Vida Noturna

Guia de baladas em Nova York – versão Brooklyn!

Quem me acompanha sabe que eu sou zero baladeira. De tanto que as pessoas pediram, eu tive que providenciar com meus amigos um conteúdo sobre baladas em Nova York – que você pode conferir aqui – e também um conteúdo sobre baladas e bares LGBT – que você pode conferir aqui. Hoje, dando continuidade ao tema, o Murilo Machado Candido, que mora aqui e é leitor do blog, conta pra gente sobre as melhores baladas no Brooklyn. Conheci o Murilo totalmente por acaso num evento há alguns meses e, durante nossa conversa, surgiu a ideia do post. Espero que vocês gostem!

Oi gente!

Meu nome é Murilo, sou arquiteto e por acaso, tive o prazer de encontrar e conhecer a Laura pessoalmente num evento há alguns meses. Papo vai, papo vem, ela me convidou a colaborar com o blog, sobre vida noturna além da rota turística e mainstream.

Morando em Nova York há um ano e meio, acabei me tornando brooklynite – um morador – nativo ou não – do Brooklyn, e por gostar muito da vibe local e alternativa, minhas primeiras opções de vida noturna estão nos arredores. Participo do grupo da Laura no Facebook há um tempo e observo que muita gente acaba se limitando a explorar apenas os bairros mais famosinhos da região, que são Williamsburg e os bairros nos arredores da Brooklyn Bridge. Entretanto, o Brooklyn vai além disso e, acreditem, existem muitas preciosidades locais.

Eu, particularmente, defendo que não se precisa gastar muito para “viver” NY. Prova disso: todos os locais que vou citar a seguir geralmente não cobram entrada, ou depende do evento da noite – vale conferir a programação sempre nos respectivos sites ou redes sociais do estabelecimento.

Como citado anteriormente, numa colaboração da Larissa Temple sobre baladas em Nova York, as festas costumam começar às 22h e ficam mais interessante por volta das 23h-00h e geralmente terminam às 4h da madrugada. Com relação a dress code, os locais que estou sugerindo raramente exigem, com exceção de um em que as festas têm uma pegada mais temática e divertida. Isso permite que o público possa se vestir confortavelmente e sem aquela pressão de estar super bem vestido, e usando salto ou maquiagem. Mas é importante sempre checar as informações do evento e levar documento de identidade. Lembrando que a idade mínima aqui é 21 anos, e não 18 como no Brasil.

Não estranhem a falta de opções em Manhattan, visto que o objetivo deste post é “fora da rota”. O post é sobre vida noturna, mas essas preciosidades vão desde bares e restaurantes até galerias e museus. Sem mais delongas, vamos ao que interessa:

Virginia Rollison /Timeout

Pulqueria – Um tanto inusitado,  trata-se de um bar mexicano localizado numa viela no coração de Chinatown (essa dica é de Manhattan). É um mix de restaurante e balada com música latina, mas também clássicos dos anos 80 e 90 – pode variar de acordo com o dia da semana. O estabelecimento passa despercebido durante o dia por ser subterrâneo, um tipo de masmorra mexicana, porém charmosa, que também abre para almoço. Com o cair da noite, para quem opta em chegar através do metrô ou caminhando, ao se aproximar do local, a sensação é de estar em filme de máfia chinesa, mas não se assustem, é apenas impressão… Sempre que vou, utilizo o metrô tanto para chegar como para ir embora e nunca tive problemas. Entretanto, caso não se sentirem seguros, vale utilizar taxi ou uber.

Endereço: 11 Doyers St, New York, NY 10013

DNAinfo/Camille Bautista

Lovers Rock – É um bar com temática caribenha localizado no bairro Bed-Stuy, no Brooklyn, com música animada e vibe pra frente. Os drinks costumam ser mais baratos que em Manhattan, e o público é amigável e diversificado. Dá para ir em grupos, ou se aventurar sozinho (a) e fazer novas amizades. A música geralmente é latino-caribenha, esperem muitos batuques, reggae e ritmos semelhantes. O local tem um pátio externo, aberto ao público entre a primavera e o outono, porém apenas até às 23h. Durante a semana, é um lugar mais calmo, e, aos finais de semana, fica mais animado, e também mais lotado, pois o espaço é pequeno.

Endereço: 419 Tompkins Ave, Brooklyn, NY 11216

Nate Folkert

Friends and Lovers – É um bar/balada em Prospect Heights. Conta com um bar na entrada do estabelecimento, e, nos fundos, a pista de dança, que também serve de palco para artistas alternativos e stand-up shows. A música costuma variar de acordo com o evento e dia da semana e o público é geralmente local. Para quem gosta de dançar ou flertar, ou os dois, é um ótimo destino a ser explorado. Dependendo do evento, existe a cobrança de um couvert – costuma ser de U$5 a U$10. O ideal é checar no website e redes sociais do estabelecimento, que aceita apenas dinheiro em espécie.

