Pisticci: restaurante italiano delícia no West Harlem

Acho que já falei um milhão de vezes do meu amor por comida italiana. Como não amar uma boa massa? Sempre que alguém recomenda o Carmines ou o Olive Garden como restaurantes italianos para visitar em Nova York, eu fico triste e, confesso, acho um desperdício. Restaurante italiano que se preze tem que ter massa fresca, para começo de conversa. A minha opinião é de que você não deveria restringir suas experiências gastronômicas a restaurantes que fazem a mesmíssima comida em todas as suas unidades… E Nova York tem tantas opções incríveis de restaurantes italianos que é um desperdício você vir pra cá e não fazer proveito desse fato. Eu, particularmente, adoro explorar as opções daqui!  Semana passada, estivemos no Pisticci, que fica em West Harlem – bem pertinho da Columbia University, o que acaba sendo uma opção fantástica para almoçar ou jantar pela área.

Antes de apresentar o restaurante em si, acho bem interessante falar da história dele, porque o Pisticci tem todo um conceito interessante envolvido em sua história. Quando ele foi aberto, em 2002, a ideia era despretensiosa: ser aquele restaurante de bairro, que todo mundo gosta de ir. Aos poucos, os proprietários pararam de olhar para o Pisticci como apenas um restaurante mas como um lugar para mudança. Os funcionários têm horários flexíveis e partipação nos lucros. Além disso, é um Green Certified Restaurant e também usa energia renovável. O Pisticci também teu sua própria fazenda urbana, Pisticci Full Circle Farm, sem uso de insumos químicos ou maquinaria pesada. Os insumos são derivados da matéria orgânica recuperada do restaurante, e crescem sustentando a princípios orgânicos estritos. A matéria orgânica é derivada de restos de comida, guardanapos e todos os produtos de papel. Eu não sabia disso antes de ir ao restaurante, mas encontrei essas informações pesquisando para o post e adorei. Fiquei mais fã ainda.

Como estamos falando de um restaurante italiano, obviamente aqui os destaques ficam por conta das massas, cujo preço varia de U$10 a U$16, dependendo da sua escolha. O Thiago optou pelo Tuscan Bean Ravioli (U$15), recheado com ricota e com molho de tomate. Geralmente, nos restaurante que vamos, a porção de ravioli nunca é generosa. Não no caso do Pisticci: o prato foi super bem servido. Eu optei por um especial da noite, uma massa papardelle com trufas, cogumelos e carne. Uma das melhores massas que já comi aqui em Nova York – e também numa porção super generosa. Os drinks custam em média U$14 e a gente pediu um com romã (pomegranate) que estava uma delícia. Não costumamos pedir sobremesa, mas não resistimos à Torta de coco, numa fatia bem generosa que foi suficiente para nós dois. Gastamos cerca de U$60 com gorjetas, o que é um preço bem justo para um jantar incluindo um drink e sobremesa. Além disso, o atendimento do restaurante é ótimo e o ambiente também é uma gracinha. A região onde ele fica localizado é super charmosa.

O Pisticci abre para almoço, jantar e brunch! Você pode conferir mais detalhes no site.

Endereço: 125 La Salle Street.

Author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *