização é ótima!

Reserve o Marriott Vacation Club Pulse.

Helicóptero: Fizemos o passeio de helicóptero (empresa FLYNYON – 301 dólares [preço com desconto de 50%] para 2 pessoas, voo de 15-20 mins, doors off). Chegando lá pagamos o upgrade para o voo de 30 minutos por 250 dólares (os dois). Valeu cada momento do voo, a vista é incrível, mas não sei se faria de novo no inverno, o frio é absurdo! Apesar disso, ter feito o de 30 minutos acredito ser infinitamente melhor que o de 15, pois com 15 não deve ser possível ver praticamente nada. À tarde, fomos para o Rockefeller Center e Top of the Rock assistir ao pôr do sol. Esse observatório é meu preferido! A vista é surreal e ver aquelas luzes sendo acessas é lindo!

Clique aqui para comprar ingressos para o Top of the Rock.

Clique aqui para reservar o tour de helicóptero.

Broadway: Assistimos ao espetáculo Frozen na e é lindo! Também ganhamos na loteria para assistir o Fantasma da Ópera, saiu por 42 dólares cada ingresso e sentamos na segunda fileira! Vale muito a pena!

Clique aqui para ler um review completo de Frozen.

Saiba mais sobre loteria da Broadway.

Patinação no gelo: o Wollmann Rink é uma experiência única e maravilhosa! Acho que foi mais ou menos 35 dólares por pessoa (ingresso e aluguel do patins).

Basquete: Jogo de basquete compramos pelo Stubhub, por 388 reais cada um já com. Indico muito para quem nunca assistiu, é quase um show de tanto entretenimento! Tem sempre algo acontecendo.

Clique aqui para comprar ingressos para jogos.

Internet: Meu chip é vivo e eles disponibilizam 7 dias grátis no exterior! Internet perfeita. Meu namorado comprou o chip diretamente na T Mobile por 44 dólares e a internet foi perfeita também! Super rápida!

Saiba mais sobre chip para celular.

Jersey Gardens: Passagem por 14 dólares cada, ida e volta, saindo do Port Authority e deixando no shopping! Achei que valeu super a pena, lá não paga taxa e como é outlet é cheio de promoção. Por exemplo a Victoria’s Secret estava com sutiã por 19,99, top por 2,99 e calcinha por 1,99 e durou 30/40 minutos a viagem!

Saiba mais sobre taxas em Nova York

Planejamento: Como no inverno o sol se põe às 17h, é fundamental acordar bem cedo para aproveitar bem o dia! Além disso, quanto mais cedo, menos turistas, então dá pra aproveitar o lugar sem que ele esteja lotado (por exemplo fui na Brooklyn Bridge um pouco depois do nascer do sol). Também é fundamental estar com as roupas certas, roupa térmica, um sapato que aguente mais o frio, acessórios (principalmente luva). Com a roupa certa, você aproveita TUDO, não atrapalha nada!

Restaurantes: Olive Garden, Tonys di Napoli (muito gostoso, com muita comida e barato – pedimos um frango à parmigiana com espaguete individual que era muito bem servido e saiu por 23 dólares cada prato), Carmines (bom e barato, MUITO bem servido, se forem apenas 2 pessoas, vai sobrar comida!), Berimbau do Brasil (comemos arroz, feijão, picanha, farofa, aipim frito e brigadeiro de sobremesa – TUDO delicioso!!), Delicatessen NYC (melhor batata trufada e rolinho de cheeseburger do mundo! Foi uma das melhores coisas que comi na vida), Rice To Riches (loja especializada em arroz doce, com vários sabores! Eu sou viciada em arroz doce, mas confesso que prefiro muito mais o do Brasil), Nutella Cafe (crepe de Nutella com morango é muuuito bom), Five Guys, Shake Shack..

Lyft: na volta, como já estávamos exaustos de tanto andar durante a semana, decidimos voltar de lyft pois parecia a opção mais barata naquela hora. Pagamos 79 dólares.

Saiba mais sobre aplicativos de corrida.

Obrigada, Laryssa, pelo seu relato!

Gostaram do relato da Laryssa? Se você quiser participar, envie seu relato para análise para laura@lauraperuchi.com COM FOTOS, seu nome completo e cidade/estado. LEMBRE-SE que é preciso ser detalhista. Não precisa escrever um livro, mas seu relato tem que ser informativo!


Leave a Response