Diário de viagem

Diário de viagem a Nova York – Liliane Franco

O Diário de Viagem é uma seção que traz relatos de leitores do blog. Nesses relatos, eles contam como foi a viagem a Nova York, o que mais gostaram de fazer, o que não gostaram, dividem dicas, enfim: um diário mesmo. A convidada de hoje é a Liliane Franco, de Brasília, DF. Ela e a filha ficaram 12 dias na cidade, em abril/maio de 2018. Para conferir mais relatos, clique aqui

Vou contar um pouco da viagem para vocês, que aconteceu no período de 27 de abril a 8 de maio. Pegamos um pouco de frio uns dias, mas a maioria de sol. Adoro essa época de primavera. Chegamos pelo aeroporto de LaGuardi e tinha agendado ida e volta o transfer com a WePlann. Chegamos e fomos p o “Welcome Center”, lugar que eles nos orientaram a ir. Foi tranquila a ida e o meu hotel foi o último. Parou em três hotéis antes do meu. Achei que ocorreu tudo bem, e não demorou para chegar e fomos conhecendo a cidade. O que achei muito bom foi que paguei ida e volta do Brasil, em reais e parcelado em 6 vezes no cartão. Gostei do transfer em geral.

Ficamos no Hotel Days Broadway, no Upper West Side. Bem localizado, do lado de uma estação do metrô e muitas lojas e restaurantes pertinho: Harmon, Duane Reade, Tj Maxx, Marshall’s, Victoria Secret, Paris café, Carmine’s entre outras. No domingo, tem uma feirinha muito boa em frente. O hotel é simples, com carpete e antigo. A limpeza não é nota 10. Mas preferimos evitar a entrada das arrumadeiras para não termos que ficar preocupadas em fechar malas. Na maioria dos dias, deixávamos a placa de não perturbe. O lado bom é que tinha duas camas de casal confortáveis e um chuveiro bom. Achei bom o custo-beneficio,  porque pegamos uma promoção muito boa nele. O bom desse hotel é qie não cobram pare receber encomendas. Fiz a festa e comprei muita coisa pela Amazon e economizei meu tempo e dinheiro. Até creme e shampoo da Sebastian, Joico e Senscience comprei por lá porque não precisava procurar na cidade e carregar peso. Comprei dois dias antes de viajar e quando cheguei já estava tudo no hotel e em ótimo estado. Enquanto estava lá, ainda comprei mais duas coisas pela Amazon e chegaram em dois dias. Fiz o cartão Prime da Amazon e com isso a gente ganha frete grátis e entrega em 2 dias. O cartão é gratuito por 1 mês. Assim que cheguei no Brasil, cancelei e não vou pagar nada por isso.

Clique aqui e reserve o Hotel Days Broadway.

Chegamos no hotel, deixamos a mala e fomos na Apple de Upper West Side comprar o celular da minha filha. Almoçamos por lá e voltamos para fazer check in às 15h, tomamos banho e fomos para o Moma aproveitar dia gratuito. Não tinha fila p entrar, acho que porque já eram 18h, museu cheio, mas transitável. Depois fomos para a Times Square.

Erramos um pouco no primeiro dia do metrô, mesmo assistindo aos vídeos. Acho que faz parte, mas no segundo dia já estávamos craques. No final, já estávamos ajudando outras pessoas. Depois que você aprende fica fácil. É só saber as linhas do seu hotel e o sentido que não tem erro. Usamos muito o Google Maps. Nosso companheiro o tempo todo. Com ele, você não se perde e vai para todo lugar.

Confira a série de vídeos sobre o metrô.

No segundo dia, fomos para o High Line (adoramos). Não estava muito empolgada para ir nesse jardim suspenso, mas me surpreendeu. Achei muito bonito e interessante. Depois, passamos no Chelsea Market e fomos para o Soho. Minha filha já tinha marcado no Google Maps todas as lojas que queria ir. O Soho é muito gostoso de andar e tem muitas lojas bacanas. Fiquei muito impressionada com a loja da Nike. Várias andares e lindíssima. Parecia um shopping. Mas o que eu queria mesmo era garantir os meus produtos da The ordinary e assim o fiz e fiquei muitíssima satisfeita.

