Diário de viagem

Diário de viagem a Nova York – Glaucy Miranda

O Diário de Viagem é uma seção que traz relatos de leitores do blog. Nesses relatos, eles contam como foi a viagem a Nova York, o que mais gostaram de fazer, o que não gostaram, dividem dicas, enfim: um diário mesmo. A convidada de hoje é a Glaucy Miranda. Ela e a irmã ficaram 7 dias na cidade, em maio de 2018. Para conferir mais relatos, clique aqui.

Ah… Chegou a minha vez, e eu posso afirmar que é com muito prazer que contarei um pouco sobre os sete dias que eu e minha irmã passamos em Nova York. Nosso itinerário era São Paulo – Bogotá (conexão de 50 minutos) – Nova York pela Avianca,O vôo saindo de São Paulo atraso e, por isso,  isso perdemos nossa conexão na Colômbia, e então nos foi disponibilizado hospedagem (e que hospedagem,kkk), alimentação e novas passagens para o dia seguinte.

Locomoção: gente, é sério: quando dizem que metrô é vida em Nova York: ele te leva para todos os lugares numa boa. Eu e minha irmã compramos o cartão ilimitado por 32 dólares  para sete dias. Sabendo o que é Uptown e Dowtown, entendendo que, diferente do Brasil as ruas seguem uma lógica de numeração e são muito bem sinalizadas, podem se jogar sem medo (e olha que, quem está falando é uma pessoa do interior do ES, não temos metrô, e mesmo me considerando leiga sobre o assunto, deu super certo), repito, METRÔ é vida.

Clique aqui e confira a série de vídeos sobre o metrô!

Alimentação: Confesso que pecamos um pouco nesse quesito, achei que faltou mais organização de nossa parte, porque sim, há “comida de verdade” em Nova York, mas o fato de “esquecermos” da hora nos pontos turísticos, fazia com que escolhêssemos pelo modo mais “cômodo”, acabando assim, por muitas vezes comendo porcaria, mas como disse acima, há sim muitas opções gastronômicas na cidade que nunca dorme.

Hospedagem: Ficamos em Long Island City, em um hotel chamado Red Lion Inn, com café da manhã, uma estação de metrô praticamente ao lado (Queensboro Plaza Station, em duas paradas estávamos em Manhathan), que nos custou R$ 3.000 (9 diárias), super recomendo, quando voltarmos, ficaremos nesse mesmo hotel com certeza, uma ótima opção custo-benefício.

Reserve o Hotel Red Lion.

Outro ponto que gostaria de deixar registrado aqui, antes de falar sobre o que eu fiz nesses dias, é o quanto nos sentimos BEM lá, como as pessoas são gentis, educadas e prestativas, como eles se importam com outro, acreditam no que você fala. Voltamos para o Brasil com vontade de colocar todos em uma bolsinha e trazê-los conosco de tão fofos.

Dia 1: fomos ao Grand Central Terminal (me senti no filme Madagascar kkk), comprei um Iphone para minha amiga, lá mesmo, (não quis ir na loja, achei que perderia muito tempo por acreditar que haveria mais clientes). Fomos à Biblioteca Pública, Empire State, comemos no famoso Food Truck Halal Guys (não peçam nada “Spice”, se vocês têm amor à vida kkk). Passamos na Harmon (por indicação da Laura, super recomendo, deixei alguns dólares em maquiagem, quase pirei naquele lugar). Nesse dia, São Pedro nos deu um susto, Jesus, passamos muito frio, minha irmã coitada congelou, mas,o mais engraçado era ir as lojas procurar luvas e eles responderem que não havia porque era primavera.

Dia 2: dia do Museu de História Natural (a pessoa paga o quanto quiser, eu dei 2 dólares porque sou dessas kk). Pegamos o dia com chuva, mas como estávamos em lugar fechado, deu super certo. Nesse dia fomos à Magnolia Bakery provamos o famoso Banana Pudding (misturem banana com Neston e um pouco de leite e verão o resultado kkk), passamos pelo Madison Square Garden e Target. À noite, fomos na encantadora Times Square.

O que fazer em Nova York em dias de chuva?

Dia 3: dia de Central Park, pagamos para sermos levadas por uma “guia” numa bicicletinha, achamos que valeu muito a pena. Lugar lindo, passaria o dia inteiro lá se pudesse, indescritível. As nossas tardes sempre acabavam em lojas, pois tenho dois filhos e fiquei a viagem toda atrás de uma bonequinha chamada LOL Surprise. Para as mães aí do outro lado, que têm encomendas de LOL, preparem-se, pois é uma SAGA! Nesse dia fomos ao K-mart.

