Acumule experiências: programas incríveis para fazer em Nova York sem gastar muito!

Este artigo foi escrito em colaboração com a campanha do Flights.com – Unboxing the next travel experience

Dentre as milhares de frases de auto-estima e motivação que enchem a timeline das redes sociais todos os dias, existe uma bem famosa: colecione momentos, não coisas. Por mais clichê que isso possa parecer, é a mais pura verdade. A ciência inclusive já provou que essa é mais do que uma frase bonita para ser usada naquela legenda do Instagram. De acordo com várias pesquisas realizadas ao longo dos últimos anos, investir em experiências aumenta as chances de levar uma vida mais feliz, mais plena de sentido e significado. Uma dessas pesquisas, liderada pelo americano Thomas Gilovich, na Universidade de Cornell, aqui dos EUA, revelou que, quando compramos algo, ficamos felizes, pois conquistamos algo que queríamos, mas apenas por um determinado tempo. Isso porque  se trata de mais uma coisa que adaptamos aos nossos hábitos. Logo, fica sem graça.

Muita gente leva tempo para se dar conta disso. Na realidade, nenhuma dessas milhares de coisas que a gente acha que precisa serão tão importantes lá na frente. É só parar e pensar um pouquinho sobre as melhores memórias da sua vida até aqui – provavelmente, elas envolvem pessoas, momentos e experiências, certo? Experiências enriquecem a alma e o coração. Elas nos fazem refletir, crescer, amadurecer. É aquilo que trocamos, é o que permeia nossas conversas, nossos relacionamentos. Eu lembro até hoje do meu processo de mudança para os Estados Unidos. Eu sempre quis morar fora e tudo acabou acontecendo muito rápido. Quando eu soube que a gente se mudaria pra cá, fiquei eufórica. Passada a alegria do primeiro momento, eu pirei. Eu tinha um apartamento (alugado, ok) todo mobiliado. Móveis que eu amava, roupas que eu queria trazer comigo, dezenas de sapatos, livros, cosméticos. Em algumas semanas, ainda bem, eu me dei conta de como eu estava sendo idiota ao me preocupar com os bens materiais. Eu estava me mudando para Nova York! A gente dá um jeito nas coisas materais – o que importa são as experiências. E eu aprendi tanto durante essa maravilhosa jornada… Eu mudei tanto – para melhor, acredito eu – e desconstruí tanta coisa em mim! É disso que eu vou sempre lembrar se um dia eu for embora de Nova York: dos lugares que conheci, das coisas que aprendi, dos sabores que experimentei.

É por isso que eu adorei quando a Flights.com me convidou para escrever sobre sua última campanha. Ela prega que os últimos lançamentos materiais – sejam roupas, eletrônicos ou acessórios – não vão te fazer mais feliz, mas experiências e viagens vão. Isso tem muito a ver com o jeito que eu viajo hoje, porque apesar de sim, gostar de roupas e cosméticos, o que eu e meu marido mais amamos em Nova York é a possibilidade de conhecer incontáveis lugares diferentes e também de ter contato com a gastronomia de países diferentes. Não é à toa que quando a gente vai para outra cidade, nosso roteiro é focado nisso: restaurantes e lugares incríveis. Para celebrar essa campanha, listo abaixo 10 experiências incríveis em Nova York que não custam tanto assim (e, com certeza, custam menos que o preço do último smartphone do momento!). Há várias atividades gratuitas e você pode ver os detalhes sobre todas elas (inclusive o preço das pagas) nos posts linkados.

1. Aula de trapézio – não importa se você vai repetir a experiência ou não. A aula de trapézio que fiz na Trapeze School aqui em Nova York foi uma das experiências mais marcantes da minha vida. Impossível descrever a sensação de liberdade e de satisfação por concluir todos os movimentos da aula. Além disso, durante os meses quentes a escola tem uma unidade no Pier 40. É incrível saltar com a vista para o One World Trade Center e o Hudson River. Saiba mais sobre a aula de trapézio aqui.

2. Aula de culinária – uma das coisas que eu mais amo na vida é cozinhar. Adoro pesquisar e testar receitas novas, e gosto de preparar jantares especiais para o meu marido e para os meus amigos. Comida conecta as pessoas. É um momento tão especial! A The Brooklyn Kitchen tem um catálogo de mais de 30 aulas individuais. Que tal aprender a fazer pizza ou massa aqui em Nova York? Saiba mais aqui.