The Ordinary – um guia para comprar os produtos.

Depois fomos para Little Italy e passamos rapidamente em Chinatown. Não gostei de Chinatown, muita muvuca e chineses o tempo todo te empurrando produtos. Acho que vale a pena só dar uma passada rápida mesmo para conhecer. Só andamos uma quadra e voltamos correndo para Little Italy.

No terceiro dia, fomos direto para Williamsburg porque minha filha queria muito ver os grafites. Fomos de ferry e o passeio é maravilhoso. Recomendo demais. Vista linda e rende fotos lindíssimas. Descemos em Williamsburg e passeamos pela avenida principal da cidade. Lugar bem alternativo e descolado. Depois, fomos de metrô para a Brooklyn Tabernacle. Assistimos o culto das 13h, muito bonito, valeu a pena. Só me arrependo de não ter saído assim que o coral saiu, pois muita gente saiu junto e eu fiquei com vergonha de sair e acabei assistindo o culto todo, mas acabou que demorou muito e o pastor ficou falando muito tempo e para quem não domina muito bem o inglês não dá para entender nada e fica cansativo. É muito emocionante assistir ao coral cantando. Eles colocam um telão com as letras das músicas, aí dá para acompanhar e cantar.

Saiba mais sobre a The Brooklyn Tabernacle.

Almoçamos no Dallas BBQ e depois fomos para as lojas no Fulton Mall. Muito bons os preços de lá. Ficamos muito cansadas e deixamos a região do Dumbo e a ponte para outro dia.

No quarto dia fomos para a Union Square, tiramos fotos aparecendo Empire State (não subimos), Grand Central Station, Jack 99, New York Public Library, Bryant Park e St Patrick’s Cathedral. Terminamos tudo umas 17h e fomos para o hotel descansar um pouco. À noite, fomos assistir ao Fantasma da Ópera. Comprei o ingresso do Brasil pela TodayTix por 49 dólares, no mezanino. Ficamos bem atrás mas deu para ver legal. Não queria investir mais dinheiro, então já fomos sabendo que sentaríamos atrás e não nos arrependemos. Adoramos!

Clique aqui para comprar ingressos para O Fantasma da Ópera.

No quinto dia, fizemos o Movie Tour com o Jayme Ribeiro. Muito bom. Recomendo a todos. Vá preparado para caminhar muito e tirar muitas fotos. Depois do tour, fomos para o museu de 11 de setembro. Havíamos agendado na segunda pelo site do museu e conseguimos entrada gratuita para terça. Gostei do museu, apesar do ar muito triste que sentimos lá. Depois, passamos no Occulus e subimos no One World Observatory. Comprei para às 19h e assim tiramos fotos de dia e a noite. Achei incrível. Na subida no elevador já começa a emoção. Muito lindo! Íamos também ao Top of the Rock, mas depois do One World Observatory achamos que não precisávamos mais ir em outro observatório e acabamos desistindo.

Saiba mais sobre o Movie Tour .

Saiba mais sobre a entrada grátis no Museu 11/9

Quer comprar ingressos para o One World Observatory e outras atrações? Clique aqui.

No sexto dia, fomos cedo para a Estátua da Liberdade. Tinha comprado do Brasil o ingresso para as 9h. Por ser mais cedo, quase não pegamos fila. Descemos na ilha da Estátua e tiramos muitas fotos. Depois, fomos para Charging bull e Wall Street. Íamos ainda para o New York City Hall e Brookfield Place, só que no meio do caminho apareceu uma loja, a TJ Maxx e entramos e não saímos de lá tão cedo e cancelamos toda o resto da programação e nos deleitamos nas compras kkkk. Tivemos que ir para o hotel depois, devido à quantidade de sacolas. Conseguimos muitas coisas legais com preços muito bons, apesar do dólar nas alturas. Muitas coisas ainda estavam valendo muito a pena.

No sétimo dia, tivemos o primeiro furo da viagem. Íamos cedo para Washington fazer bate e volta de trem. Acordamos muito cedo, pois o trem sairia às 7h da Penn Station. Chegando lá, para nossa surpresa, o trem tinha sido cancelado não sei por qual motivo e não consegui descobrir, porque cada um falava uma coisa. Minha filha tinha passado mal na noite anterior e eu já não estava mais tão animada para ir. Falaram que podíamos pegar o próximo trem que saísse, mas não informaram o horário. Desistimos de ir e pedimos o reembolso da passagem. Fica para a próxima, até porque não estava muito animada para ir e tinha ciência que ia ser muito corrido.