Dia 4: o dia começou com gosto de seriado americano, primeira parada fachada do apartamento de Friends e fachada da casa da Carrie (Sex and the City), como amamos! Eu e irmã somos meio que almas gêmeas então, nesse quesito, temos o gosto muito parecido. Parecíamos crianças em dia de festa, uma alegria tamanha. De lá, fomos almoçar no Bubbys (super recomendo), em seguida High Line (parque suspenso, tão fofo, fica em frente ao restaurante), fomos na Century 21 e de lá para o hotel descansar, cansa viu, preparem-se, kkk.

Dia 5: Fomos conhecer a imponente Estátua da Liberdade, uma delícia pegar aquele Ferry, visitar a estátua, olhá-la de mais perto. Na volta, passamos pelo Touro, Financial Street, Trinity Church, Memorial 11 de Setembro, fachada do prédio do Google. Comemos um mexicano num food truck (muito gostoso), fomos à Kleinfeld (Just say yes kkk ), esculturas Love e Hope (o dia rendeu ), acabamos esse dia sem pernas.

Compre ingressos para as atrações turísticas de Nova York.

Dia 6: dia de Brooklyn e aquela travessia nada básica pela ponte, sensação de: Senhor, estamos aqui! A travessia só não foi mais “sentimental’ porque minha irmã tem medo de altura: pensem na novela que foi, ela quase engatinhava na ponte e as pessoas olhando e rindo dela, quanta comédia kkk. Tiramos aquela foto enquadrada na rua Washington Street, fomos ao parque, no Janes Carroussel e almoçamos em uma saladeira ao lado do Sweetgreen, nosso prato com limonada deu 25 dólares em média. Fomos para o hotel descansar (antes disso, mais tentativas em encontrar a Lol Glitter kkk), E a noite prometia, sabem por que? Porque era noite de Broadway, bebê. Escolhemos Chicago, e é simplesmente MA RA VI LHO SO, se eu recomendo? Putz, super, a sensação é, nem sei dizer, só assistindo para entenderem o quero dizer. Compramos os ingressos por 60 dólares, e eu estava com medo de ficar em lugar ruim, mas não, foi barato e assistimos numa boa. Minha dica é: assistam ao filme antes.

Compre seu ingresso para Chicago – em reais e parcelado!

Compre ingressos para a Broadway clicando aqui.

Dia 7: último dia! Deixamos esse dia para comprar as coisinhas que ainda faltavam (inclusive LOL kkk), e ir ao Carlos Bakery, principalmente em homenagem a minha mãe que é fã. Agora, gente, que lugarzinho gostoso é Hoboken, aquela principal que fica a padaria, é linda demais, moraria fácil fácil lá. Entrei no walgreens e deixei mais uns dólares e à tarde voltamos para Manhathan e nos despedimos da Times. Por fim, fomos ao hotel fazer o check out – nosso voô de volta era 1:10 da manhã. Foi mais do que imaginei, a cidade é linda, eu e minha irmã curtimos cada dia e ficou sim um gostinho de quero mais. Abaixo vou relatar em valores o quanto a viagem nos custou, pois acho que ajudará vocês.

Passagem: 2.500 (saindo de Vitória- ES ) para conseguir esse valor pesquisava todo santo dia!
Hospedagem: 9 diárias R$3.000 (R$1.500 para cada)
Dinheiro: 1.300 dólares cada uma. Esse valor super nos atendeu, conseguimos fazer o que queríamos, comer e ainda trazer as lembranças para a família, menos a LOL Glitter kkk que não achei em canto nenhum e acabei comprando no Aeroporto de Guarulhos por R$195. Um brinquedo que em Nova York custava 12 dólares, mas fazer o que, minha filhota estava ansiosa por ela e mãe é mãe kkkk

Total: R$ 17.360 para duas pessoas. Espero ter ajudado vocês, um beijo e até a próxima!

Obrigada pelo relato, Glaucy!

Gostaram do relato da Tatiana?  Se você quiser participar, envie seu relato para análise para laura@lauraperuchi.com COM FOTOS, seu nome completo e cidade/estado. LEMBRE-SE que é preciso ser detalhista. Não precisa escrever um livro, mas seu relato tem que ser informativo!


Leave a Response