gastronomiaturismo

Conhecendo Brighton Beach, no Brooklyn

Faz tempo que Brighton Beach está na lista de lugares que eu queria conhecer aqui em Nova York. Para quem não está familiarizado, é uma praia que fica no Brooklyn – não muito longe de Coney Island. Ao contrário de sua vizinha famosa, que atrai os turistas por conta do parque de diversões e do cachorro quente mais famoso do país, Brighton Beach é mais tranquila. Para vocês terem uma ideia, estivemos lá no dia 4 de julho e, apesar do local estar cheio, ainda era possível caminhar tranquilamente – ao contrário de Coney Island, que estava completamente lotada e cheia de filas. É lá que está uma das maiores concentrações de imigrantes russos fora do hemisfério oriental. Foi lá que eles se instalaram na onda de imigração russa para a cidade de Nova York,  por volta dos anos 1800. Atualmente, estima-se que existam 700.000 russos vivendo em Nova York.

Não consegui tirar fotos decentes quando estive lá! Fotos Ben Cooper/Brownstoner.

Brighton Beach fica no caminho de Coney Island, mais precisamente, três paradas antes. Ou seja, não é um trajeto curto de metrô, mas é bastante tranquilo, já que você só precisa pegar o metrô da linha Q. Depois de descer do metrô, em poucos minutos andando você estará no calçadão à beira-mar, que muito se assemelha ao calçadão de Coney Island – a diferença é que não há parque de diversões. Além disso, tive a impressão de que a praia em si tem mais estrutura que em Coney Island, já que há várias cabines de banheiro pela orla (iguais as que existem em Rockaway Beach). E a outra diferença significativa é a presença de restaurantes no calçadão em Brighton Beach. Claro, Coney Island tem muitas opções para se comer, mas são todas de comida rápida. Já em Brighton Beach há espaço para você sentar e comer com calma, desfrutando do fato de estar à beira-mar. E o destaque ali fica por conta do restaurante Tatiana.

O restaurante é um ícone de Brighton Beach e domina a área. Se você não quiser se sentar, há uma área para ficar bebendo e curtindo. Nossa ideia era almoçar mesmo. O menu é intimidador – são várias páginas, com muitas opções. Obviamente, a boa pedida aqui são os pratos com peixes e frutos do mar. Há opções de peixes assados/grelhados inteiros, que foi a recomendação de uma amiga. Cada casal pediu um peixe para dividir – e ele vem acompanhado de vegetais e purê de batatas. Esses pratos custam, em média, a partir de U$25. Antes disso, pedimos uma porção, generosa, de lula à milanesa (U$15) além da KHACHAPURI, uma espécie de pizza tradicional da Georgia, que custou, se não me engano, U$15. Para vocês terem ideia, não comemos tudo! A comida estava muito gostosa. O restaurante é enorme e tem mesas na parte externa. O serviço não é o melhor do mundo, mas, apesar de tudo, gostamos da experiência.

De Brighton Beach até Coney Island são cerca de 15-20 minutos caminhando. Então, dá para casar o passeio e aproveitar para conferir uma praia mais tranquila.

Quem conhece Brighton Beach, tem alguma dica legal do bairro? 


Leave a Response