Se quiser fazer o passeio em Washington com guia brasileiro, clique aqui.

Ficamos com o dia livre e fomos então para a Roosevelt Island. Pegamos o teleférico usando o Metrocard. Muito bonito o passeio. Lugar super tranquilo e lindo. Estava cheio de cerejeiras e as fotos ficaram lindas. Depois, fomos para o Brooklyn fazer o resto da programação que faltou. Atravessamos a ponte a pé e passeamos pela região do Dumbo. Almoçamos em um restaurante italiano na região do Dumbo e odiamos a comida. Não conseguimos comer tudo. Voltamos para Manhattan e ficamos passeando aleatoriamente.

Saiba mais sobre o passeio na Roosevelt Island!

No oitavo dia, passamos no Central Park um pouquinho só e fomos para o Museu de História Natural. Muito boa a parte dos dinossauros e dos bichos. Ficamos um bom tempo lá e depois fomos para o hotel que ficava a 10 minutos andando do museu. À noite, fomos passear pela Times Square. Na verdade acho que quase todos os dias passeávamos pela Times Square.

No sábado, logo pela manhã, fomos para o Central Park. Compramos o café da manhã e levamos para comer lá. A essa altura, já estava me sentindo a cidadã nova-iorquina kkkk. Passamos praticamente o dia todo lá. Estava um lindo dia de sol e rendeu fotos lindíssimas. Fizemos nosso café da manhã sentadas no gramado e escutando músicas de primeira qualidade. Recomendo muitíssimo, pois além da vista linda e das apresentações dos músicos, ainda demos uma boa relaxada da viagem.

No domingo, décimo dia, estávamos com o roteiro tranquilo e resolvemos andar sem destino pelas ruas do bairro que ficamos e foi aí que descobrimos as lojas e restaurantes bacanas que haviam lá perto. Acabei me arrependendo de não ter feito esse passeio nas redondezas no primeiro dia, porque aí não precisaríamos ir nas outras lojas comprar coisas e carregar no metrô. Além disso, as lojas eram muito mais organizadas. Bom para aprender a explorar as redondezas antes de ir para longe. Lojas que conhecemos por lá: Harmon, TJ Maxx, Marshalls, Victoria’s Secret, dentre outras. Às 18h, tivemos show no Madison Square Garden com a banda Rain: Tributo aos Beatles. Momento muito especial e foi muito legal.

No décimo primeiro dia, fomos nos despedir do Central Park, depois passamos em algumas lojas que queríamos ir ainda e à noite fomos para a Times Square.

No decimo segundo dia, tomamos café da manhã no Paris Café, perto do hotel. Muito bom. Fomos para o hotel fazer check out e aguardar o transfer da WePlann q passou pontualmente no horário e depois pegou mais 3 passageiros perto e fomos para o aeroporto de Newark. A alfândega foi super tranquila. Agora nos resta revelar algumas fotos para matar a saudade, fazer um álbum e começar a programar a próxima.

Acho q me empolguei e escrevi demais rsrs. Para concluir, digo que essa viagem foi o presente de 15 anos que minha filha escolheu e ela amou cada momento. Ela tirou mais de 2000 fotos. Agradeço muito todas as dicas e ajuda da Laura e das pessoas do grupo. Fiz todo o meu roteiro baseado unicamente no que li no grupo, no Instagram e no blog da Laura. Fomos só nos duas e foi uma viagem inesquecível. Com o roteiro feito conseguimos agilizar nosso tempo e fazer praticamente tudo o que planejamos e ainda sobrou tempo para passear livremente.

Um grande abraço a todos vocês!

Obrigada Liliane pelo seu relato!

Gostaram do relato da Liliane?  Se você quiser participar, envie seu relato para análise para laura@lauraperuchi.com COM FOTOS, seu nome completo e cidade/estado. LEMBRE-SE que é preciso ser detalhista. Não precisa escrever um livro, mas seu relato tem que ser informativo!


Leave a Response