Diário de viagem

Diário de viagem a Nova York – Daniela Custodio

O Diário de Viagem é uma seção que traz relatos de leitores do blog. Nesses relatos, eles contam como foi a viagem a Nova York, o que mais gostaram de fazer, o que não gostaram, dividem dicas, enfim: um diário mesmo. O convidado de hoje é a Daniela Custodio. Ela ficou 5 dias na cidade, em novembro de 2018. Para conferir mais relatos, clique aqui.

Bom, ficamos (eu e meu marido) entre 24 e 29 novembro e esse é nosso relato de viagem!

Voo –  Compramos as passagens no dia que a Copa teve aquele problema no sistema. Pagamos super barato! Foi uma sorte tremenda. Fomos de Copa tanto na ida quanto na volta. Escala de menos de 1h e embarque e desembarque bem longe. No final deu tudo certo. Não precisamos correr. Na ida, serviram panqueca de frutas (eu amooo essa panqueca desde o voo de 2015 quando fui a Orlando). Depois serviram panqueca doce. Escala também ok. Na volta também td certinho! Serviram macarrão à bolonhesa com queijo ou frango com arroz. Uma de minhas malas foi aberta pelo TSA. Não voltaram o cadeado e sumiram com ele. Acho q quebraram porém nem o quebrado colocaram – perdi um cadeado e um lacre.

Chegada no aeroporto – Como estávamos com apenas duas malas não muito pesadas, fomos de metrô mesmo. Pegamos o Air Train e fomos até Jamaica. O início da estação Jamaica estava em obras, dessa forma foi nos cedido um ônibus até uma estação de metrô. Foi um transtorno ter que pegar um ônibus no meio do trajeto e depois metrô novamente. Mas enfim, foi legal mesmo assim ver lugares novos. Pegamos a linha F até a estação 47-50 Rockefeller. Trajeto total deu 1h e 30 minutos no máximo. Chegada em Manhattan foi tranquila e hotel era pertinho (na 46), andamos bem pouco. Ainda assim, há muitaaaas escadas.

Hotel –  Pegamos Hotel St James que fica na 46 com a 6. Adoramos o hotel! O staffs de lá era super simpático. Não cobram resort fee. Eles pegam o cartão de crédito ao chegar para segurar um valor para caso aconteça algo (tipo quebrar algo), aí temos que pagar. No nosso caso, foi feito o reembolso certinho. Enviei três encomendas para lá sem custo nenhum e receberam todas pra mim. Por sorte, as três chegaram no dia que cheguei. Os quartos são agradáveis. São antigos, mas valem super pelo valor. Hotel bem centralizado, fica a uns passos da Times e três quadras do Rockefeller.

Clique aqui e reserva o Hotel St. James

Passeios –  Para a maioria dos lugares fomos de metrô. Compramos metrô ilimitado 7 dias por $32 e usávamos para tudo. Amamos mesmo! Fomos na ponte do Brooklin, Estátua da Liberdade, One World Observatory e fizemos um tour guiado com o Jayme da A grande maçã, que já conhecemos há tempos. Inclusive usamos o cupom desconto da Laura e conseguimos $5 desconto por pessoa. Top demais. Conhecemos lugares de filmes. É muita coisa! Vale muito a pena mesmo. Da próxima, quero fazer o de quinta também, porque o Jayme é muito bom no que faz. Super recomendo mesmo.

Clique aqui para comprar ingressos para atrações turísticas.

Clique aqui para reservar o Movie Tour.

Broadway – Compramos pela TodayTix porque conseguimos uma promoção muito boa. Fomos ver Frozen e pegamos balcony $58 por pessoa já com taxas. Não é uma das melhores visões, mas eu amei o espetáculo. Chorei na hora da Elsa cantando porque é muito real!  Foi um sonho realizado e com certeza ficará sempre em minha mente.

Clique aqui para comprar ingressos para a Broadway.

Central Park –  Como já tínhamos ida outra vez, deixamos pra essa vez conhecer outras partes. Lugar muito lindo.

Comidas – Comemos no Five Guys (nosso preferido rs) Shake Shack (não curtimos muito), Magnolia Bakery (peguei um cupcake e um pudim de banana. Esse pudim é magnífico!). Comemos também no Joes pizza do Village, que é o do filme do homem aranha. Maravilhosa! Cada fatia custa $3. Comemos em tantos lugares que esqueci dos outros. Comemos no Chicken-Fill-A tb. Amo aquele franguinho. Levain Bakery top também. Também fomos no Ellens Stardust (média $40 por pessoa já com taxa), Hard Rock (média $35 por pessoa com taxa).

Compras –  Comprei coisas na Victoria’s Secret e estava com oferta de compre 1 e leve outro e também com muitas promoções da Black Friday ainda. A maioria que comprava ganhava mais 1. Comprei minhas makes na Harmon. Excelente lugar! Coloque no Google – Harmon Faces – que só tem ela. Fica na altura da 23. Amei lá. Comprei também na Sephora (meus presentinhos dados por mim mesma da marca da Huda e Stilla) e ganhei, além de descontos da loja mesmo, uma bolsinha de presente e dois presentes de aniversário por eu estar fazendo niver em novembro. Os dois presentes é porque eu comprei 2 vezes em lojas diferentes então me liberaram nas duas os presentes. Façam cadastro antes de irem porque, além de ganhar presente de aniversário no mês, ainda tem possibilidade em trocar os pontos das compras. Troquei por um iluminador da Becca maravilhoso! Ahhh outra dica, vá na Sephora da 34 porque é infinitamente melhor!

Dicas para otimizar suas compras na Sephora.

Também fomos na Target que fica ao lado da Macy’s e fizemos a festa com comidinhas e chocolates. Amei!  Fui na Levi’s e comprei 2 camisetas por 30, porque estavam em oferta. Fui na Disney Store e compramos a pelúcia da Minnie de Natal por $10. Estava com bastante desconto lá. Mas da outra vez que fui (janeiro 2018) estava muito melhor a loja. Nossa, são tantas lojas que até me esqueço.

Árvore de Natal do Rockefeller –  A árvore do Rockefeller foi acesa dia 28 de novembro. Às 15h, as ruas próximas à Times e ao Rockefeller estavam uma zona! Cheia de polícia, ruas fechadas, cheia de gente na rua… Cheguei às 18h e entrei no último setor. Não vi nada. O pessoal do setor à frente começou a ir embora e foi liberando espaço. Os policiais abriram a portinha lá e como foi bem na minha frente só corri. Fiquei de frente com a árvore. Estava um frio absurdo! Lá pelas 20h, começaram a cantar Diana Rosa, John Legend e etc. As luzes foram acesas às 21h30. Demorou demais e naquele frio ainda! Mas valeu a pena esperar. Adorei. Ficará pra sempre na minha memória.

Chip  para celular –  Em todas as vezes que fui aos USA, não abri mão de usar o chip. Comprei da Easysim4you. Dessa vez não foi diferente. Não eram todas as lojas que conseguíamos Wi-Fi e o chip ajudou muito no metrô, na rua mesmo (meu marido por algumas vezes ficou no hotel e fui sozinha nas lojas, então sempre conversava com ele). Super indico mesmo.

Para quem quiser comprar chip, a AmericaChip é parceira oficial do blog e tem desconto especial. Clique aqui e confira!

Gostaram do relato da Daniela? Se você quiser participar, envie seu relato para análise para laura@lauraperuchi.com COM FOTOS, seu nome completo e cidade/estado. LEMBRE-SE que é preciso ser detalhista. Não precisa escrever um livro, mas seu relato tem que ser informativo!


Leave a Response