Endereço: 641 Classon Ave. Brooklyn, NY 11238

Bespoke Musik

Lot 45 – com ares de armazém industrial “chic”, o espaço, localizado em Bushwick, foi reformado para abrigar eventos e festas locais, e conta com lounges e truck de comida. As festas costumam ter entrada gratuita até 00h, o que pode ocasionar filas quanto mais próximo deste horário. Portanto, se o objetivo é economizar, recomendo ir cedo, a partir das 22h, que é o horário que costumam começar. É um dos locais mais descolados e alternativos da região, com boa infraestrutura, e com espaço maior, se comparado aos bares citados. Além das festas ‘cool’, o Lot 45 tem também outros eventos no calendário, e o bar e cozinha funcionam a partir das 17h de terça a domingo.

Endereço: 411 Troutman St, Brooklyn, NY 11237

Paul Wagtouicz/Timeout

Jupiter Disco – Para os amantes de música eletrônica como eu, recomendo muito o Jupiter Disco. Trata-se de um bar com vibe espaciais e sci-fi retrô, bastante alternativo e quase um “speakeasy” – tem uma entrada bem discreta numa região ora dominada por armazéns industriais, ora por grafittis. Alguns reviews se referem ao local como um encontro entre Star Wars e Blade Runner. Apesar de ter a temática espacial, o público do Jupiter pode ser bem diversificado, interessante e amigável. As festas costumam ter entrada gratuita antes da 0h, e o couvert costuma ser de U$5 – é importante confirmar no site ou na página do evento no Facebook. Caso não encontrem a entrada com facilidade, não desistam, pois o local realmente existe e vale a pena. Além dos drinks, o menu conta com combos de cerveja + shot por $7. Sem dress code, o público costuma ir com roupas confortáveis – já vi gente de “havaianas”.

Endereço: 1237 Flushing Ave, Brooklyn, NY 11237

Kenny Rodriguez Photography / Kamila Harris / Arquivo Pessoal

House of Yes – Minha conexão com a House of Yes começou no dia 1º de janeiro de 2017, numa festa de boas-vindas ao novo. Foi amor à primeira vista e ao inesperado. O “templo” fica nas proximidades do Lot 45, Jupiter Disco, a poucas estações de metrô de Williamsburg e apenas duas da minha casa (risos). O “club”, também tem teatro, e é cenário de brunch aos fins de semana, tem o calendário bem agitado – praticamente todos os dias da semana tem algum evento. Shows de burlesque, performances acrobáticas, festas temáticas, é um espaço acolhedor, que recebe todos de braços abertos – o que faz com o que o público seja o mais variado por metro quadrado de todos os lugares que já estive em Nova York. Tenha em mente que para estar e absorver toda a boa energia do lugar, é necessário se despir de qualquer preconceito, pois há possibilidade de ver unicórnios e criaturas míticas a “topless”. Alguns espetáculos são imersivos e a plateia torna-se também estrela do show. O dress code é totalmente fora do padrão das festas de Manhattan. Por se tratar de um lugar fora da bolha, a maioria das festas, que são temáticas, exigem que o público participe com looks que estejam de acordo com o tema e que se fantasiem – há inclusive uma página no Pinterest com inspirações de looks para cada festa, e as fantasias e atitudes que se destacam podem levar drinks na faixa. Use e abuse da criatividade. Geralmente, é possível entrar de graça, antes das 23h e com ingresso já “em mãos”, que são concorridos – você consegue os ingressos através do Eventbrite. O risco de chegar no local sem ingresso antecipado: pode custar U$30 e, dependendo da lotação, a entrada pode ser possível apenas lá pelas 2h da madrugada.

Endereço: 2 Wyckoff Ave, Brooklyn, NY 11237

Importante:

  • Documento de identidade – os estabelecimentos são muito rígidos com isso: sem documento, você não entra e não adianta insistir.
  • Verificar o calendário e informações dos eventos, principalmente com relação a horários e  cobrança de ingresso. Recomendo baixarem o app Eventbrite – principalmente para a House of Yes – é onde você consegue o ingresso gratuito até as 23h e até mesmo para efetuar compra de ingresso.
  • Não veio preparado para festas temáticas? Não tem problema! Minha dica é visitar os brechós da região, onde é possível garimpar peças perfeitas e com ótimo preço. Costumo ir na Urban Jungle, Beacon’s Closet e L Train Vintage.

Esperam que se gostem, explorem e se divirtam como se morassem por aqui! Murilo

Murilo, muito obrigada por esse post maravilhoso! Arrasou!


Leave a Response