3. Fazenda de lavanda em Long Island – a Lavender by the Bay é uma fazenda de lavandas que fica em Long Island, mais precisamente em East Marion, no estado de NY. A Lavender By the Bay é uma das maiores fazendas de lavanda dos Estados Unidos e pertence a uma família que toca o negócio há mais de 15 anos. São mais de 6 hectares de terra onde são cultivados 20 tipos de lavandas em mais de 80 mil pés da planta. Foi uma das coisas mais lindas que já vi na minha vida! Saiba mais detalhes aqui.

4. Passeio de caiaque – além dessa atividade ser uma delícia, ela é gratuita! Sim, á pra andar de caiaque em Nova York sem desembolsar um centavo. O Hudson River e o East River têm espaços especiais para a prática durante o verão. E tá aí mais uma atividade para engrossar a lista de coisas para se fazer aqui durante os meses mais quentes.A experiência é fantástica! É uma delícia andar de caiaque e ainda ter como bônus a vista linda para Manhattan. Encantador, é o máximo estar ali contemplando toda aquela beleza, curtindo uma brisa fresca e reforçou ainda mais o meu conceito de que essa cidade é fantástica. Saiba mais detalhes aqui.

5. Tomar um drink num rooftop – um dos programas mais legais de se fazer aqui em Nova York é frequentar os rooftops. Localizados nos terraços de prédios da cidade – em sua maioria hoteis – são bares que acabam tendo a vista privilegiada como destaque. Há inúmeros rooftops na cidade e o mais bacana é que sempre tem um espaço novo abrindo. O meu favorito, até hoje, é o Westlight, o rooftop que fica no The William Vale, localizado em Williamsburg, Brooklyn. A vista é de tirar o fôlego. Pense nesse combo: vista, pôr do sol e drinks. Tem coisa melhor? Saiba mais detalhes aqui.

6. Degustação de massas – o restaurante Lupa, do chef Mario Batali, chef que está por trás do Eataly, conta com o Pasta Tasting Menu, ou, menu degustação de massas, que conta com cinco tipos de massas. Todas as massas são caseiras, fabricadas no próprio restaurante. A experiência é maravilhosa e, claro deliciosa! Saiba mais detalhes aqui.

7. Fazer um picnic no Central Park – poucas coisas simples da vida são tão gostosas quanto sentar-se à sombra num parque para relaxar, ler um livro e comer comidinhas gostosas. E eu sempre recomendo esse tipo de programa para quem visita a cidade durante o período quente. Além de gostoso, é um costume bem local. Você nem vai ver o tempo passar! Saiba mais detalhes aqui.

8. Atravessar a Brooklyn Bridge –  a Brooklyn Bridge é uma das pontes suspensas mais antigas do mundo – e a primeira construída para ligar Manhattan ao Brooklyn, com quase dois quilômetros de extensão. Foi inaugurada em 1883 – 13 anos após o início de sua construção. Hoje, em média, 120 mil veículos cruzam a Brooklyn Bridge todos os dias, além de 4 mil pedestres e 2600 ciclistas. A travessia dessa ponte é passeio obrigatório para quem vem para Nova York pela primeira vez – e vale repetir se você tiver outras oportunidades. Saiba mais detalhes aqui.

9. Apreciar a beleza das cerejeiras – a primavera em Nova York é mágica. Durante um certo período – entre o fim de abril e o início de maio – as cerejeiras tomam conta da cidade. E um dos lugares mais lindos para ver essa mágica da natureza é o Brooklyn Botanical Garden. Durante a florada, a área das Cherry Blossom é a mais disputada e lotada. Eu ficaria a manhã toda só tirando fotos delas. São tantas e tão floridas que formam uma espécie de túnel. Inesquecível! Saiba mais detalhes aqui.

10. Brunch no Rainbow Room – o Rainbow Room abriu em 1934 e fica no 65° andar do Rockfeller Plaza – o mesmo prédio do observatório Top of the Rock. Não se trata de um mero restaurante, mas de uma experiência como um todo. A decoração, a comida, o atendimento, a música ao vivo e a vista: todos esses elementos fazem do Rainbow Room um lugar inesquecível para um brunch/almoço em Nova York. Saiba mais detalhes aqui.

Gostaram do post e das sugestões de experiências? Não esqueçam de visitar o Flights.com para pesquisar passagens para o seu próximo destino!

Author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *