Diário de viagem

Diário de viagem a Nova York – Roberta Melneciuc

O Diário de Viagem é uma seção que traz relatos de leitores do blog. Nesses relatos, eles contam como foi a viagem a Nova York, o que mais gostaram de fazer, o que não gostaram, dividem dicas, enfim: um diário mesmo. A convidada de hoje é a Roberta Melneciuc. Ela ficou 1o dias na cidade, em agosto de 2018. Para conferir mais relatos, clique aqui.

Quero deixar aqui a minha experiência de viagem, já que o grupo e o blog me ajudaram muito a montar meu roteiro e organizar minha viagem. Foram 10 dias incríveis!

Aéreo: O famoso voo da LATAM! Foi excelente, sem atrasos, check in rápido e comida gostosa. Sempre voei de LATAM e nunca tive problemas.

Ida para o hotel do JFK: Metrô! Super fácil! Como na ida não estávamos com muita bagagem foi bem tranquilo ir de metrô e andando para o hotel! Na volta para o aeroporto, pegamos um táxi na porta do hotel e pagamos 63 dólares + tip! Achei bem ok.

Clique aqui e saiba como usar o Airtrain.

Clique aqui e confira contato de motorista brasileiro.

Hospedagem: Hudson Hotel. Localização maravilhosa, ao lado da Columbus Circle e do Central Park. Para a Times Square, levávamos apenas 10 minutos andando. Mesmo tempo para 5a Avenida e Rockefeller. O Hudson fica na 58th Street com a 8th Av. O hotel conta com uma estrutura excelente, tem uma hamburgueria, bar e balada dentro dele. Decoração muito bonita. Não experimentei o café da manhã, pois achei muito caro (28 dólares por pessoa) e ao lado do hotel tem diversas opções para café, bem como supermercados e farmácias.

Clique aqui para reservar o Hudson Hotel.

Quartos: Ficamos no quarto mais em conta e achamos ele super ok para os padrões de NY. O quarto é pequeno, mas muito limpo, piso de madeira e cama super confortável. O banheiro que foi complicado, bem pequeno… Usávamos o vaso sanitário de ladinho (juro rs) e eu e meu marido não somos tão altos assim, média de 1,70… Tirando isso o chuveiro era bom, toalhas e demais apetrechos ótimos. O quarto possui tábua e ferro de passar, frigobar e cofre. Usamos o cofre, deixamos as malas abertas e não tivemos nenhum problema. O ar condicionado é um pouco barulhento e bem atrás da cabeceira da cama. Mas funcionou muito bem, pois estava bem quente em Nova York. O hotel cobra uma taxa de 4 dólares por encomenda recebida, achei bem ok.

Passeios: Fizemos os principais e a maioria não pago. Central Park, Top of the Rock, Observatório do One World Trade center, Wall Street, Estátua da Liberdade (pagamos para ir até a ilha e gostamos bastante, para a primeira vez em Nova York, vale a pena conhecer), Chelsea Market, High Line, Dumbo, Grand Central, Museu de História Natural e assistimos Frozen na Broadway! Também fomos em um jogo da pré temporada da NFL no MetLife Stadium. Foi muito legal! Somos fãs da NFL e foi uma experiência incrível! Vimos NY Giants x NY Jets! Clássico! Giants ganhou! Compramos os ingressos com uns três meses de antecedência pelo site da NFL.

Clique aqui e saiba mais sobre NFL e como chegar ao estádio.

Clique aqui para comprar ingressos para as atrações em Nova York.

Clique aqui para comprar ingressos para a Broadway.

Fizemos um ensaio de fotos com a empresa Fotos na Mala! Amei o atendimento e o ensaio ficou perfeito, do jeito que eu sonhava! Escolhi como local para as fotos o Dumbo e a ponte do Brooklyn e as fotos ficaram sensacionais!

Clique aqui e saiba mais sobre ensaios fotográficos.

O Central Park é lindo, fomos duas vezes! Vale a pena pegar um mapa e ir atrás das principais atrações do parque para não sair andando à toa! O parque é gigante e impossível de conhecer tudo a pé em um dia! Mesmo assim, andamos o máximo que conseguimos, não quisemos alugar bikes, pois tem vários pontos que não pode entrar com a bike, aí tem que prender para entrar.

Clique aqui e confira um guia para explorar o Central Park.

A Times Square é muito legal, mas nunca vi um lugar tão cheio e barulhento na vida (algo no bom sentido). Muitas luzes e buzinas kkkk. Ficávamos até tarde da noite andando nela e a cada dia uma experiência nova! Cada figura que não estava escrito kkkk! Não compre souvenirs por lá, tudo absurdo de caro!

Amei o espetáculo Frozen! Produção maravilhosa, valeu cada centavo pago!

Clique aqui para comprar ingressos para Frozen.

Andamos bastante pelo Brooklyn, Dumbo e Williamsburg! Feirinha de Smorgasburg bem legal, mas bem cheia (fomos no sábado). Conhecemos a fábrica da cerveja Brooklyn e fomos em um bar muito legal e não tão turístico chamado Randolph Beer no Brooklyn (indicação de uma amiga que mora lá). Não deixem de ir ao Soho, região incrível! Andamos pela Broadway Street e Broome Street! A Broadway tem várias lojas legais (e baratas). É uma delícia andar pelo bairro sem rumo. Andamos até little Italy e Chinatown (não gostei não, muito suja e feia a região, tipo 25 de março).

Comida: Gente, eu achei Nova York bem cara para comer! Um simples café da manhã ou 2 hambúrgueres com batata e refri no Five guys, gastávamos em torno de 30 dólares. Comer em restaurantes é bemmmm caro! Fomos no Raclette (não achei nada de mais e achei muito caro), Cecconis, Eataly, Carmine’s, Hard Rock e todos deram de 80 a 100 dólares para 2 pessoas (incluindo uma taça de vinho ou 1 garrafa de cerveja). Quando forem a um restaurante, Não esqueçam de pedir a água gratuita. Basta pedir tap water.

Clique aqui e explore os posts de gastronomia do blog – há várias dicas de onde comer sem gastar muito!

Dicas legais para comer:

  • Restaurante Barilla: perto do Rockefeller e Radio City, pratos muitos saborosos em torno de 10 dólares (massa, pizza, saladas e sopas).
  • Junior’s: bem perto da Times e tem hambúrguer e comidinhas em conta e gostosas! Experimente o Cheesecake!
  • Joy & the Juice: tem várias unidades espalhadas por Manhattan, eles possuem sucos e lanches mais naturais incríveis, preço justo!
  • Chelsea Market: ameeeiii aquele lugar! Várias opções para comer, com todos os preços e gostos (fora as lojinhas incríveis rs).
  • Comemos muito hambúrguer no Five Guys e Shake Shack (amo de paixão)! Não tive coragem de comer nada naqueles carrinhos de rua (quem sabe em uma próxima)…
  • Não deixem de comer o maravilhoso pudim de banana na Magnólia Bakery! Dos deuses! E o Cheesecake Red Velvet!
  • Black Tap: lanchonete incrível, com hambúrgueres maravilhosos, batata doce frita (amo) e os melhores milkshakes do mundo (fotos abaixo)! Não é tão barato quanto Shake Shak, mas vale o preço!
  • Carmine’s: italiano na 44th com a 7th avenida, bem na Times. Preços razoáveis e vem bastante comida (amo essa parte). Tem que reservar, sempre muito cheio!

Transporte: Em geral, 90% a pé e metrô. Não deixem de adquirir o Metrocard ilimitado (pegamos para 7 dias, 33 dólares), vale muito a pena! Mesmo com o metrô, andávamos uma média de 12km por dia! O metrô é meio confuso no começo, você tem que prestar atenção para o lado e destino que está indo! Óbvio que pegamos o metrô errado nos primeiros dias, mas depois aprendemos! Manhattan é muito fácil de se locomover. Usei o Google Maps o tempo todo, salvei todos os lugares que queria ir e sempre o consultava para ver se estava perto de algo que eu queria conhecer! O Google Maps sempre te dará as opções a pé e de metrô (pode confiar que ele acerta) kkkk

Clique aqui e confira a série de vídeos sobre o metrô!

Chip de celular: comprei um chip da operadora “Ultra” pela Latam quando fechei a viagem! Chip ativado no dia da viagem e funcionou perfeitamente bem durante os 10 dias que ficamos em Nova York. Meu marido fechou o pacote das Américas da Claro e funcionou muito bem também (valor incrível, você paga R$9,90 por 12 meses e pode usar quando quiser durante 1 ano na América do Norte), bem mais barato que o chip que comprei!

Compras: nossa prioridade não era compras, por isso não fomos a outlets, mas amei a Century 21 (para roupas, bolsas e carteiras), TJ Maxx (não gostei muito), Burlington (roupas, acessórios, malas), Best Buy (compramos o IRobot), Harmon Face Values (cosméticos, mas confesso que não vi muita diferença comparando com CVS e Walgreens), Macy’s (roupas e acessórios, meu marido achou muita roupa em promoção, valeu a pena)! No duty free do JFK os preços dos perfumes estavam ótimos, 10% de desconto em todos! Pirei rs

Desculpem o textão, mas espero ajudar os próximos viajantes!

Gostaram do relato da Roberta? Se você quiser participar, envie seu relato para análise para laura@lauraperuchi.com COM FOTOS, seu nome completo e cidade/estado. LEMBRE-SE que é preciso ser detalhista. Não precisa escrever um livro, mas seu relato tem que ser informativo!


Leave a Response